O impacto da ausência de Joe Flacco para o Ravens

21 de agosto de 2017
Tags: fernando mossmann, Notícias do Dia, ravens,

O Quarterback sempre é um dos fatores mais decisivos para o sucesso de um sistema ofensivo, e, consequentemente, para o sucesso de uma equipe por inteira. O jogador é também, na maioria das vezes, uma das, senão a maior estrela do elenco. Claro, há casos que isso não acontece, como no Houston Texans onde o principal atleta é um Defensive End (J.J. Watt), contudo, são poucas as excessões. Mais do que tudo isso, o QB é muitas vezes um verdadeiro líder dentro e fora de campo, e sua ausência pode abalar todo um elenco.

LEIA MAIS: Porque o Ravens deveria contratar Colin Kaepernick?

O Baltimore Ravens passa por uma situação similar a esta nesse exato momento. Seu QB, que liderou a equipe ao segundo título da franquia há pouco mais de quatro anos, se machucou durante atividades prévias ao Training Camp, que começou no final de julho, e desde então está fora de ação. Joe Flacco, sem dúvidas, é um dos principais jogadores do elenco de Baltimore, e, ao que tudo indica, insubstituível. Desde a lesão de Flacco, o Ravens tem tentado diversos jogadores para substituí-lo na posição, inclusive jogadores com nenhuma experiência profissional. No entanto, o nome que têm sido mais testado é o de Ryan Mallett, ex-jogador do Patriots e do Texans, e que já está na equipe há duas temporadas.

Porém, Mallett não têm conseguido jogar em um nível razoável para ser considerado um bom substituto para Flacco. Nas duas partidas que disputou até aqui na pré temporada, ele concluiu 22 passes de 40 tentados, uma taxa de precisão de pouco mais de 50%. Além disso, esses 22 passes completos resultaram em um ganho de 171 jardas, e apenas 1 TD. Por outro lado, já lançou duas interceptações. Fazendo uma breve comparação, temos outro QB que já foi testado pelo Ravens nos jogos desta pré temporada, o ex-bears Josh Woodrum. Ele, por sua vez, dos 14 passes tentados, completou 12, que resultaram em 195 jardas para a equipe, o que gera uma média de quase 10 jardas ganhas a mais do que Mallett a cada passe completo. Um First Down é um pouquinho mais a cada tentativa de passe.

LEIA MAIS: Porque o Ravens pode ser uma ameaça na AFC?

Ainda pior é pensar que Flacco retornará para os treinamentos apenas nas últimas semanas de treinos antes da temporada regular, o que, possivelmente, pode afetar seu jogo. Falta de precisão é uma possibilidade. Falta de ritmo de jogo, talvez. Mas, certamente, a falta de entrosamento com os recebedores deve aparecer nos primeiros jogos. A ausência do seu Quarterback titular já mostrou ter uma influência muito grande para a equipe, e Flacco não pode voltar a campo sem completas condições de jogo. Perder o atleta no Training Camp e na pré temporada é sem dúvidas ruim, contudo, perder ele para a temporada regular seria um verdadeiro terror para o Ravens, que já não vem de uma ótima temporada.

Enquanto Flacco não volta, Ryan Mallett continua sendo o QB 1, mesmo com suas atuações ruins, e, sobretudo, desempenho terrível nos treinamentos. Se há um motivo para o torcedor do Baltimore Ravens comemorar, é ter a certeza da volta de Flacco em poucas semanas, por outro lado, se tem algo que o Ravens já pode ir pensando, é em selecionar um novo Quarterback no Draft para substituir Joe Flacco em situações como estas.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Fernando Mossmann é o setorista da AFC NORTE. Analisa Steelers, Ravens, Bengals e Browns às segundas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @Fernando_insL32