Vem aí uma nova temporada de College Football

12 de agosto de 2017
Tags: mundo college,

É com muito prazer que nós da equipe do College Football Brasil estreamos nossa coluna na Liga dos 32. Somos o único site em português dedicado exclusivamente à cobertura do futebol americano universitário e estamos em franco crescimento. Por isso, é muito bom contar com uma parceira que nos cede esse espaço em um dos melhores e maiores espaços sobre NFL do país.

Encerradas as apresentações, vamos ao que interessa: a temporada do College está chegando! Faltam exatamente duas semanas para o pontapé inicial de mais um ano repleto de emoções, trick plays, momentos históricos, upsets, tiroteios e tudo que só o futebol americano universitário pode nos proporcionar. Anote aí na sua agenda: sábado, 26 de agosto, 15h30 de Brasília, Oregon State e Colorado State entram em campo para dar início a tudo isso.

Com essa proximidade da temporada, o momento é de fazer previews. Analisar todos os ângulos de como pode ser essa nova temporada, quais são os favoritos ao título, quais são os atletas que terão temporadas espetaculares, como as conferências irão se desenrolar. No nosso site, são lançados dois novos artigos por dia com as mais completas análises sobre isso tudo que você pode imaginar ler em português.

O que foi que saiu por lá nessa última semana? Vamos recapitular!

Atletas para se ficar de olho

Três posições foram alvos das nossas análises no site nessa semana: defensive backs, tight ends e defensive linemen.

Na primeira, dividimos entre cornerbacks e safeties. Citamos dez jogadores que devem fazer temporadas espetaculares em 2017 no futebol americano universitário. Destacamos especialmente Minkah Fitzpatrick, de Alabama, um jogador muito versátil e que pode ser usado em vários alinhamentos diferentes na defesa de Nick Saban. O atleta vem de uma temporada na qual somou seis interceptações, duas delas retornadas para touchdown. Um cornerback muito alto sem perder a velocidade, no estilo que os técnicos atuais gostam. Ainda pelos cantos, Tarvarus McFadden, de Florida State, foi líder do último ano com oito picks e agora volta para mais uma campanha com os Seminoles.

Também dos Seminoles é o safety Derwin James. Muitos apostam nele para ser o principal jogador de todo o College Football em 2017. Como true freshman em 2015, somou 91 tackles, quatro passes defendidos e dois fumbles forçados. Perdeu 2016 devido a uma lesão no joelho, mas agora está totalmente recuperado e seu talento físico impressiona.

Dentre os tight ends, destacamos o jogador do Guarani, digo, de Wisconsin, Troy Fumagalli. Ele é completo: destaca-se tanto bloqueando para o jogo corrido como recebendo passes. Foram 580 jardas e só dois touchdowns em 2016, mas os Badgers não tinham (e ainda não tem) um quarterback viável e usam muito mais o jogo corrido.

Arden Key, de LSU, foi nossa escolha como o melhor defensive lineman do College Football para 2017. Mesmo lutando contra uma lesão no ombro, ele deve ser uma força imparável para os Tigers. Em dois anos entre os universitários, soma 96 tackles, sendo 19 para perda de jardas, 19 sacks e 2 fumbles forçados.

Para ver as listas e análises completas, é só clicar nos hyperlinks ali em cima!

Análises das conferências

Ainda não chegamos nas principais conferencias do futebol americano universitário (o chamado Power Five), mas também há muita coisa interessante nas menos (o Group of Five). Nessa semana, falamos sobre a Mid-American Conference e sobre a American.

Você ouviu falar da incrível campanha de Western Michigan em 2016? Os Broncos terminaram a temporada regular de maneira invicta. Foi de lá que saiu Corey Davis, quinta escolha do draft. Eles jogam na MAC, e não devem vir tão fortes dessa vez devido à perda de muitos jogadores de destaque. Mas há novamente um grande time nessa pequena conferência, o Toledo Rockets. Comandado pelo excepcional quarterback Logan Woodside, o programa também tem muita possibilidade de surpreender em 2017.

A American possui o único time do Group of Five que entrou no nosso top 25 de pré-temporada: South Florida Bulls. É um time de ataque muito explosivo, comandado pelo quarterback Quinton Flowers, e que tem um destaque no comando: Charlie Strong é o novo head coach da equipe após uma passagem ruim pelo tradicional Texas Longhorns e agora pretende reerguer sua carreira. O atual campeão Temple Owls também vem forte, e há outros programas de destaque como o Houston Cougars, Tulsa Golden Hurricanes e Navy Midshipmen.

Principais equipes

Entre segunda e sexta, falamos sobre cinco equipes que vem muito fortes para a temporada de 2017.

Florida Gators, de onde vem ninguém menos que o mito Tim Tebow (e também o gatorade) é a favorita para vencer a SEC Leste. O time perdeu para Alabama na final da conferência nos últimos dois anos, mas dessa vez parece estar resolvendo aquele que foi seu calcanhar de aquiles nos últimos tempos: a posição de quarterback. A defesa do programa é sempre muito forte e consistente, e dessa vez não deve ser diferente.

Lamar Jackson foi uma máquina de touchdowns em 2016. O quarterback está de volta para comandar o ataque do Louisville Cardinals após um ano que começou muito promissor e terminou em frustração. Mesmo que Lamar tenta vencido o Heisman Trophy na última temporada, o derretimento de fim da temporada deixou uma sensação muito ruim na equipe. Mas existe o talento necessário para dessa vez mudar o final desse roteiro.

2016 foi uma temporada muito irregular para o Georgia Bulldogs. Como é que o tradicional programa pretende ter um novo ano melhor? A classe de recrutamento é muito boa, o head coach Kirby Smart vem dando sua cara à equipe e o quarterback Jacob Eason deve evoluir. Principalmente, Nick Chubb, um dos running backs mais promissores do College Football, espera finalmente ter uma campanha livre de lesões.

O Stanford Cardinal perdeu Christian McCaffrey e já tinha um ataque capenga com ele. É difícil de imaginar que as coisas funcionem bem no setor ofensivo, apesar do substituto do atual jogador do Carolina Panthers, Bryce Love, também ser muito bom. O que faz com que o programa esteja tão bem postado na nossa lista é principalmente sua defesa, que tem como maior destaque o cornerback Quenton Meeks.

No Oklahoma State Cowboys, a situação é contrária à de Stanford. O ataque deve ser mortal, com o trio formado pelo quarterback Mason Rudolph, o running back Justice Hill e o wide receiver James Washington sendo talvez o melhor de todo o College Football. Infelizmente, na defesa não há praticamente nenhum talento, o que deve fazer com que os jogos do time sejam divertidos tiroteios.

Gostou? Semana que vem tem mais! Não se esqueçam de clicar nos links e ler nossas análises completas. E quando voltarmos, no próximo sábado, serão apenas sete dias para a temporada de College Football!

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









College Football BR Uma parceria inédita. O College Football Brasil é um veículo jornalístico dedicado à cobertura de futebol americano universitário. Fundado em 13 de outubro de 2014, é o maior e mais longevo veículo em atividade dedicado a este segmento. Site: http://collegebrasil.com ,No Twitter: @CFB_Br .