Por dentro da dispensa do brasileiro Cairo Santos

2 de outubro de 2017
Tags: chiefs, Giovani Natal, Notícias do Dia,

No último sábado, tivemos uma notícia não muito alegre para os torcedores da NFL aqui no Brasil. O Kansas City Chiefs anunciou o corte do Kicker Cairo Santos, único representante brasileiro na liga, em decorrência da lesão sofrida pelo jogador na virilha, que se agravou durante o jogo contra o Los Angeles Chargers, no último domingo (24/09).

Cairo se machucou, inicialmente, durante o período de pré-temporada. Ele perdeu a maior parte desse período em decorrência dessa lesão, a qual teve uma certa dificuldade em ser curada. Durante esse período, a franquia trouxe o Kicker Sam Ficken, que acabou sendo dispensado após Cairo estar apto para os jogos.

Ao contrário do que se imaginou, a lesão de Cairo não se agravou com o tackle sofrido pelo S RayShawn Jenkins, no jogo contra o Chargers. A lesão ocorreu no último chute feito por Cairo, durante o aquecimento para o jogo.

Para o seu lugar, a franquia líder da AFC trouxe o novato Harrison Butker, que foi uma escolha do Carolina Panthers no 7º round do Draft desse ano. Após o anúncio da contrataço K, o coordenador de Special Teams da franquia, Dave Toub, informou que Butker era o K número 1 da franquia no board do Draft.

“Ele era o nosso número 1 para a posição no Draft desse ano.”, disse Toub. “Então, se nós estivéssemos que draftar um jogador para a posição, ele seria esse cara. Como não estava procurando um Kicker naquele momento, nós nos sentimos bem com ele ter saído no Draft. Agora que temos a necessidade de novo jogador para a posição, fizemos a escolha lógica e fomos atrás dele.”

Butker foi draftado pelo Panthers com a intenção de fazer sombra para o veterano Kicker Graham Gano, que volta e meia é criticado pelos torcedores da franquia. Apesar de ter mostrado um bom desempenho durante a pré-temporada, o jogador acabou não conquistando a vaga na franquia, e ficou no seu Practice Squad. Agora, ganha a chance como titular do Chiefs e tem tudo para agarrar a chance em uma franquia que atualmente, é contender ao Super Bowl.

Nesse processo todo, há de se destacar o mau comportamento do fã do esporte brasileiro com relação ao corte do Cairo. Desde o anúncio do corte pelo Chiefs, tivemos uma chuva de mensagens de “torcedores” nos perfis oficiais do Chiefs, seja Facebook, Instagram ou Twitter. É preciso entender que o corte do Cairo é parte do “jogo” e que o mesmo estava ciente de que isso poderia ocorrer em algum momento de sua carreira. Não serão mensagens em redes sociais de alguns “justiceiros” que farão o processo ser revertido. A reação foi tão inesperada que o perfil oficial da NFL no Facebook fez uma postagem em português para tentar explicar o que ocorreu aos torcedores. Essas reações são totalmente prejudiciais a nossa imagem lá fora e poderá mudar os planos da Liga de realizar um jogo por aqui.

Para aqueles que não se lembram, Cairo foi chamada pelo Chiefs para o seu Training Camp após ser undrafted no Draft de 2014. Durante os treinos, o jogador se mostrou consistente e tomou o posto de Kicker da franquia do até então titular Ryan Succop, atualmente no Tenneesse Titans. Naquele momento, Succop estava com um salário alto a e franquia resolveu apostar em um calouro que se mostrou promissor durante os treinos.

Em 2016, Cairo jogava pela Qualyfing Offer (Oferta Qualificatória), no valor de U$ 1.8 M. O jogador seria free agent ao final da temporada, onde teria a possibilidade de negociar um contrato com qualquer franquia da liga. Pelo que reportam os insiders, não havia muito indicativos de que ele teria seu contrato renovado, muito devido pelo seu valor atual na liga. Como já dissemos aqui em vários outros textos, o Chiefs encontra-se com uma situação financeira bem complicada e qualquer folego financeiro é bem vindo.

Por fim, resta torcer pela boa recuperação do brasileiro. Cairo teve uma lesão na virilha, o que pode vir a influenciar a potência de sua perna. Nesse momento, o fundamento é recuperar-se e estar apto para os treinos da offseason.

Nesses quase 4 anos de liga, Cairo mostrou ter talento, além de ser um Kicker consistente. Tem 92.6% em FGs na sua carreira. Com o passar dos anos, ele tem melhorado a sua acurácia e acertou os 2 FGs de 50+ jardas que tentou no ano passado. Além disso, em 3 jogos de pós temporada, acertou todos os chutes tentados até aqui. Com a consistência que tem mostrou, certamente arrumará uma nova oportunidade na liga, até porque, opções não faltam. E aí, teremos novamente o Brasil sendo representado na maior liga esportiva do mundo.

Postagens Relacionadas









Giovani Natal é o setorista da AFC OESTE. Analisa Chiefs, Chargers, Raiders e Broncos às quartas e quintas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @giovani_natal