Power Ranking – O novo líder da AFC e a decadência de Green Bay

15 de novembro de 2016
Tags: power ranking, semana 10,

power ranking - L32

Faaala, moçada! Semana 10  na NFL acabou, e com isso colocamos o Power Ranking Liga dos 32 no ar. Diante de grandes jogos como a virada do Cowboys sobre o Steelers e a vingança do Super Bowl por parte do Seahawks, as mudanças chegaram até a liderança do nosso ranking!

Só para lembrar, nosso power ranking é semanal e o critério a ser levado em conta é o resultado do time na semana somado ao resultado do time da semana anterior mais a força da equipe.

E aí, em qual posição estará seu time? Espero que todos curtam, e para quem não concordou é só deixar sua opinião nos comentários.

1°) Dallas Cowboys  DAL(8-1) Vitória fora de casa contra o Steelersseta-verde+1

Quem para o Dallas Cowboys? A sequência de vitórias chegou a oito com uma vitória maiúscula sobre o Pittsburgh Steelers. Com mais de 200 jardas totais de Ezekiel Elliott, que está sendo cotado não mais para o prêmio de calouro do ano e sim ao de MVP, o Cowboys segue invicto fora de casa e desponta como um dos favoritos para fazer barulho na pós-temporada.

 

2°) New England Patriots  NE(7-2) Derrota em casa para o Seahawks seta-vermelha -1

O que dizer do Patriots, hein? Em um jogo de troca de lideranças constantes e emoção até o fim, uma jarda separou New England do empate e de uma possível vitória na prorrogação. O saldo final foi um jogo ruim de Tom Brady, que sofreu mais turnovers do que pontuou, e do Patriots em geral, que agora vê alguns times se aproximarem no retrovisor na briga pela vantagem de se jogar em casa nos playoffs.

3°) Oakland Raiders OAK(6-2) BYE seta-verde+1

4°) Seattle Seahawks SEA(6-2-1) Vitória fora de casa contra o Patriotsseta-verde+1

Um jogo de superação para o Seahawks. Muito mais do que a grande vitória em cima do melhor time da AFC em sua própria casa, onde ele é quase invencível, o torcedor do Seahawks sentiu lá no fundo um pequeno sentimento de vingança pelo Super Bowl XLIX. Parar o Patriots no último segundo na linha de uma jarda foi a cereja do bolo de um prato que o time comeu frio, mas comeu.

 

5°) Denver Broncos DEN (7-3) Vitória fora de casa contra o Saintsseta-verde+1

O que dizer dessa regra de retornar pontos extras que mal chegou na NFL e o Broncos já considera “pacas”? Adotada somente em 2015, a regra nova fez sua primeira vítima somente esse ano e da forma mais emocionante possível. Por mais que o ataque do Broncos mostrou problemas contra uma das piores defesas de toda a NFL, o time fez o suficiente para sair do Superdome com uma sofrida vitória.

 

6°) Kansas City Chiefs  KC (7-2) Vitória fora de casa contra o Panthersseta-verde+1

Em um dos piores jogos de toda a carreira de Alex Smith, o Chiefs saiu de campo com uma vitória. Mérito de quem? Dele: Cairo Santos do Brasil! Com quatro field goals e dono de 12 dos 20 pontos do time, é justo dizer que ele salvou o Chiefs da vitória. Não só ele como também a defesa, para falar a verdade. Com dois turnovers no último quarto, um deles retornado para touchdown, a defesa praticamente bateu no peito e disse “deixa comigo” pro ataque.

7º) Atlanta Falcons  ATL(6-4) Derrota fora de casa para o Eaglesseta-vermelha -4

Decepcionante a atuação do Falcons nessa rodada. Tendo um dos ataques mais prolíficos da NFL, o time de Atlanta foi completamente ineficaz diante de uma defesa agressiva como a do Eagles. Quando seu kicker é o líder de pontos do time no jogo, a chance de você perder é grande demais. Nesse caso não foi diferente.

8°) Philadelphia Eagles PHI(5-4) Vitória em casa contra o Falconsseta-verde+5

O Eagles é lanterna da divisão, mas isso não indica nada da temporada do time. Depois de duas derrotas contra rivais de divisão, o Eagles se redimiu dentro de casa com uma vitória em cima de uma das equipes mais fortes da conferência. Por conta do recorde negativo dentro da divisão, vai ser difícil o Eagles brigar firme pela liderança, mas o time ainda continua forte na disputa por uma vaga no wild card.

9°) Minnesota Vikings MIN (5-4) Derrota fora de casa para o Redskinsseta-vermelha -1

O que explica a queda de Minnesota? Uma vez melhor time da conferência, o time desandou depois de sua bye week e amarga sua quarta derrota consecutiva. A vitória poderia ter saído no último domingo, mas um segundo tempo ridículo em Washington eliminou qualquer chance de terminar o jogo com um resultado positivo. Os fãs do Vikings precisam agradecer todos os dias pela péssima temporada dos seus rivais, já que em outros tempos um 5-4 colocaria o time em uma situação bem complicada na briga pela NFC Norte.

 

10°) New York Giants  NYG (6-3) Vitória em casa contra o Bengalsseta-verde+1

Por mais que em alguns momentos o ataque do Giants não parecia querer ganhar o jogo, a defesa mostrou vontade de sobra para emplacar a quarta vitória consecutiva do time. Com uma ótima partida da linha defensiva e também do jogo terrestre, por incrível que pareça, o Giants se consolida como um dos favoritos para uma vaga no wild card.

11°) Pittsburgh Steelers PIT(4-5) Derrota em casa para o Cowboys seta-vermelha -2

Fica difícil criticar o Steelers quando seu ataque tem uma atuação quase perfeita. Contra uma defesa que não havia tomado mais de 23 pontos e nem cedido 100 jardas aéreas para nenhum recebedor em um jogo, anotar 30 pontos e ter Antonio Brown com 154 jardas e Big Ben lançando para mais de 400 é algo extraordinário. Quando você anota um touchdown e assume a liderança da partida com 40 segundos restantes, é obrigação vencer. Erros da defesa custaram a vitória e duas posições no nosso Power Ranking.

12°) Arizona Cardinals AZ(4-4-1) Vitória em casa contra o 49ersseta-verde+2

Sabe quando você passa raspando naquela matéria com uma nota exatamente na média, vai contar feliz da vida para os pais e você ganha um belo de um “não fez mais do que a sua obrigação”? É mais ou menos o que aconteceu com o Cardinals. Contra o fraquíssimo 49ers em casa, o Cardinals passou um sufoco que um time que almeja uma vaga na pós-temporada não deveria ter. No fim das contas, a vitória veio e o time não se distanciou do Seahawks, o que é o mais importante.

 

13°) Buffalo Bills  BUF (4-5) BYE seta-vermelha -3

 

14°) Detroit LionsDET (5-4) BYE seta-verde+1

 

15°) Green Bay PackersGB  (4-5) Derrota fora de casa para o Titans seta-vermelha -5

É oficial: o Green Bay Packers está em crise. Se uma derrota para o Titans já seria o suficiente para deixar o clima pesado em Green Bay, uma derrota por 47 a 25 já faz todo o time ser questionado. Se a NFC Norte não estivesse cheia de problema, já poderíamos falar que os playoffs estão distantes para o Packers. Como problema é o que não falta na divisão, o Packers tem os jogos contra seus rivais como um fator para garantir a vaga na pós-temporada.

 

16°) Houston Texans HOU(6-3) Vitória fora de casa contra o Jaguarsseta-verde+1

Independente de merecer ou não, o Texans está 6-3 e tem o terceiro melhor recorde de toda a sua conferência. Contra um Jaguars que está muito abaixo do que se esperava, a vitória veio com méritos da defesa, que interceptou Bortles duas vezes e ainda anotou um TD, e com DeAndre Hopkins, que garantiu o first down da vitória no fim. Com o Titans na cola, o Texans precisa abrir o olho e não se acomodar no recorde que o time possui no momento.

 

17°) Washington Redskins WAS(5-3-1) Vitória em casa contra o Vikings seta-verde+3

Para um time que começou a temporada 0-2 e jogou a última partida com um uniforme mais constrangedor que a atuação de Sam Bradford, o Redskins vem se provando como um time de pós-temporada. Depois de sofrer a virada no segundo quarto, o Redskins contou com duas grandes jogadas do LB Preston Smith para assegurar a vitória e carimbar sua disputa por uma vaga de wild card e, por que não, a liderança da divisão.

 

18°) New Orleans SaintsNO(4-5) Derrota em casa para o Broncos seta-vermelha -3

Em um jogo que o México perdeu para o Brasil de virada no futebol da bola redonda, um jornal mexicano disse que o time “jogou como nunca e perdeu como sempre”. Por mais que o New Orleans Saints tenha sofrido turnovers e mais turnovers ao longo do jogo, o time se superou e iria sair com a vitória se não fosse um ponto extra bloqueado e retornado. Se ao menos a chuteira de Justin Simmons fosse preta, daria para ter certeza que ele pisou fora no retorno. Mas como era branca, segue a imagem para você tentar tirar sua dúvida.

pe-broncos

 

19°) Baltimore Ravens BAL(5-4) Vitória em casa contra o Browns seta-vermelha -1

Contra o time que ainda não venceu na temporada, o Ravens tinha a obrigação de vencer e conseguiu de uma forma meio sofrida, é verdade. Se no primeiro tempo o jogo estava de certa forma apertado, a coisa mudou no segundo quando Hue Jackson colocou Josh McCown em campo. Com ele, ficou mais fácil para a defesa de Baltimore forçar os turnovers para garantir a vitória. Com o jogo na quinta-feira, o resto da rodada foi de apreciação por conta da derrota do Steelers e Bengals, que colocaram o Ravens ainda mais líder da divisão.

 

20º) Miami Dolphins  MIA(5-4) Vitória fora de casa contra o Chargersseta-verde+4

O que foi esse jogo do Miami Dolphins? Se você procurar a definição no dicionário para defesa decisiva, a atuação a defesa de Miami nessa partida estará lá. Não só foram quatro interceptações no último quarto, como uma delas foi retornada para a end zone. A vitória do Dolphins sobre um emergente Chargers já faz o time sonhar com uma vaga na pós-temporada.

 

 21°) Tennessee TitansTEN (5-5) Vitória em casa contra o Packersseta-verde+6

Como essa dupla Mariota/Murray está fazendo bem para o Titans, hein? Com um jogo terrestre sólido para tirar a pressão pra cima do jogo aéreo, fica fácil para o Mariota conseguir boas partidas. E não pense que o mérito é só deles: a linha ofensiva vem fazendo um bom trabalho nessa temporada. Com uma vitória maiúscula sobre o Green Bay Packers, o Titans coloca na AFC Sul uma disputa bem interessante e que deve durar até o fim do ano.

 

22°) San Diego Chargers  SD (4-6) Derrota em casa para o Dolphinsseta-vermelha -3

Phillip Rivers, assim fica difícil de te defender. Um dos quarterbacks mais subestimados de toda a NFL, Rivers realmente espalhou a farofa. Foram quatro interceptações, todas no último período. Por mais que Melvin Gordon não tenha conseguido ser espetacular, nada justifica 4 INTs no último quarto. Nem você jogando Madden deve ter conseguido essa proeza.

 

23°) Cincinnati Bengals  CIN  (3-5-1) Derrota fora de casa para o Giantsseta-vermelha -2

Com a derrota do Steelers e a vitória do Ravens, o Bengals precisa vencer ou vencer o jogo dessa semana para manter a disputa pelo título da divisão e também o wild card. O que vimos no Monday Night Football foi um péssimo jogo da linha ofensiva, que resultou em um jogo terrestre bem ruim e um Andy Dalton pressionado e errando mais do que o normal. O sinal de alerta está ligado em Cincinnati e a reação precisa acontecer logo antes que seja tarde demais.

 

24°) Indianapolis Colts   IND(4-5) BYEseta-vermelha -2

 

25°) Los Angeles Rams  STL(4-5) Vitória fora de casa contra o Jetsseta-verde+1

O Rams é um time a ser estudado. O time está com um recorde de 2-1 em jogos que ele anota um touchdown e um recorde de 2-4 quando o time NÃO anota um TD! O quão bizarro é isso? Bom, mais bizarro que manter Jeff Fisher como técnico por tanto tempo não deve ser. Nessa vitória por 9 a 6, o destaque do Rams foi seu punter, que acabou com o ataque do Jets ao forçar suas campanhas a começarem dentro da linha de 10. E Jared Goff continua no banco…

 

26°) Carolina Panthers  CAR(3-6) Derrota em casa para o Chiefsseta-vermelha -3

Vencendo por 17 a 0, o Panthers estaria dando um passo enorme para se reerguer na temporada. O que vimos, no entanto, foi um desastre. Dois turnovers no último quarto acabaram com o sonho de ver Carolina brigando por algo a mais. Como dois outros times da divisão perderam, a vitória colocaria o Panthers vivo na briga pelo título de divisão, mesmo com um recorde negativo. Já que isso não aconteceu. o Panthers segue sonhando com um milagre para o restante da temporada.

 

27°) New York Jets  NYJ   (3-7) Derrota em casa para o Ramsseta-vermelha -2

Perder já é ruim. Em casa, ainda pior. Contra o Rams, pior ainda. Com o adversário não anotando nenhum touchdown, aí já é demais. A derrota pode cair no colo do QB Bryce Petty, mas é realmente justo só culpá-lo? Eu diria que, tirando a defesa que só cedeu 9 pontos no jogo inteiro, todo o resto do time merece ser responsabilizado pelo desastre que foi essa derrota.

 

 28°) Tampa Bay BuccaneersTB(4-5) Vitória em casa contra o Bears seta-verde+2

Nada melhor que superar uma trágica derrota em casa com uma boa vitória. Contra o frágil Bears, o Buccaneers não precisou fazer mais do que o básico para garantir a vitória. Se o jogo corrido não foi bem, a defesa foi ótima ao forçar turnovers e Winston foi mais uma vez excepcional. A liderança da divisão ainda está longe, mas não custa sonhar pelo wild card, não é mesmo?

 

29°) Chicago Bears CHI (2-7) Derrota fora de casa contra o Buccaneers seta-vermelha -1

Jay Cutler… Em uma jogada, você consegue uma Hail Mary espetacular. Em outras, você é interceptado e complica a partida. Nada melhor para explicar essa inconsistência que o recorde do Bears, por mais que ele não tenha jogado todas as partidas. Você vê que o time tá mal quando ele não tem muitas chances de playoffs em uma divisão que está bem fraca.

 

30°) Jacksonville Jaguars JAC (2-7) Derrota em casa para o Texans seta-vermelha -1

Em uma jogada, Blake Bortles tentou o passe lateral, que bateu no pé de seu recebedor, subiu e caiu no colo do jogador do Texans, que conseguiu a interceptação. Talvez isso já seja o suficiente para mostrar como o Jaguars está sendo bizarro essa temporada. A equipe até tentou uma reação, mas já era tarde demais. Com um recorde de 2-7, o Jaguars já está olhando mais para o próximo draft do que para os jogos de janeiro.

 

31°) San Francisco 49ersSF(1-8) Derrota fora de casa para o Cardinals

Foi intenso, foi sofrido para, no fim, a derrota vir de qualquer jeito. Nem o retorno de Carlos Hyde ajudou o time, que sofreu correndo com a bola. Com uns lampejos do antigo Kaepernick e um bom trabalho da defesa, o 49ers manteve o jogo disputado até o fim. O problema é que Catanzaro resolveu acertar o chute decisivo na partida.

32º) Cleveland BrownsCLE (0-10) Derrota em casa o Jets

 

É oficial: o Browns já está pensando em 2017. Quando o time teve a chance de manter um jogo disputado até o fim, o técnico Hue Jackson trocou o quarterback e isso matou a equipe por completo. O time de Cleveland ainda é jovem e pode evoluir no futuro, mas hoje não dá para esperar mais nada do Browns.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

Postagens Relacionadas









Gabriel Plat acompanha a NFL desde 2009 e se tornou completamente obcecado pelo esporte. Editor da Liga dos 32 e também editor-chefe do portal Blue Star Brasil. Responsável por uma matéria semanal e revisão. Está no twitter como @gabrielplat.