terça-feira, 20 de junho de 2017

Compartilhe

Recentemente o RB do Falcons, Devonta Freeman, declarou que gostaria de receber um contrato com valores semelhantes aos melhores jogadores de sua posição. A carreira do atleta vem solidificando-se a cada ano, e no momento o RB está realmente entre os melhores corredores da liga. Seja em campo, como (principalmente) fora dele, a trajetória de Freeman é muito interessante e inspiradora.

Em 2014, o Falcons tinha Steven Jackson como seu principal corredor, todavia o jogador vinha de sua pior temporada na carreira, onde havia conseguido apenas 543 jardas terrestres. Chegando ao recrutamento, a equipe de Atlanta buscou suprir esta necessidade com a escolha de Devonta na 4ª rodada. Apesar de ter sido apenas o 9º jogador da posição selecionado, nas últimas 3 temporadas, nenhum outro RB do draft 2014 conseguiu tantas jardas de scrimmage como o atleta do Falcons.

Somando suas Jardas corridas e recebidas, o RB do Falcons já totaliza 3648 jardas em seus 3 anos de carreira, o que confere ao jogador uma ótima média de 1216 jardas por temporada. Se levarmos em consideração que em seu primeiro ano na Liga, Devonta foi bem discreto, conseguindo apenas 248 jardas corridas, estes números se tornam ainda mais impressionantes, pois demonstram como o atleta evoluiu desde seu ano de calouro. Freeman é um RB moderno, um jogador versátil que sempre representa uma dupla ameaça para as defesas adversárias, o dinâmico atleta dos Falcons consegue correr e receber passes com a mesma eficiência.

Em campo, Freeman tem sido extremamente produtivo, principalmente em suas duas últimas temporadas. Desde sua carreira no College, onde foi um destaque em Florida State, o RB já demonstrava as qualidades necessárias para ser um jogador da NFL. Entretanto, toda esta ótima carreira poderia nem ter começado. A infância de Devonta foi extremamente complicada, e um emprego bem inusitado para um jovem com a sua idade, modificou os rumos de sua vida.

Freeman foi criado no violento bairro de Liberty City em Miami. Mais velho de 7 irmãos, ainda jovem teve que trabalhar para ajudar sua mãe no sustento de sua casa. Devonta declarou que a morte era algo comum em seu cotidiano: “Era muito comum alguém simplesmente tomar um tiro. As pessoas saiam para a rua, olhavam, e lá estava alguém morto no chão”. Criado nesta realidade, o futuro RB do Falcons tinha as piores perspectivas possíveis, mas o seu caráter, e um treinador chamado Dwight Jackson, foram fundamentais para alterar o caminho que parecia traçado para o RB.

Dwight era treinador de Freeman quando jovem e também proprietário de uma funerária. Em um documentário sobre a vida de Devonta na ESPN, o ex-treinador disse que o RB havia pedido várias vezes para que ele o deixasse trabalhar em sua funerária. A princípio Jackson não aceitava, mas após mais um pedido do insistente Freeman, desta vez com os olhos cheios de lágrimas, e porque, segundo o ex-treinador, Deus mandou que ele desse uma oportunidade para o garoto; decidiu empregá-lo. Após isto, Dwight e Devonta criaram uma relação de pai e filho, e o trabalho na funerária foi, segundo Freeman, muito mais do que um emprego.

O jovem Devonta passou a conviver com a morte de forma ainda mais próxima, se anteriormente era comum ver uma pessoa assassinada, muitas vezes até um conhecido, agora o jovem estava ligado diretamente a todo este processo por causa de seu emprego. Dwight Jackson usou isto para instrui-lo, o treinador disse que usava o serviço que faziam como uma analogia, uma forma de deixar claro para Freeman que ele tinha dois caminhos: Batalhar e correr atrás de seu sonho, ou buscar caminhos mais fáceis, mas que provavelmente o levariam a terminar como vários jovens que ambos conheciam, mortos prematuramente nos caixões da funerária. Sem dúvidas é um ensinamento bem duro, impactante, mas foi fundamental na vida do jogador. Segundo o próprio Devonta, este período de trabalho na funerária o fez mudar, evoluir como pessoa, e estabelecer uma meta de vida: ter um futuro diferente.

Dois pontos são especialmente interessantes nesta história: o primeiro é que Freeman pediu várias vezes um emprego para Dwight. Certamente o RB recebeu várias outras propostas para ganhar dinheiro por outros meios, e mesmo precisando do dinheiro para ajudar sua família, optou por procurar algo correto. Isto é algo extremamente relevante, diz muito sobre o caráter de Devonta. Ao invés de optar por um caminho que lhe daria um dinheiro fácil, o atleta procurou emprego, com um patrão que era também um treinador disciplinador, e em uma funerária. Sem duvidas, esta atitude é algo bem louvável, principalmente vindo de um garoto.

O segundo ponto que merece destaque é a forma como Freeman se mantém próximo ao seu passado de forma positiva. O jogador declarou que sempre que está de férias, gosta de visitar seu antigo bairro de Liberty City, e também não deixa de ir até a funerária para observar o antigo trabalho. Para o RB é uma forma de manter-se ligado á suas raízes e de evitar que a fama possa o afetar negativamente. Segundo o jogador, ver tudo aquilo novamente, motiva-o a continuar em seu caminho. Olhando apenas superficialmente, um cara em férias que visita uma funerária pode parecer algo bizarro, mas conhecendo esta história e o que este emprego representou na vida de Freeman, entendemos perfeitamente o simbolismo por trás desta atitude.

Devonta Freeman provavelmente receberá o contrato que deseja e merece. O jogador demonstrou em campo ser digno desta provável valorização profissional. Além disto, conhecer a história do jogador é muito interessante. O amigo e ex-patrão Dwight Jackson foi muito importante na vida de Devonta, porém nada seria possível se o próprio atleta não tivesse caráter e buscasse caminhos diferentes da maioria de seus amigos. A carreira do RB na NFL merece elogios, mas é fora de campo, com as escolhas feitas desde sua adolescência, que Freeman foi realmente brilhante.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.