Saints busca sobrevida contra o Panthers

22 de setembro de 2017
Tags: Diego Alex, Notícias do Dia, saints,

Após fazer uma offseason interessante trazendo bons jogadores via Free Agency e Draft, o Saints despertou boas perspectivas nos torcedores, principalmente, sobre uma melhora defensiva. Infelizmente, os dois primeiros jogos da temporada não confirmaram as boas expectativas. Com uma campanha 0-2, o Saints chega à semana 3, no confronto divisional contra o Panthers, jogando por sua temporada.

LEIA MAIS: Por que Cameron Jordan continua sendo subestimado?

A afirmação acima pode parecer exagerada, visto que, ainda estamos no 3º jogo do campeonato, porém não é o caso. Segunda dados da ESPN, apenas 12% das equipes que iniciam a temporada com duas derrotas chegam aos playoffs. Dito isto, fica claro o quanto seria difícil chegar a pós-temporada após um início 0-3. Sendo mais preciso, desde 1980, 164 equipes iniciaram a temporada com 3 derrotas, e apenas 5 delas chegaram aos playoffs, ou seja, improváveis 3%. A última vez que isto ocorreu foi em 1998 com o Bills.

Após esta rápida consulta na história, fica evidente o quanto esta partida será vital para o Saints continuar sonhando com os Playoffs. Falando agora especificamente sobre o confronto, o Saints tem no Panthers um adversário difícil, que está 2-0 no campeonato, porém que vem tendo dificuldades em seu ataque. O duelo entre Saints e Panthers se caracteriza por um confronto de opostos. Neste momento, após apenas duas rodadas, o Saints já tem a 2ª pior defesa considerando pontos por jogo (32,5), é o pior time no combate ao jogo aéreo (388,5), e também o que mais cedeu jardas totais na média por partida (512,5). O Panthers por outro lado, possui uma defesa excepcional. Estatisticamente, é a melhor unidade defensiva da liga. Os problemas da equipe de Charlotte vêm do outro lado da bola. Cam Newton não tem jogado bem neste inicio de temporada, os OTs também estão mal e, uma perda importantíssima, Greg Olsen está fora, no mínimo, das próximas 8 semanas do campeonato.

Quer ter acesso a longas análises táticas em vídeos exclusivos e dezenas de outros benefícios? Se torne um assinante Liga dos 32.

Na partida de domingo, o Saints terá a secundária – mais uma vez – como a sua grande preocupação. Se antes da temporada havia uma expectativa de melhora consistente para o setor com a chegada de Marshon Lattimore via draft, e a recuperação de P.J Williams e Delvin Breaux, neste momento muito desta boa perspectiva se enfraqueceu. Os problemas já começaram com Breaux que se machucou ainda na pré-temporada. Neste momento, Marshon Lattimore, que foi o melhor CB da equipe nestes primeiros jogos, está no protocolo de concussão e pode não jogar contra o Panthers, e, para completar, Sterling Moore tem uma lesão no peitoral.

Algo que merece ser destacado é que, apesar das atuações ruins em campo, muitos dos problemas do Saints têm origem fora dos gramados. Um dos problemas mais graves é o péssimo trabalho de Dennis Allen até agora como coordenador defensivo. Para citar apenas dois exemplos, algumas de suas chamadas são inexplicáveis (mandar blitz sobre Tom Brady repetidamente), e a escolha do limitado De’Vante Harris para jogar como o principal CB da equipe beira a insanidade. Os números citados acima sobre a quantidade de jardas cedidas no jogo aéreo são autoexplicativos. Sean Payton também merece algumas críticas, porém, sobre ele, o texto destacado abaixo trata de forma específica e sua leitura é indispensável neste momento.

LEIA MAIS: Chegou a hora de tirar o status de intocável de Sean Payton

Mais dois pontos são fundamentais e confirmam como este embate contra o Panthers é vital para o Saints: O confronto direto e a dificuldade da tabela nas próximas semanas. Em relação à NFC Sul, caso o Panthers vença, a campanha seria 3-0, enquanto o Saints ficaria com 0-3. Uma diferença de 3 jogos é muito considerável, ainda mais em uma divisão tão equilibrada. Considerando ainda que, o Falcons também poderia chegar a 3ª vitória, a situação da equipe de New Orleans seria crítica. Até em relação a uma vaga de Wild Card, com mais dois concorrentes fortes dentro da divisão Sul, e ainda pelo menos mais duas equipes da NFC com 2 vitórias, seria bem difícil buscar uma recuperação.

Um dos motivos para isto é o segundo ponto citado acima: a dificuldade da tabela. De forma alguma estamos afirmando que até aqui os confrontos foram fáceis, pelo contrario, Vikings e Patriots são times muito fortes. Entretanto, caso inicie 0-3, o Saints terá na sequência: Dolphins (fora), Bye, Lions (casa), Packers (fora), Bears (casa) e Bucs (casa). O Bills de 1998, a última equipe que chegou aos playoffs após perder os três primeiros jogos, conseguiu cinco vitórias consecutivas após o início ruim. Como podemos observar, com exceção – teoricamente – do Bears, as outras quatro equipes são bons times e que, em sua maioria, tem ataques poderosos, ou seja, será muito difícil arrancar um 5-0 nesta sequência.

Este jogo, além de fundamental para as pretensões na temporada atual, pode significar o final de uma era em New Orleans. Drew Brees está entrando em seu último ano de contrato com o Saints. No atual vínculo do QB, a equipe não pode usar a Franchise Tag para mantê-lo na próxima temporada. Caso Brees queira sair, o Saints nada poderá fazer, pois ele será um agente livre sem restrições em 2018. É fácil imaginar como deve ser frustrante para um atleta extremamente competitivo, que é um dos melhores do mundo em sua posição, não ter condições reais de disputar títulos.

Após tudo o que foi exposto neste texto, fica claro que a partida de domingo tem contornos de decisão para o Saints. Uma derrota pode significar mais uma temporada de frustração para uma equipe que, infelizmente, vem acumulando decepções nos últimos anos. Caso conquiste a vitória, o Saints volta a respirar e ganha força para, quem sabe, voltar a ser uma equipe digna de sua torcida apaixonada.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Diego Alex é o setorista da NFC SUL. Analisa Falcons, Panthers, Saints e Buccaneers às terças e sextas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @Diego_Alex84