Por dentro do calendário da NFC Norte

4 de setembro de 2017
Tags: bears, david telles, lions, Notícias do Dia, packers, vikings,

Setembro finalmente chegou e agora já estamos na semana do retorno da temporada regular da NFL. A longa espera do torcedor finalmente está chegando ao fim e é hora de falarmos sobre o caminho que os times da NFC Norte enfrentarão nessa disputa.

LEIA MAIS: Veja algumas impressões dos times da NFC Norte na Semana 3 da pré-temporada

Chicago Bears

Jogos em casa: Falcons, Steelers, Vikings, Panthers, Packers, Lions, 49ers e Browns;

Jogos fora de casa: Buccaneers, Packers, Ravens, Saints, Eagles, Bengals, Lions e Vikings;

A combalida franquia vem de 3 anos figurando na rabeira da divisão e está ávida por tempos melhores. Em modo de reconstrução, não será surpresa ver a equipe terminar sua campanha novamente com mais derrotas que vitórias, mas o que importa aqui é que o Bears consiga desenvolver o núcleo de jovens jogadores que possui e construir uma base para os próximos anos, que serão liderados pelo QB Mitchell Trubisky.

O início da caminhada reserva jogos complicados contra os fortes ataques de Atlanta Falcons, Tampa Bay Buccaneers, Pittsburgh Steelers e Green Bay Packers logos nos 4 primeiros jogos. A defesa, dessa forma, será testada logo de cara e é primordial que o time consiga deixar seus principais jogadores inteiros e longe de suspensões, pois o NT Eddie Goldman, o DE Akiem Hicks e os LBs Jerrell Freeman, Danny Trevathan e Leonard Floyd podem formar a base de um front seven sólido. A secundária renovada também será primordial nesse início para que não haja uma sequência negativa tão cedo na temporada.

Antes de chegar na Semana 9, quando terá sua pausa, o Bears ainda enfrenta jogos encardidos contra Baltimore Ravens, Carolina Panthers e New Orleans Saints. Após o descanso, a tabela guarda 4 importantes jogos de divisão e confrontos mais acessíveis contra San Francisco 49ers e Cleveland Browns. Cincinnati Bengals e Philadelphia Eagles, no reencontro com o WR Alshon Jeffery, um dos principais jogadores de Chicago nos últimos tempos, completam a jornada desse novo Bears.

Detroit Lions

Jogos em casa: Cardinals, Falcons, Panthers, Steelers, Browns, Vikings, Bears e Packers;

Jogos fora de casa: Giants, Vikings, Saints, Packers, Bears, Ravens, Buccaneers e Bengals;

Buscando repetir o sucesso da temporada passada, o Detroit Lions tem um início de ano complicado para figurar novamente na pós-temporada. O time abre sua campanha contra o sempre perigoso Arizona Cardinals, viaja para enfrentar o New York Giants em horário nobre, pega o atual vice-campeão Atlanta Falcons e vai até Minnesota para confrontar seu rival de divisão Vikings. O desempenho nessas 4 partidas será determinante para as pretensões do time em 2017, uma vez que após essa sequência o time tem jogos mais acessíveis contra Carolina Panthers e New Orleans Saints e a bye na Semana 7.

Depois do descanso, a equipe encara duas pedreiras contra Pittsburgh Steelers e Green Bay Packers. Compensando isso, logo após há jogos contra Cleveland Browns e Chicago Bears, times que foram mal em 2016 e que devem permanecer medianos na temporada que está por vir. O Lions fecha sua participação enfrentando o Minnesota Vikings pelo segundo ano seguido no tradicional jogo no Dia de Ação de Graças e sai para pegar Baltimore Ravens, Tampa Bay Buccaneers e Cincinnati Bengals intercalando essas partidas com os confrontos de divisão com Bears e Packers.

A tabela do Lions reserva embates com ataques poderosos e a uma melhora defensiva será fundamental para que a equipe esteja em boas condições. O QB Matthew Stafford já deu mostras que tem o comando do ataque, precisando apenas de um elenco mais equilibrado para permitir que o torcedor sonhe com algo a mais.

Green Bay Packers

Jogos em casa: Seahawks, Bengals, Bears, Saints, Lions, Ravens, Buccaneers e Vikings;

Jogos fora de casa: Falcons, Cowboys, Vikings, Bears, Steelers, Browns, Panthers e Lions;

Grande favorito para levar a NFC Norte em 2017, o Green Bay Packers chega credenciado após renovar sua secundária, de longe o ponto mais frágil do time. Investindo bem no último nível defesa, a direção da franquia espera que isso seja o suficiente para os Cabeças de Queijo voltem a disputar um Super Bowl (vale lembrar que o Packers, com uma das piores defesa contra o passe em 2016, chegou até a final da conferência).

O calendário determinou que Green Bay encarasse logo outros candidatos ao SB nas duas primeiras semanas. Os confrontos contra Seattle Seahawks (em casa) e Atlanta Falcons (fora) serão de tirar o fôlego. Evitando derrotas nessas partidas, o time pega uma sequência mais favorável a seguir, com jogos contra Cincinnati Bengals, Chicago Bears, Dallas Cowboys, Minnesota Vikings e New Orleans Saints.

Com a bye situada na Semana 8, o Packers volta para a reta final da temporada encarando dois jogos de divisão seguidos, contra Detroit Lions e Chicago Bears. Baltimore Ravens, Pittsburgh Steelers e Tampa Bay Buccaneers vem depois, antes de duas pelejas seguidas fora de casa, contra Cleveland Browns e Carolina Panthers. Os últimos jogos da campanha reservam novos embates de divisão contra Vikings e Lions, sendo que este último pode ser a reedição da partida de 2016, que decidiu a NFC Norte.

Minnesota Vikings

Jogos em casa: Saints, Buccaneers, Lions, Packers, Ravens, Rams, Bengals e Bears;

Jogos fora de casa: Steelers, Bears, Browns, Redskins, Lions, Falcons, Panthers e Packers;

O promissor Minnesota Vikings, ao contrário de seus coirmãos, tem um começo de tabela favorável. A franquia tem 3 dos 4 primeiros jogos no moderno U.S. Bank Stadium, aonde provou ser bastante forte (pega New Orleans Saints, Tampa Bay Buccaneers e Detroit Lions no local), com uma viagem a Pittsburgh na Semana 2. Caso consiga transformar o apoio de sua torcida em vitórias, o Vikings se colocaria numa boa posição na briga por vaga nos playoffs.

Após as 4 partidas iniciais, o Vikes enfrenta Chicago Bears, Green Bay Packers e Baltimore Ravens antes de ir à Inglaterra para um embate com o Cleveland Browns. Após a longa viagem a equipe tem sua bye na Semana 9 e logo após uma nova série de jogos acessíveis espera com confrontos com Washington Redskins e Los Angeles Rams. Entretanto, Minnesota tem uma dura sucessão de desafios fora de casa contra Detroit Lions, Atlanta Falcons e Carolina Panthers. Cincinnati Begals e os rivais Packers e Bears fecham a jornada do time em 2017.

Com jovens talentos, principalmente no setor defensivo, o Minnesota Vikings é a equipe da divisão maior potencial de crescimento na temporada. Ofensivamente, a adição do RB Dalvin Cook dá um novo gás para o jogo terrestre da equipe, que durante anos foi o carro-chefe da franquia com Adrian Peterson. Não seria de se espantar ver o Minnesota Vikings nos playoffs já nesta temporada.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









David Telles é o setorista da NFC NORTE. Analisa Packers, Bears, Lions e Vikings às segundas e sextas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @DavidRTelles