Quais são as estrelas em ascensão na AFC Oeste em 2017?

12 de julho de 2017
Tags: broncos, chargers, chiefs, Giovani Natal, Notícia do DIa, raiders,

Dando sequência aos textos gerais sobre a AFC West, hoje falaremos sobre os jogadores que poderão ter o maior desenvolvimento da temporada 2016 para a temporada 2017. Dada a dificuldade da divisão, ter um dos calendários mais difíceis da liga, é importante contar com a evolução de alguns jogadores, para que se consiga dar o salto de qualidade necessário. Pensando nisso, elencamos 4 jogadores que poderão se destacar nesse quesito. Vamos lá:

  • Denver Broncos: Shane Ray (LB)

Olhando para o elenco do Denver Broncos, um nome que nos salta os olhos é o do Linerback Shane Ray. O jogador terminou a temporada passada como o #2 da franquia em sacks (8.5 , ao todo), apesar de fazer rotção na posição com o veterano DeMarcus Ware. Com a aposentadoria de Ware e com o seu desenvolvimento, é esperado que Ray se firme ainda mais na posição, e tenha uma melhora no seu desempenho.

Ele deverá alinhar ao lado oposto e Von Miller, em uma linha que deverá ser completada pelo calouro DeMarcus Walker, Derek Wolfe e Domanta Peko. Há uma grande expectativa que essa linha defesa, retorne àquela velha forma que encantou a liga, e culminou na conquista do Super Bowl 50.

Ray jogou 58% dos snaps defensivos do Broncos na temporada passada. Mais estabelecido e com mais tempo em campo, a expectativa é que ele participe de algo em torno de 70-80% dos snaps, um número muito interessante. Além disso, espera-se que ele finalmente alcance a marca de 10 sacks em uma temporada. Há talento no jogador pra isso, como visto no jogo contra o Cincinatti Bengals, no qual ele anotou 3 sacks no mesmo jogo. Desenvolvendo esse ponto, Ray será um perigo ainda maior para as defesas adversárias, além de ajudar diretamente o jogo de Von Miller.

  • Kansas City Chiefs: Chris Jones (DL)

A temporada de calouro de Chris Jones acabou sendo obscurecida pelo boom de Tyreek Hill. Entretanto, engana-se quem pensa que o calouro não desempenhou bem o seu papel nas trincheiras do Chiefs. Num time com uma linha de defesa qualificada, além de bons nomes na posição, Jones foi ganho oportunidades pouco a pouco no decorrer da temporada. Chegou a marca de 50% dos snaps defensivos e mostrou que a franquia poderá confiar em seus talentos.

Jones foi um dos melhores jogadores no tocante a pressão o Quarterback. Apesar disso, obteve apenas 2 sacks em toda temporada passada, um número muito baixo para os padrões da NFL. Entretanto, se olharmos a carreira universitária de Jones, veremos que essa é uma deficiência do jogador, que terá que ser corrigida no decorrer do tempo.

Com as saídas de Dontari Poe e Jaye Howard, há uma lacuna a ser coberta na rotação. E é justamente Jones que poderá tomar esse lugar, se firmando de vez na rotação da posição. Ele terá mais espaço para atacar o Quarterback adversário e, considerando o seu talento, obter marcas mais expressivas.

  • Los Angeles Chargers: Hunter Henry (TE)

Não tire seus olhos de Hunter Henry em 2017. Após uma ótima temporada de calouro, o jogador espera se firmar ainda mais na posição, e ocupar o espaço da lenda Antonio Gates na posição e no coração dos fãs. Em 2016, a ex-escolha de segundo round obteve boas marcas: 36 recepções, 478 yd e 8 TDs, sendo lider entre os Tight Ends no número de TDs, o que reforça a certeira escolha no segundo round.

Na temporada passada, Henry foi muito utilizado em situações de redzone, sendo um algo muito seguro para Phillip Rivers, muito por ser um jogador com uma taxa baixíssima de drop. Nas situações de meio de campo, Henry acabou sendo mais utilizado no bloqueio, um qualidade destacada desde os tempos de Arkansas.

Com o declínio de Gates, Henry deverá assumir um papel ainda maior em 2017. Mais snaps, mais passes, mais vezes utilizado em situações importantes. Ele tem tudo para se firmar com a bola de segurança de Rivers, assim como outrora foi Gates nessa função. Henry tem todas as ferramentas para se tornar um dos melhores jogadores da posição, e isso pode começar desde já em 2017.

 

  • Oakland Raiders: Karl Joseph (S)

Se há um jogador no Raiders no qual a torcida deposita grandes expectativas, ele atende pelo nome de Karl Jospeh. Apesar de uma temporada de calouro sem muito alarde, o jogador tem um desempenho muito bom, chegando a ser aposentado para o time de calouros da liga. Em 2016, Joseph conseguiu a marca de 60 tackles, 6 passes desviados e apenas 1 INT em 12 jogos, o que mostra o brilhante futuro que ele tem pela frente.

Ess offseason é especial para Joseph, por ser a primeira completa na qual ele poderá treinar. Após ser selecionado no primeiro round do Draft de 2016, o jogador perdeu toda a offseason passada se recuperando de uma lesão no joelho, que não o impediu de ter sido o primeiro safety a ser selecionado no draft passado. As lesões ainda o acompanharam durante a temporada quando se machucou na semana 13, com uma lesão no pé, e permaneceu fora do restante da temporada.

Para 2017, as expectativas estão lá no alto. Com uma melhora na secundária (adição de Obi Melifownu) e um melhor desenvolvimento de Joseph, o Raiders espera dar o salto de qualidade nesse que é considerado o seu pior setor da equipe. Se em 2016, Jospeh jogou menos que 60% dos snaps defensivos, em 2017, ele terá todas as ferramentas para se firmar de vez como um jogador de ponta da posição.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Giovani Natal é o setorista da AFC OESTE. Analisa Chiefs, Chargers, Raiders e Broncos às quartas e quintas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @giovani_natal