quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2018

Compartilhe

Na última terça-feira, Josh McDaniels, então coordenador ofensivo do New England Patriots, foi anunciado como Head Coach do Indianapolis Colts. A saída dos dois principais coordenadores da equipe de Boston já era esperada após algumas entrevistas enquanto a temporada ainda estava em andamento; porém, o anúncio só poderia ser feito após o fim da mesma. Na parte da tarde do mesmo dia, também conhecido como ontem, Adam Schefter, repórter da ESPN que cobre a NFL, anunciou que, após conversas com Robert Kraft, dono do Patriots, McDaniels havia mudado de ideia e seguiria na equipe vice-campeã da temporada.

“Após fecharmos os termos do contrato para o cargo de Head Coach da nossa equipe, Josh McDaniels nos informou, nessa manhã, que não se juntará à nossa organização” disse o Colts em nota oficial. “Estamos surpresos e desapontados e iremos dar continuidade à busca por nosso técnico imediatamente para encontrarmos a peça perfeita para liderar nossa equipe dentro e fora de campo”.

Resultado de imagem para josh mcdanielsA mudança na decisão foi uma consequência de dois dias de conversas entre McDaniels e Kraft, sendo oferecido um contrato muito bom ao coordenador ofensivo. Porém, outros fatores influenciaram essa reviravolta.

Fontes próximas a McDaniels afirmam que ele não estaria tão confortável em ter de se mudar com sua família de New England e construir uma nova vida. Essa afirmação tem respaldo se analisarmos que o mesmo faz parte da comissão do Patriots desde 2012 e esse desconforto teria sido o motivo de um segundo encontro entre ele e Jim Irsay, dono do Colts, após o primeira entrevista na semana de Wild Card. McDaniels ressaltou que precisaria de tempo para pensar na proposta e discutí-la com sua família. Apesar da recusa do mesmo, dois coordenadores que aceitaram trabalhar junto com ele no Colts mantiveram a palavra, independentemente de quem seja o Head Coach. São eles: Matt Eberflus, coordenador defensivo e Mike Phair, coordenador de linha defensiva. Porém, alguns funcionários que iriam compor a comissão liderada por McDaniels voltaram atrás e ficarão no Patriots.

McDaniels talvez tenha recebido uma garantia (ou percebido) que o legado de Bill Belichick está chegando ao fim com uma aposentadoria ou eventual saída da equipe, o que o colocaria no cargo de Head Coach muito em breve. É algo provável de se acontecer, mas pessoas próximas ao coordenador dizem que esse não é o caso; e mesmo que fosse, ninguém assumiria.

Esse foi o lado do coordenador ofensivo na história. Mas um outro ponto de vista, não menos importante, fez muita diferença no desfecho dessa trama. Kraft não vê o Colts com bons olhos desde o caso Resultado de imagem para robert kraftDeflategate, que rendeu muita polêmica há três anos. Com isso, o dono do Patriots se esforçou ainda mais para impedir que McDaniels aceitasse o cargo, quebrando todo o planejamento da equipe de Indianapolis que, além de estar com um grande problema na posição de quarterback com a incerta recuperação de Luck, precisa reformular sua comissão técnica a partir de agora. Segundo informações, não houve assinatura de contrato, apenas garantia verbal entre as partes e McDaniels chegou a passar uma hora no telefone com membros do Colts discutindo possíveis nomes para a futura comissão. Um duro golpe de McDaniels no Colts que, com certeza, custou sua reputação e futuras chances de Head Coach em outras equipes, ressaltando a possibilidade de aposentadoria de Belichick e alguma garantia dada por Kraft.

Vale lembrar que, em 2000, aconteceu uma caso semelhante envolvendo o Patriots. Belichick fora nomeado Head Coach do Jets naquele ano após a aposentadoria temporária de Bill Parcells, mas abdicou do cargo um dia após o anúncio e antes de sua entrevista de oficialização Resultado de imagem para belichick jetspara se tornar Head Coach do Patriots. Muitos dizem que foi para sair da sombra de Parcells, já que Belichick havia sido assistente do mesmo por três anos. Em 1997, o Jets estava em negociações com Parcells, então no Patriots, para o cargo de Head Coach. Negócios frustrados e Belichick foi nomeado Head Coach da franquia de New York. Uma semana depois, Parcells fechou acordo com o Jets e Belichick foi rebaixado a assistente novamente. Para alguém com o ego como o de Belichick, isso não deve ter sido fácil e foi provavelmente o motivo para a recusa do cargo de HC três anos depois, fazendo o caminho inverso que Parcells fez em 1997.

O Patriots tem de volta o seu coordenador ofensivo e (provável) futuro Head Coach para mais uma temporada junto com Bill Belichick e Tom Brady. Kraft foi o mais vitorioso dessa novela pois, além de quebrar seu atual “inimigo” está fora do foco das críticas, que olham só para McDaniels e sua falta de profissionalismo. Fato é que, quando se trata de competição, devemos sempre esperar golpes baixos e, mesmo com todas as críticas (com razão) a McDaniels, o Patriots prova, mais uma vez, porque é uma organização tão poderosa e vencedora, combatendo a guerra com guerra. Não é possível que o Colts esperasse que a vingança pelo Deflategate se resumiria apenas às batalhas dentro de campo. Não entremos em discussão sobre moral nessa situação, mas Kraft não deixaria barato. Vale lembrar que o Colts jogará contra o Patriots fora de casa na próxima temporada (2018) e o duelo promete ser bem quente.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe