Série Tática – Formações Defensivas

23 de fevereiro de 2016
Tags: formações defensivas, marcos garcia, matérias, tática, tiago araruna,

tatica

Na NFL, as formações defensivas são divididas em dois blocos. O primeiro deles reúne os atletas do Front Seven, que como o nome auto-explicativo já evidencia, é formado pelos sete jogadores próximos a linha de scrimmage adversária, com a função de pressionar o QB, parar o jogo corrido pelo meio ou pelos lados e evitar os passes curtos. O outro bloco é formado pelos jogadores da secundária, que alinham de acordo com os recebedores do time rival, tentando evitar as jogadas aéreas em geral.

Leia Mais: Índice com todos os posts da Série Tática

Em relação às táticas defensivas usadas pelo Front Seven, tema principal deste texto, elas variam de acordo com o andamento do jogo e o posicionamento do ataque rival, mas em sua maioria são divididas entre duas principais formações: 3-4 e 4-3.

*Lembrando que esse post é básico e serve de introdução às formações defensivas. Ao longo da offseason teremos vários desses detalhes sendo aprofundados.

DEFESA 3-4

3-4Observe os 3 DLs assinalados em amarelo e os 4 LBs em vermelho caracterizando uma defesa 3-4, onde os jogadores de linha normalmente ficam agachados com a mão ao chão e os Linebackers

Esta primeira formação é baseada em parar o passe curto e de média distância, adicionando mais um defensor contra o passe atrás da linha de scrimmage, além de possibilitar mais criatividade às blitzes vindas de trás. Em relação ao jogo corrido, perde-se um atleta posicionado “cara a cara” com a OL adversária, e os três jogadores responsáveis pela função precisam apresentar uma qualidade diferenciada para atacar o RB rival e se livrarem dos bloqueios com eficiência, também abrindo espaços para os Linebackers passarem e fazerem jogadas.

Esta formação é composta por um Nose Tackle (NT), que alinha agachado e na frente do Center, e outros dois defensores, que podem atuar tanto como DE ou DT – normalmente dois Defensive Ends. O grupo de Linebackers ganha um atleta a mais para proteger contra a corrida e ele geralmente possui responsabilidades contra o jogo aéreo. A tática permite uma pressão maior por parte dos jogadores da secundária na linha de scrimmage, confundindo o QB rival e a proteção da OL, e mantendo o Pass Rush efetivo.

Os Linebackers também ganham novas denominações na defesa 3-4. Os dois atletas que atuam posicionados logo atrás do NT são os “Inside Linebackers” (ILBs), enquanto os jogadores alinhados pelas laterais são chamados de “Outside Linebackers” (OLBs) – na imagem, os OLBs estão nas pontas da linha defensiva e os ILBs são aqueles com traço vermelho no capacete mais recuados. Neste tipo de posicionamento, os LBs se dividem entre funções de Pass Rush, impedir o jogo corrido e marcação em zona contra o passe, sendo que os OLBs tem maior responsabilidade em pressionar o quarterback e os ILBs focam mais em parar a corrida ou cobrir o passe em zona, em especial o Tight End.

Vale notar também que os 3 jogadores de linha defensiva nessa formação costumam ser bem mais pesados que qualquer um dos 4 de linha em uma defesa 4-3. O Nose Tackle (3-4) deve ser o mais corpulento de toda a defesa por cuidar de dois Gaps (veremos detalhes mais abaixo) e os Defensive Ends (DEs) em uma 3-4 tem alguns vários quilos a mais que o Defensive End de uma 4-3, isso porque em uma defesa 4-3 o DE é responsável por derrubar o QB e não pode ser tão pesado, enquanto que em uma 3-4 o jogador da posição tem função dupla, mas a sua principal motivação é contra a corrida, o que lhe exige mais peso. Quem se compara com o Defensive End de uma 4-3 é o OLB da 3-4, esse sim responsável pelo Pass Rush nessa formação.

Defesa 4-3

Jogadores de linha defensiva marcados com traço amarelo e LBs com traço vermelho. Claramente uma defesa na formação 4-3.Jogadores de linha defensiva marcados com traço amarelo e LBs com traço vermelho. Claramente uma defesa na formação 4-3

Formação mais comum utilizada entre os times da NFL, a defesa 4-3 se baseia no domínio da linha de scrimmage por meio da força, rápidez e qualidade técnica dos defensores na batalha contra a linha ofensiva. Ela é composta por 4 jogadores agachados na frente da OL rival (2 DTs por dentro e 2 DEs nas pontas é o alinhamento usual) e outros 3 Linebackers, divididos entre dois ILBs e um OLB. Esses LBs também podem ser denominados de Sam, Mike e Will, de forma que o Sam fica no Strong Side (lado que está o Tight End), Mike é o Middle Linebacker pelo meio – capitão da defesa, líder e responsável por orientar os companheiros – e Will se posiciona no Weak Side (onde não está o TE). Eles não tem função de Pass Rush, exceto em situações de Blitz, já que o combate ao jogo terrestre e a ajuda contra o passe, especialmente marcando o TE, constituem seu maior dever.

A linha defensiva é constituída por jogadores de 1-Gap, ou seja, cada um cuida do seu espaço. Uma diferença cara para a 3-4. Caso haja um TE na jogada, terá um Gap descoberto que será de responsabilidade de algum dos Linebackers. Os atletas da DL comumente terão mais destaque que os LBs, notadamente seus dois Defensive Ends que devem ser os grandes nomes da defesa para perseguir os QBs.

Aprofundando um pouco, é possível ter um Nose Tackle em 0-Tech e responsável por 2-Gaps em uma defesa 4-3 também! A formação da linha defensiva contaria com um NT, um DT e dois DEs. O Patriots, por exemplo, quando tinha Vince Wilfork muitas vezes alternou de 3-4 para 4-3 no meio do jogo usando ele como Nose Tackle em ambas as formações.

Variação 4-4

Está variação é usada principalmente para conter o jogo corrido pelos lados do campo e o passe curto. Ela consiste no uso de 4 DLs agachados na linha de scrimmage e outros 4 LBs posicionados em pé, criando inúmeras possibilidades de Blitzes e leituras mais complexas para o ataque adversário. Normalmente veremos esses quatro linebackers divididos em uma cobertura por zona sendo cada um o responsável por cobrir 25% do campo naquela faixa inicial da linha de scrimmage até 5-7 jardas para trás.

Variação 5-2

Cinco jogadores posicionados na linha defensiva (amarelo) e apenas dois Linebackers (vermelho). Defesa 5-2 usada pelo Seahawks.Cinco jogadores posicionados na linha defensiva (amarelo) e apenas dois Linebackers (vermelho). Defesa 5-2 usada pelo Seahawks.

Usada principalmente para interromper o avanço no jogo corrido. Ela conta com 5 jogadores agachados na linha de Scrimmage (1 Nose Guard, 2 DTs e 2 DEs) e outros 2 Linebackers posicionados um pouco mais atrás, podendo receber a ajuda de um Free Safety caso o RB consiga achar um corredor. Os jogadores posicionados frente a frente com OL possuem a função de atacar um Gap específico, impedindo que a jogada se realize por qualquer abertura possível. Ainda nesta variação, o DE pode “abortar” o Pass Rush e atuar contra o passe curto pelos lados do campo, algo que normalmente surpreende o signal caller adversário.

No caso da imagem acima, com uma formação 5-2 e 3 cornerbacks, automaticamente a equipe ficou em Single High Safety, ou seja, com um S ao fundo, no caso o Free Safety (FS). O problema nesse tipo de formação é quando dois recebedores atacam o fundo do campo e o FS precisa escolher qual vai ajudar a cobrir, deixando um deles no mano a mano e com boas chances de marcar um touchdown.

Variação 5-3

Muito parecida com a anterior, mas neste caso específico, o Free Safety é substituído por mais um LB, que se junta aos outros dois e alinha do lado mais forte da linha ofensiva (Strong Side), na marcação do TE. Esta é uma variação bastante utilizada para conter o jogo corrido e os LBs ainda podem ter um papel importante contra o passe, caso o ataque decida por esse tipo de jogada. Os dois DEs posicionados na linha defensiva podem tanto atacar o TE no lado mais forte, quanto proteger contra o lançamento mais curto.

A questão aqui é que a defesa perde um jogador de secundária por um linebacker e caso enfrente um ataque bem treinado, o oponente poderá facilmente encontrar um matchup (duelo) favorável entre um recebedor rápido e um LB pesado.

Goal – Line Defense

goal line

Posicionamento utilizado em situações claras de touchdown, quando o adversário está próximo da End Zone. A linha de scrimmage é ocupada por 6 ou mais atletas e os LBs possuem a função de parar o jogo corrido, principalmente quando o RB decide pular sobre os atletas da linha ofensiva. Os jogadores posicionados na linha atacam os Gaps disponíveis e tentam infiltrar o pocket adversário para conter o corredor. Se o QB decide ir para o passe, os LBs recuam para atuar na cobertura dos recebedores e os DBs visam apenas a bola, tentando forçar a interceptação ou evitar o TD.

Em muitas ocasiões um ILB ou o Mike (se a defesa for 4-3) estará de olho no quarterback na eventualidade de ele mesmo pegar a bola e correr pela lateral até a End Zone. É o chamado Spy que fica de espião para assegurar que o QB não engane toda a defesa.

O QUE SÃO AS TECHNIQUES?

O termo Technique é bastante utilizando durante o período do Draft, quando os analistas dissecam o defensor e geralmente o caracterizam como um atleta de 3-Technique, por exemplo. Mas o que isso quer dizer? Para entender melhor como os jogadores são separados por este termo tático, é importante entender primeiro o que são os Gaps.
Em uma linha ofensiva posicionada antes do Snap, existem até 6 Gaps disponíveis para que o corredor escolha o buraco que vai atacar e surpreenda a defesa. Esta, por sua vez, se posiciona para evitar que algum desses espaços esteja aberto e permita a Big Play pelo chão.

GAP A: O primeiro Gap é o A, que fica do lado direito e do lado esquerdo do Center, entre ele e os Guards (observe na imagem mais abaixo).
GAP B: Este é o Gap entre os Guards e os Tackles em uma linha ofensiva.
GAP C: O Gap C fica do lado oposto do Tackle, geralmente entre ele e um TE, dependendo da formação.

É a partir destes Gaps que a defesa irá posicionar os seus jogadores, indepedente da formação escolhida. Em relação as Techniques, elas são representadas por números imaginários, que vão de 0 a 9. O jogador que atua na 0-Technique é geralmente um NT, que alinha na frente do Center e é responsável pelos dois Gaps A, parando a corrida pelo meio e sendo conhecido como um atleta 2-Gap por conseguir cuidar dos dois espaços sozinho (O defensor 1-Gap será responsável por apenas um Gap, obviamente). O atleta da 3-Technique é o defensor que atua na pressão entre os Guards e Tackles, como alguns DTs de defesas 4-3 e também DEs na formação 3-4. Vale notar que as defesas 3-4 costumam alinhar um de seus Defensive Ends em 3-Tech e o outro em 5-Tech, o que dá ao último mais responsabilidade no Pass Rush que o primeiro.

Para entender melhor este termo graficamente, selecionamos esta imagem com as Techniques (de 0 a 9) e os Gaps (de A a C) destacados. Perceba que se o defensor alinha seu ombro esquerdo com o ombro externo do Left Guard (LG), ele está em 3-tech. Caso ele se alinhe exatamente na frente do Left Tackle (LT), estará em 5-tech naquele lance. As techniques ajudam a entender a responsabilidade de cada jogador de linha na jogada, sobre quais Gaps ele é responsável e se sua prioridade será a corrida ou perseguir o QB.

gaps

Quanto mais Techniques o jogador de linha defensiva for capaz de desempenhar, maiores são as suas chances de ele permanecer em campo na maioria das jogadas e ser uma peça fundamental para o setor.

*Por Marcos Garcia e Tiago Araruna

Postagens Relacionadas









Redação Liga dos 32 Este texto foi produzido em conjunto por dois ou mais membros da equipe Liga dos 32. Twitter: @LigaDos32 // Facebook: fb.com/ligados32 // Instagram.com/ligados32