Por que Kaepernick é uma boa opção para o Houston Texans?

7 de novembro de 2017
Tags: Giovani Natal, Notícias do Dia, texans,

Desde a sua entrada na liga em 2002, o Houston Texans carece de um problema, que por muitas vezes, é um limitador para o seu sucesso: estabilidade na posição de Quarterback. E quando o problema parecia estar sendo resolvido com as boas apresentações de Deshaun Watson, o novato se machuca em um treino e rompe o ligamento cruzado anterior do joelho e tem a sua temporada encerrada.

Para a continuidade da temporada, o Front Office e Staff do Texans fizeram algumas movimentações. Tom Savage foi alçado ao posto de QB titular. TJ Yates e Matt McGloin chegaram como opções para o banco, com o rótulo de já terem trabalhado com o HC Bill O’Brien e conhecerem seu gameplan. E pelo primeiro jogo, já vimos que a temporada de Houston está a um fio de ir para o “saco”.

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32

Se temos uma palavra que podemos usar para resumir a atuação de Tom Savage, ela é a “sofrível”. Ele conseguiu completar 19 passes em 44 tentados, anotou 219 jardas e 1 TD. Se estatísiticamente ele teve uma atuação “aceitável”, quem viu o jogo ficou com a clara mensagem de que ele levará o Texans a lugar algum na temporada. Mesmo enfrentando uma das piores defesas da liga, Savage não foi capaz de conduzir o bom ataque do Texans em campo. Uma prova disso é o fato do ataque ter produzido apenas 7 pontos no jogo, um fato um tanto quanto ruim.

Com isso, volta aquela pergunta tão usual que tem sido feita esse ano após lesão de algum QB titular: não era válido dar uma chance a Colin Kaepernick?

Em entrevista dada hoje, Bill O’Brien disse que o assunto foi pauta de discussão internamente:

“Rick (Smith – GM da franquia) e eu falamos sobre o elenco e suas opções todos os dias. E Kaepernick foi uma dessas discussões.”. “Kaepernick é um bom jogador, mas tem estado fora do jogo há algum tempo. Essas coisas continuarão a ser discutidas.”

Como sabemos, há toda uma questão extra-campo que envolve a presença de Kaepernick em um elenco da NFL hoje. Personagem principal dos protestos feitos durante a execução do hino americano, ele acabou vendo seu espaço na liga diminuir, muito por ser considerado uma “distração”. Em decorrência desse possível boicote por parte dos donos de franquia, Kaep apresentou uma queixa contra a NFL, na qual culpa os donos por uma privação de seus direitos trabalhistas. Além disso, houve uma polêmica envolvendo o dono do Texans, Bob McNair , quando o mesmo afirmou que “não podemos permitir que os presos administrem a prisão”, numa clara referência aos atletas que protestavam. Isso gerou uma péssima repercussão interna na franquia, resultando em DeAndre Hopkins saindo mais cedo de treino e o OT Duane Brown sendo trocado para o Seattle Seahawks.

Focando dentro de campo e apenas nele, Kaepernick faz bastante sentido no Texans a essa altura do campeonato. Kaep não é nenhum gênio ofensivo, tampouco conhece a fundo o esquema de jogo de O’Brien. Entretanto, é muito mais qualificado que as opções existentes em Houston, e até mesmo sob as opções ainda no mercado. Com uma equipe bastante qualificada, a franquia ainda teria chances de brigar ao menos por uma vaga no Wild Card, o que já salvaria a sua temporada, que parecia ser promissora.

Outro ponto que corrobora isso, é o seu fácil encaixe entre o jogo de Kaep e as peças disponíveis pelo ataque do Texans. Com braço potente, ele poderia explorar as bolas no 1×1 para Hopkins, além das bolas em profundidade para Will Fuller (que vinham sendo bastante efetivas com Watson). Além disso, com uma linha ofensiva bem estável, poderia achar os gaps para correr e auxiliar o jogo corrido funcionar.

Ou seja, a chance de um efetivo encaixe é boa, e o Texans deveria arriscar nisso, ainda mais se tratando de um time que possui uma mínima chance de sucesso ainda esse ano. Acho que chegou a hora de deixarmos o extra-campo e orgulho de lado com relação a esse assunto. Ao menos esse ano, Kaepernick e Texans é um casamento que pode dar certo. Basta querer.

 


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Giovani Natal é o setorista da AFC OESTE. Analisa Chiefs, Chargers, Raiders e Broncos às quartas e quintas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @giovani_natal