quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

Compartilhe

Com a publicação da seleção ofensiva na última semana, chegou a vez de saber quais foram os calouros que se destacaram no lado defensivo. Vamos conferir:

Defensive Ends

Myles Garrett (CLE)
1ª escolha geral (1ª rodada)

Resultado de imagem para myles garrett

Números: 31 tackles, 2 tackles para perda de jardas, 7.0 sacks, 1 Passe defendido e 1 fumble forçado.

Garrett jogou apenas 11 partidas na temporada, mas fez sua presença ser sentida. A primeira escolha geral do Draft 2017 foi visto com frequência no backfield adversário quando era designado para pressionar o quarterback, além de também ter tido um ótimo desempenho defendendo contra o jogo terrestre.

Carl Lawson
116ª escolha geral (4ª rodada)

Resultado de imagem para carl lawson

Números: 16 tackles, 1 tackle para perda de jardas e 8.5 sacks.

A produção de Carl Lawson como pass rusher impressiona ainda mais se for levado em consideração que o calouro fazia parte da rotação defensiva do time. Jogando todos os 16 jogos, Lawson ficou perto do recorde do Bengals em sacks por um calouro, atualmente pertencente à Carlos Dunlap (9.5 sacks em 2010). Na época do Draft, o ex-Tigers chegou a ser cogitado como jogador de segunda rodada, mas acabou “caindo” devido a motivos como seu histórico de lesões e porte físico.


Defensive Tackles

Dalvin Tomlinson
55ª escolha geral (2ª rodada)

Resultado de imagem para dalvin tomlinson giants

Números: 50 tackles, 1 tackle para perda de jardas, 1.0 sack e 1 passe defendido.

Ao lado do também calouro Evan Engram, Tomlinson foi um dos poucos pontos positivos do Giants na última temporada. O defensor vindo de Alabama não ofereceu muito como pass rusher (o que já era de se esperar), mas foi uma verdadeira força contra o jogo corrido, formando um dupla formidável no interior da linha defensiva com o ótimo Damon Harrison.

Larry Ogunjobi (CLE)
65ª escolha geral (3ª rodada)

Imagem relacionada

Números: 32 tackles, 5 tackles para perda de jardas e 1.0 sack.

Apesar de fazer parte da rotação na posição, Ogunjobi foi muito promissor quando recebeu oportunidades. Assim como Tomlinson, Ogunjobi não ofereceu muito como pass rusher, mas seu ótimo trabalho defendendo contra o jogo corrido ajudou o Browns a terminar como uma das melhores defesas no quesito da liga.


Linebackers

Reuben Foster (SF)
31ª escolha geral (1ª rodada)

Resultado de imagem para reuben foster

Números: 72 tackles, 7 tackles para perda de jardas, e 1 passe defendido.

Para a surpresa de ninguém, Foster teve um ótimo desempenho em sua primeira temporada na NFL. Também para a surpresa de ninguém, o jogador se envolveu em problemas fora de campo. Será difícil, mas se Foster conseguir ficar fora de problemas extracampo no futuro, o 49ers terá um franchise linebacker por muitos anos.

Zach Cunningham (HOU)
57ª escolha geral (2ª rodada)

Imagem relacionada

Números: 90 tackles, 6 tackles para perda de jardas, 6 passes defendidos, 1.5 sacks e 1 fumble forçado.

Fiquei surpreso por Cunningham ter “caído” tanto no dia do Draft e o jogador se mostrou um ótimo valor para o Texans. O promissor linebacker vindo de Vanderbilt foi bastante sólido durante a temporada, contribuindo para a defesa de Houston tanto na defesa do jogo corrido, como também defendendo contra o jogo aéreo adversário.

T.J. Watt (PIT)
30ª escolha geral (1ª rodada)

Resultado de imagem para tj watt steelers

Números: 54 tackles, 7.0 sacks, 7 passes defendidos e 1 INT.

Watt teve um ótima temporada de calouro e seu desempenho estatístico “único” reflete bem isso. Nenhum outro linebacker em toda liga conseguiu pelo menos 50 tackles, 5.0 sacks, 5 passes defendidos e 1 INTs. A primeira escolha do Steelers no Draft justificou a titularidade na última temporada e deve continuar sendo um membro crucial da defesa de Pittsburgh nos próximos anos.


Cornerbacks

Marshon Lattimore (NO)
11ª escolha geral (1ª rodada)

Resultado de imagem para marshon lattimore

Números: 52 tackles, 1 tackle para perda de jardas, 18 passes defendidos, 1 fumble forçado, 5 interceptações e 1 touchdown.

Não é equívoco nenhum já colocar Lattimore entre os melhores de sua posição. O calouro selecionado para o Pro Bowl teve uma temporada fantástica, terminando a ano sem ceder um único TD sequer nos 451 snaps em que ficou na cobertura do passe, além de limitar os quarterbacks adversários a um rating de 45.3 quando lançando passes em sua direção.

Tre’Davious White (BUF)
27ª escolha geral (1ª rodada)

Resultado de imagem para tre davious white

Números: 69 tackles, 3 tackles para perda de jardas, 18 passes defendidos, 4 interceptações e 1 fumble forçado.

White foi outro cornerback calouro que brilhou bastante na última temporada. O melhor calouro da temporada segundo o PFF, White foi um dos responsáveis pelo fim da “seca” do Bills na pós-temporada, não só ajudando Buffalo a limitar os principais recebedores adversários como também contribuindo com jogadas decisivas.


Safeties

Marcus Williams (NO)
42ª escolha geral (2ª rodada)

Resultado de imagem para marcus williams saints

Números: 73 tackles, 1 tackles para perda de jardas, 7 passes defendidos e 4 interceptações.

O fim de temporada foi brutal para Marcus Williams, mas uma jogada não é suficiente para desmerecer a  sua ótima temporada de calouro. Ao lado de Lattimore, o defensive back escolhido na segunda rodada foi um grandes responsáveis pelo absurdo aumento de desempenho da defesa do Saints na última temporada e deve continuar contribuindo bastante nos próximos anos.

Jamal Adams (NYJ)
6ª escolha geral (1ª rodada)

Resultado de imagem para jamal adams

Números: 83 tackles, 9 tackles para perda de jardas, 6 passes defendidos, 2.0 sacks e 1 fumble forçado.

O impacto de Jamal Adams não pode ser traduzido apenas em números. Além das boas atuações dentro de campo, o jogador rapidamente se tornou um dos líderes no vestiário mesmo estando em sua primeira temporada na liga. Adams foi quem mais jogou snaps na defesa do Jets (1.101), além de ser o safety com mais tackles (28) contra o jogo corrido que resultaram um ganho de 5 ou menos jardas.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe
  • Frederico Pistori

    Boa matéria. Só achei que faltou falar do Jonathan Allen, que machucou na sexta rodada. A diferença de desempenho dos Redskins, seja contra a corrida, seja em % de pressão ao QB adversário, até a quinta rodada e a partir dali é gritante: foi ele quem proporcionou, atraindo muitas marcações duplas, um bom desempenho de seus pares, inclusive em sacks do DL Matt Ioannidis e do OLB Preston Smith no início da temporada. Nós, torcedores, temos a certeza que ele é fenomenal… Abraços!

  • THE GUNSLINGER

    Não deve estar na seleção justamente por ter machucado na sexta rodada. Seria justo deixar de fora um outro destaque que contribuiu a temporada inteira?

  • Frederico Pistori

    Não falei de estar na seleção, mas sim de ser mencionado, porque efetivamente não seria justo ele estar na seleção. Entendi o porquê de não fazerem mais menções, por isso fiz o meu comentário, já pensando no ano que vem: com ele e Da’Ron Payne, os Redskins vão dar o que falar.