Por onde anda a primeira escolha do último Draft?

7 de novembro de 2016
Tags: draft, fernando mossmann, Notícias do Dia, rams,

goff-600

Todo ano, após o Super Bowl, as especulações sobre o próximo Draft se intensificam. Rumores sobre possíveis trocas, análises dos principais jogadores disponíveis, os já consagrados “mock drafts”, enfim, são diversas as notícias diárias que buscam informar os fãs da NFL sobre a situação do seu time quanto as suas possíveis escolhas. Entretanto, uma das, senão a principal questão de todo o Draft é: Quem será o primeiro jogador escolhido? Qual atleta terá seu nome marcado por ter tido a honra e, claro, o talento para ser selecionado já na primeira escolha geral?

Neste ano, Jared Goff, QB da Universidade da Califórnia, teve seu nome anunciado por Roger Goodell logo nos primeiros minutos do evento, e a torcida do Los Angeles Rams comemorou muito a seleção. O time, que passa por uma década terrível e está em sua primeira temporada em L.A. depois de um longo período de tempo em St. Louis, precisava urgentemente de um QB para ser o nome da franquia e comandar o recomeço desta equipe, e Jared Goff aparentava ser o nome certo para muitos. Bem, aparentava.

Já estamos encerrando a nona semana da temporada regular e Goff ainda não teve sequer uma chance. Não se sabe ao certo o porque, mas o Head Coach do Rams, Jeff Fisher, muito contestado por sinal, simplesmente não dá uma oportunidade para o jovem que, apesar de não ter ido tão bem na pré-temporada, não pode ser tão pior quanto Case Keenum, atual titular da posição. Keenum vem sendo muito irregular na temporada, e, no momento, possui 9 passes para TD e 11 interceptações, além de 5 fumbles. O alto número de turnovers já seria dado suficiente para se pensar na entrada de Goff, mas quando se vê o jogo do Rams, percebe-se o quão despreparado Keenum é.

Simplesmente incompreensível a decisão de Fisher em não deixar Goff jogar. A única explicação seria uma péssima atuação do camisa #16 nos treinamentos, mas acho muito improvável que ele esteja indo tão mal a ponto de não ter uma simples chance. Os torcedores da equipe Californiana já não aguentam mais a atuação da sua equipe, sobretudo o baixíssimo desempenho do sistema ofensivo comandado por Keenum e, semana após semana, estão pedindo, quase implorando a entrada de Goff.

Na partida deste último domingo, contra o Carolina Panthers, no Los Angeles Memorial Coliseum, os torcedores voltaram a criticar o seu QB titular após uma interceptação no final do terceiro quarto, o que contribuiu para a derrota do Rams por 13 a 10. Um dos momentos mais engraçados, ou tristes, dependendo do ponto de vista, deste último jogo, foi quando um fã da equipe de L.A. se aproximou de um dos microfones utilizados para a captação de áudio da partida e entoou o canto “TE-BOW, TE-BOW, TE-BOW”, se referindo à Tim Tebow, QB atualmente sem time. Como diria Tiririca, pior do que está não fica! Será?

Postagens Relacionadas









Fernando Mossmann teve seu primeiro contato com o futebol americano em 2010, e a partir de 2013 passou a acompanhar a NFL mais de perto. É apaixonado pelo esporte e a cada dia procura aprender mais sobre o jogo. Aqui, será responsável por escrever notícias, resumo dos jogos e o Rastreando Draftados. No Twitter: @f_mossmann