sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Compartilhe

Se você acha que a disputa de Jerry Jones tinha acabado com a efetiva suspensão do Zeke Elliot, é bom você repensar isso. Após ser acusado pelo alto escalão da liga de “conduta prejudicial aos melhores interesses da liga” nessa quarta-feira, Jones foi rápido na resposta e tentou convocar uma reunião de emergência com todos os proprietários de franquia da liga.

De acordo com o Wall Street Journal, Jones enviou uma carta aos seus colegas na quinta-feira, onde pediu que eles realizassem “uma reunião especial da liga”, com a intenção de discutir a extensão contratual proposta a Roger Goodell, atual comissário da liga.

O Wall Street Journal complementa que os proprietários que compõem a comissão de renovação do contrato de Roger Goodell (Clark Hunt – Kansas City Chiefs; John Mara – New York Giants; Art Rooney II – Pittsburgh Steleers; Robert Kraft – New England Patriots; Arthur Blank – Atlanta Falcons e Robert McNair – Houston Texans) já negaram o pedido de Jones para uma reunião, a qual ele tinha a expectativa de realizá-la no dia 28 de novembro. Ao invés disso, os proprietários propõem que Jones discuta a extensão proposta a Goodell na reunião que ocorrerá no dia 13 de dezembro, e que já estava previamente agendada.

A disputa entre Jones e a NFL ganhou contornos mais sérios após toda a confusão envolvendo Zeke Elliot e a liga. Na semana passada, foi batido o martelo de que Elliot teria que cumprir os 6 jogos se suspensão, após uma série de recursos impetrados na justiça americana. Caso o leitor não se lembre, essa novela se iniciou em agosto com o anúncio da suspensão por parte da liga.

Ao longo das últimas semanas, Jones basicamente colocou como uma meta de sua vida, tentar obstruir a renovação de contrato. Tudo isso começou quando Jones pediu aos seus owners para que o assunto fosse interrompido, em uma teleconferência ocorrida no dia 26 de outubro, apesar da extensão já ter sido aprovada. Além disso, ele contratou o advogado David Boies, ameaçando processar a liga caso as negociações com Goodell avançassem.

Em sua carta enviada nessa quinta-feira, Jones ofereceu suas observações mais célebres de Goodell, escrevendo que a NFL “sofreu uma agitação sem precedentes nos últimos dois anos, incluindo um declínio significativo na audiência da TV, descontentamento dos anunciantes, longos litígios sobre suspensão de jogos, além da redução na venda de ingressos “, colocando tudo isso sob culpa de Goodell.

Basicamente, o argumento de Jones é que não é o momento ideal para celebrar essa extensão, ainda mais pelo fato do comissário ter contrato até o final da temporada de 2018.

“Este não é o momento para a Liga assumir obrigações contratuais maciças que vão no sentido contrário ao atual desempenho da liga”, escreveu Jones.

Jones reconheceu estar em desacordo com o presidente da comissão, Arthur Blank. Uma prova disso foi que ambos não se falaram antes do jogo ocorrido entre Atlanta Falcons e Dallas Cowboys, no último domingo.

Blank emitiu uma declaração nesta segunda-feira dizendo que o comitê planejava prosseguir com a conclusão do acordo de Goodell e que manteria os demais proprietários atualizados.

“Com o devido respeito, pedimos ao Sr. Jones que abandone suas ameaças de litígios equivocadas e a campanha da mídia para minar o mandato da comissão”, disse a carta. “E pedimos ao Sr. Jones que apoie as deliberações da comissão, ao invés de tentar sabotá-las”.

Jones afirmou na terça-feira em seu programa de rádio em Dallas que “mais da metade” dos proprietários concordam com ele ao querer uma votação final depois que o comitê concluir a negociação do acordo.

Seja coincidência ou não, a reunião da liga que ocorrerá no dia 13 de dezembro vai ser em Irving, Texas, onde fica o quartel general de Jones. Com todas essas polêmicas que tem acontecido, será um momento para ficarmos de olho e ver que faíscas sairão daí. Há quem fale que o Cowboys possa ser punido com a perda de escolhas no Draft do ano que vem, como também que Jones pode vencer essa queda de braço com Goodell. São cenas dos próximos capítulos.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.