Os recordes inquebráveis da NFL

15 de maio de 2017
Tags: 49ers, buccaneers, Caio Miari, chiefs, cowboys, dolphins, matérias, packers, recordes,

CIRCA 1960's: Quarterback/Kicker George Blanda #16 of the Houston Oilers drops back to pass during a circa mid 1960's NFL football game. Blanda played for the Oilers from 1960-66. (Photo by Focus on Sport/Getty Images)

Como falar de esportes em geral e não os relacionar com recordes e façanhas históricas? O que mais me fascina nos recordes é o quanto eles são heterogêneos, podendo ser alcançados de forma coletiva ou individualmente, por grandes jogadores ou atletas ocasionais, por quem menos é esperado ou pelos grandes astros. Estas façanhas não requerem, em sua totalidade, habilidade e aptidão para o jogo, basta um dia inspirado ou uma jogada iluminada para um profissional conseguir se consagrar, mesmo que em parcelas menores, na história do esporte.

A história da NFL é uma das mais brilhantes entre todos os esportes. Em muitos anos, a liga construiu e proporcionou “milagres”, decepções, alegrias, lances incríveis e muitos recordes. Quem assiste às transmissões dos jogos sempre se depara com inúmeras estatísticas durante os jogos, sejam elas surpreendentes ou inúteis. Não importa quais sejam, serão elas que você irá usar como argumentos em discussões amistosas, competitivas e até mesmo profissionais. Os recordes e números no futebol americano estão por toda parte e alguns deles dificilmente serão quebrados nesta vida:

Quando falamos dos mais emblemáticos jogadores nos esportes, é raro encontrar alguém que ficou mais tempo em atividade como profissional quanto George Blanda na NFL. Nem mesmo Ryan Giggs no futebol, Babe Ruth na MLB ou Wayne Gretzky na NHL chegam perto do atleta que jogou 26 anos. Atuando como Kicker e Quarterback, Blanda começou sua carreira em 1949 pelo Chicago Bears e se aposentou em 1975 pelo Raiders, aos 48 anos. Porém, ele não é o jogador que mais disputou partidas oficiais da NFL, esta marca pertence ao Kicker Morten Andersen (382 aparições) e não será quebrada tão cedo.

Blanda e Andersen estiveram na NFL por décadas e conseguiram grandes conquistas, entretanto, nem eles e nenhum outro jogador irá ultrapassar a marca de Brett Favre de mais jogos consecutivos como titular. Favre começou jogando em 297 partidas seguidas (321 incluindo playoffs) e demorou quase vinte temporadas para isso. Neste mesmo tempo, 238 outros QBs começaram uma partida na NFL.

Os torcedores do Tampa Bay Buccaneers rapidamente perderam a empolgação com o surgimento da franquia em 1976. A partir do seu primeiro ano na NFL, a equipe se deparou com uma sequência de 26 derrotas consecutivas. Até hoje, em comparação, a segunda maior sequência de resultados negativos é do Detroit Lions (16) em 2007. Aliás, os dois times se tornaram os dois únicos da história a terminarem uma temporada regular sem nenhum triunfo.

Já pensou se um defensor terminasse uma temporada regular com mais de 100 sacks? Calma, nenhum jogador conseguiu – e nunca vai conseguir – esta façanha. Entretanto, se tirarmos a partida entre Kansas City Chiefs e Seattle Seahawks de 1990 como base, este número absurdo ganha um grau de realidade, mesmo que mínimo ainda. Nesse jogo, Derrick Thomas conseguiu incríveis 7 sacks, a maior quantidade em um único jogo. Se ele repetisse a marca em todos as partidas de uma temporada, terminaria o ano com mais de 100. Até hoje, duas vezes um jogador ficou a um perto de alcançar o feito: Osi Umenyiora, em 2007, e o próprio Thomas, em 1998, ambos com seis.

don shula

Esse aqui talvez seja o recorde mais difícil de ser batido entre todos os outros, não só pela sua dificuldade, mas pela atual posição da concorrência. Don Shula, ex-técnico do Baltimore Colts e do Miami Dolphins, totaliza 347 vitórias na carreira, recorde absoluto. Ele esteve no cargo por 33 anos, levou suas equipes aos playoffs 19 vezes (o que também é um recorde) e chegou a 6 Super Bowls. Para se ter uma noção desta estatística, o técnico em atividade com mais vitórias é Bill Belichick, com 246. Para o técnico do Patriots alcançar o recorde, ele teria que ter mais 10 temporadas com dez ou mais vitórias, ou seja, manter as mesmas campanhas vitoriosas até 2026, quando terá 74 anos.

Jerry Rice não é considerado o maior jogador de todos os tempos sem razão. Ele detém quase todos os recordes importantes quando o assunto é recepção: é o atleta com mais recepções na carreira (1.549), mais jardas recebidas (22.895), TDs recebidos (197) e temporadas com 1.000/+ jardas recebidas (14). Nada indica que, pelo menos nos próximos anos, essas façanhas sejam superadas.

Um dos poucos recordes de recepção que não é de Jerry Rice é o de mais jardas recebidas em uma única partida. Este pertence à Willie “Flipper” Anderson, que somou  336 jardas em uma única aparição, quando atuava pelo Los Angeles Rams em 1990, contra o New Orleans Saints. Calvin Johnson, o “Megatron”, em 2013, ficou a sete jardas de empatar o recorde. No entanto, é seguro afirmar que esta marca está salva por mais algumas temporadas.

Em 2002, Emmitt Smith se tornou o RB com mais jardas terrestres na história da NFL, ultrapassando Walter Payton. Ao longo de sua carreira, Smith continuou brilhando e se aposentou com a marca de 18.355 jardas pelo chão. Os jogadores ativos com mais jardas neste quesito são Frank Gore (13.065) e Adrian Peterson (11.747). Os dois, que já passaram dos 30 anos, precisariam de mais de 6.000 jardas para quebrar o recorde, algo que nos dias de hoje com a desvalorização dos RBs, é extremamente improvável.

Matéria publicada originalmente em 15 de maio de 2016


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Caio Miari acompanha a NFL há quase 10 anos, é estudante de jornalismo e sempre teve o sonho de atuar nesta área com o futebol americano. Responsável pela edição e revisão dos textos publicados no site, por uma matéria semanal e co-apresentador do Podcast Liga dos 32. No twitter: @CaioMiari