O Denver Broncos é o pior time da AFC Oeste

7 de novembro de 2017
Tags: david telles, matérias,

No último domingo, vimos uma atuação lamentável do Denver Broncos, que resultou numa pesada derrota para o Philadelphia Eagles por 51 – 23. O placar elástico deve ser encarado como a menor preocupação pelo torcedor do time, uma vez que a situação da equipe não é nada animadora. O revés foi apenas consequência de uma série de erros que a franquia cometeu desde que se sagrou vencedora do Super Bowl 50 e nesse texto vamos abordar alguns motivos do Broncos ser o pior time de sua divisão.

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32

Incerteza na posição de quarterback

Essa talvez seja o problema de mais fácil identificação no Broncos. Desde que Peyton Manning se aposentou em 2016, o time não se conseguiu encontrar uma reposição à altura. Isso se agrava se lembrarmos que a temporada final de Manning também esteve longe de ser primorosa como nos acostumamos a ver durante a carreira do camisa #18.

Logo após a aposentadoria do lendário jogador, Denver viu Brock Osweiler, substituto natural de Manning, rumar para o Houston Texans (o que, por vias tortas, acabou se provando um acerto – Osweiler não tem nenhuma condição de atuar na NFL). Na sequência, a franquia acertou com o contestado veterano Mark Sanchez para a posição (Sanchez não produzia nada há tempos e acabou sendo cortado antes do começo da temporada regular daquele ano). Meses depois, no Draft, o Broncos subiu no recrutamento para selecionar Paxton Lynch, vindo da universidade de Memphis e que, na teoria, seria o futuro dono da posição. Algo que não se confirmou até agora, com o jogador largado entre os reservas e nem se cogita sua entrada como titular. Trevor Siemian, que acabou “vencendo” a disputa pelo posto de titular em 2016, não consegue ser capaz de liderar minimamente o setor ofensivo e comete erros infantis.

Na derrota para o Eagles, Osweiler começou como titular (sim, o filho pródigo retornou a Denver após ser chutado de Houston e ser prontamente descartado pelo Cleveland Browns) e o nível fraco de atuação dos jogadores da posição se manteve, com direito a apenas 50% de passes completos e 2 INTs. Os problemas na posição são evidentes e prejudicam demais o Denver Broncos, porém há outras razões para o insucesso.

A comissão técnica é fraca

O coaching staff liderado por Vance Joseph está perdido e isso se reflete nas atuações do time. Por diversas vezes o Broncos parece um time mal preparado para enfrentar as situações de jogo e indisciplinado, cometendo faltas que comprometem o desempenho. Na derrota de domingo, o time chegou a ser punido por estar com 12 jogadores, numa clara falta de foco e liderança por parte da comissão técnica. Os treinadores não conseguem fazer ajustes no decorrer das partidas e há até quem diga que o vestiário está rachado.

O setor ofensivo é uma verdadeira calamidade. Mike McCoy, que retornou para ser o coordenador ofensivo, não consegue desenvolver um bom trabalho com esse ataque (onde os QBs fracos têm sua parcela de culpa) e o time tem muitas dificuldades para mover as correntes. A linha ofensiva continua apresentando problemas, o jogo aéreo é fraco e o jogo terrestre não consegue sustentar o ataque. E o problema não para por aí.

A defesa, que conta com jogadores de qualidade e ainda apresenta bons números gerais, não está produzindo mais do mesmo nível que nas últimas temporadas. Prova disso foram os 4 TDs aéreos sofridos e as 197 jardas pelo chão que o Eagles conseguiu na Semana 9. Além disso, o setor é o 7º que mais cede pontos até aqui. Os principais pontos fracos do time aqui, que são os ILBs e a marcação de TEs, em todos os jogos são explorados e nada é feito para compensar essa deficiência. Até o time de especialistas tem cometido falhas, permitindo TDs em retorno de punts e deixando a bola escapar quando lhe é devolvida.

Os erros de John Elway

Aqui reside a raiz do problema do Denver do Broncos. Todos os erros de montagem de elenco, deficiências antigas que não são corrigidas e escolha da comissão técnica passam por uma pessoa: John Elway. Até então muito elogiado por ter montado a defesa que foi o pilar da recente conquista de Denver, Elway agora é criticado por não conseguir fazer com que o Broncos volte a ter um time competitivo.

As escolhas do dirigente para a posição de QB foram bastante questionáveis (e pioram se lembrarmos que Elway foi um dos melhores jogadores da posição na história da NFL). Siemian, Osweiler e Lynch não possuem capacidade para liderar uma franquia na NFL. Num time como o Broncos, um game manager já seria o suficiente para deixar a equipe em boas condições, já que o forte setor defensivo ainda seria capaz de desequilibrar.

A escolha de Vance Joseph pode ser bastante contestada. O técnico chegou com a pecha de ser um “cara de vestiário”, agregador e motivador. Algo que não tem se confirmado na prática, pois o Broncos parece um time apático e sem foco, além de, como já dissemos, já existirem notícias que o ambiente entre o grupo não é lá dos melhores. Vale lembrar que Joseph foi coordenador defensivo do Miami Dolphins em 2016 e a franquia da Flórida foi a 3ª pior contra a corrida e a 4ª que mais cedeu jardas na temporada passada.

Outros erros, como a dispensa de Wade Phillips e Drafts ruins também podem ser atribuídos a Elway. O GM foi capaz de montar um elenco forte para a conquista, porém deixou a desejar desde então e isso comprometeu as aspirações do time tanto em 2016 como agora.

Com toda essa zona, fica complicado apostar que o Denver Broncos tenha dias melhores nessa temporada, nem com a tabela favorável que a equipe possui na reta final do ano. Com isso, deveremos ver mais um ano da forte defesa sendo desperdiçado por conta da inabilidade da franquia de montar um elenco equilibrado.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









David Telles é o setorista da NFC NORTE. Analisa Packers, Bears, Lions e Vikings às segundas e sextas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @DavidRTelles