Nove destaques da semana 2

18 de setembro de 2017
Tags: broncos, buccaneers, chargers, chiefs, falcons, João Gabriel Gelli, Matéria, panthers, patriots, ravens, saints,

A segunda rodada da temporada de 2017 da NFL já está praticamente encerrada, com apenas o confronto entre New York Giants e Detroit Lions restando para o Monday Night Football. Com isso, já é possível tirar algumas conclusões sobre a semana e trazer alguns de seus destaques.

Brady sai vitorioso no duelo dos QBs históricos

Provavelmente pela última vez, um campo de futebol americano presenciou um embate entre os futuros Hall da Fama Tom Brady e Drew Brees. Os dois tiveram bons números, mas Brady saiu vitorioso e comandou a recuperação do Patriots em uma vitória larga. Envolvendo mais o TE Rob Gronkowski, ele terminou com 447 jardas e três touchdowns em um desempenho dominante contra uma defesa com muitas peças novas. Vale a pena acompanhar de perto a situação dos recebedores do Patriots, uma vez que apenas três WRs estavam saudáveis para o jogo e diversos alvos do ataque se lesionaram de forma não grave durante o jogo, como foi o caso de Phillip Dorsett, Chris Hogan, Gronkowski e Rex Burkhead.

A defesa do Ravens é legítima

Pela segunda partida seguida o sistema defensivo do Ravens aplicou uma verdadeira surra no ataque do outro lado do campo. Depois de deixar o Bengals zerado, a vítima da vez foi o Browns, que anotou apenas 10 pontos. Foram quatro interceptações, três sacks e um fumble forçado e recuperado pelo time de Baltimore, que está sendo liderado por um espetacular Terrell Suggs e os jovens pass rushers, um ótimo trabalho contra corridas e uma secundária agressiva. Com dez turnovers forçados e um ataque terrestre eficiente, o Ravens vai caminhando bem até agora e parece uma equipe capaz de desafiar por uma vaga nos playoffs.

Broncos mostra sua força

Em um jogo no qual todos esperavam uma vitória do Cowboys, o Broncos teve uma atuação de gala e despachou o favorito de forma inapelável. Uma bela surpresa até agora, o time comandado por Vance Joseph parece ter se encontrado ofensivamente, com um excelente par de exibições de Trevor Siemian, um retorno em alto nível de CJ Anderson e uma evolução da linha ofensiva, que perdeu o LT calouro Garett Bolles durante a partida. Além disso, no lado da defesa, os problemas do ano passado contra as corridas parecem resolvidos após um ótimo trabalho para limitar Ezekiel Elliott a apenas oito jardas. Para coroar, Von Miller também foi excepcional, com dois sacks e mais dez pressões totais. Assim, com uma evolução no ataque e uma defesa ainda em um patamar muito elevado, é possível imaginar que o Broncos veio para ficar.

Kareem Hunt, o calouro sensação

Depois de surpreender todo o mundo da NFL com a vitória fora de casa contra o Patriots no jogo de abertura da temporada, o Chiefs repetiu a fórmula de usar e abusar do calouro RB Kareem Hunt, que está correspondendo às expectativas. Dessa vez foram 109 jardas de scrimmage e dois touchdowns para encaminhar a vitória da equipe sobre o Philadelphia Eagles. Caso mantenha o extraordinário ritmo, Hunt vencerá o prêmio de Calouro do Ano sem muitos problemas.

O que está acontecendo com Cam Newton?

MVP em 2015, Newton teve uma temporada trágica no ano passado e o começo desta não parece muito diferente. Mesmo com duas vitórias, o Panthers tem sido carregado por sua defesa, que cedeu apenas seis pontos até agora. Enquanto isso, seu QB mostra uma química abaixo do esperado com os recebedores, os mesmos problemas de imprecisão que sempre o assolaram e uma incapacidade de lançar com antecipação. A impressão é de que se Ron Rivera pretende alcançar todo o potencial de seu ataque, precisará liberar sua estrela para utilizar todo o seu arsenal e envolvê-lo mais em corridas, o que não tem acontecido. Dessa maneira, abriria espaços para o restante dos jogadores e Newton estaria mais confortável.

A grande estreia do Buccaneers

Com o furacão Irma obrigando a partida da semana 1 do Buccaneers contra o Dolphins a ser adiada para a décima-primeira rodada, este domingo marcou a estreia de James Winston e companhia na temporada. Com um misto de ataque potente e defesa sufocante, o time anotou uma fácil vitória sobre o Chicago Bears. Mike Evans fez uma mirabolante recepção para TD e mostrou a já tradicional química com seu QB, enquanto a defesa perturbou a vida de Mike Glennon. O ex-QB do Bucs sofreu três turnovers ainda no primeiro tempo, incluindo uma interceptação retornada para touchdown por Robert McClain. Vale destacar a ótima apresentação do grupo de linebackers de Tampa Bay, sobretudo os excelentes Lavonte David e Kwon Alexander.

Falcons exibe sua potência ofensiva

No Sunday Night Football, o Falcons fez a primeira partida em seu novo estádio, em uma reedição da final da NFC da temporada passada contra o Packers. O que se viu foi o domínio ofensivo dos donos da casa, que concentrou suas ações na ótima dupla de RBs formada por Devonta Freeman e Tevin Coleman. Também são destaques as lesões que se acumularam no time de Green Bay, com ambos os tackles ficando de fora do jogo, além do WR Jordy Nelson e do DT Mike Daniels, que saíram em seu decorrer, prejudicando as chances de vitória do time.

Chargers precisa de um novo kicker

Pela segunda vez, o Chargers se via atrás no marcador no fim da partida e Philip Rivers liderou o time em uma boa campanha para posicionar a bola em boa situação para que fosse anotado o almejado field goal. Após ser bloqueado no Monday Night Football e quebrar a internet com trocadilhos envolvendo seu nome, o K Younghoe Koo errou mais uma vez em um momento decisivo e fez a equipe amargar mais um revés, dessa vez contra o Miami Dolphins, no retorno da franquia à Los Angeles. Com isso, a expectativa é de que o sul-coreano esteja à procura de um novo emprego durante a semana.

Os shows de horrores ofensivos

Como destaques negativos e contraponto ao ótimo ataque do Falcons, pode-se citar os setores ofensivos de Cardinals, Colts, Seahawks, 49ers, Bengals, Texans, Bills, Panthers, Jaguars, Vikings e Bears. Nenhum dos times conseguiu mover as correntes com um mínimo de consistência e rechearam o domingo com campanhas ineficientes. Algumas destas unidades ainda possuem esperança de melhora, como o Seahawks, ou apenas estavam em um dia ruim, como o Vikings sem seu QB titular, mas cabem aqui nas menções desonrosas pelo desempenho na semana 2.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









João Gabriel Gelli ⁠⁠⁠Apaixonado por todo tipo de esporte, conheceu o futebol americano com o retorno para a história de Tracy Porter no Super Bowl XLIV. Torcedor do Baltimore Ravens, é responsável por uma matéria semanal e pela edição de textos. Além de futebol americano, também escreve sobre lutas para o MMA Brasil. No twitter: @jggelli