terça-feira, 20 de Março de 2018

Compartilhe

Dando continuidade a matéria sobre a análise dos times na Free Agency, hoje falaremos da NFC.

NFC LESTE

 

New York Giants

Chegaram: OT Nate Solder (Patriots), ILB Alec Ogletree (Rams), CB B.W Webb(Browns),WR Cody Latimer (Broncos), OLB Kareem Martin (Cardinals), CB Teddy Williams (Panthers), RB Jonathan Stewart (Panthers), DE Josh Mauro (Cardinals)

Renovaram: DE Kerry Winn, DT Robert Thomas, OL Brett Jones, OL John Halapio, OL John Greco,

Saíram: OL Justin Pugh (Cardinals), OLB Devon Kennard (Lions), OL Weston Richburg (49ers), P Brad Wing(dispensado), CB Dominique Rodgers-Cromartie (dispensado)

O New York Giants está se moldando aos seus novos coordenadores, principalmente o defensivo. James Betcher, ex Cardinals, trouxe alguns de seus homens de confiança para ajudar a implementar o seu sistema 3-4 na equipe de Nova York. Além deles, a grande aquisição da equipe foi Alec Ogletree, que assume a titularidade como ILB na franquia que subvalorizava a posição a tantos anos. Enquanto isso, o ataque passa por grandes mudanças na tão criticada linha ofensiva. Enquanto perderam jogadores como Pugh e Richburg, tidos como os melhores da linha, a equipe trouxe Nate Solder, movendo o grande ponto fraco da unidade, Ereck Flowers, para o lado direito. O ano de 2018 será de reestruturação no lado azul da maior cidade do mundo.

NOTA: 6,0

 

Dallas Cowboys

Chegaram: Ninguém

Renovaram: DT David Irving, DT Brian Price, Demarcus Lawrence, LS L.P Ladouceur

Saíram: CB Orlando Scandrick (Redskins), FB Keith Smith (Raiders), ILB Anthony Hitchens (Chiefs)

O Dallas Cowboys, até o momento em que está matéria está sendo escrita, ainda não contratou nenhum free agent no mercado. A única grande movimentação da equipe foi a Franchise Tag aplicada no pass rusherDemarcus Lawrence, com quem conseguiram mais tempo para buscar um acordo de longo prazo. A tender de segunda rodada aplicada em David Irving também merece destaque, uma vez que por seu alto talento, existe a possibilidade de alguma equipe pagar o preço e levar o jogador.

NOTA: 4,0

 

Philadelphia Eagles

Chegaram: DE Michael Bennett (Seahawks), DT Haloti Ngata (Lions), ILB Corey Nelson (Broncos), CB Daryl Worley (Panthers)

Renovaram: LB Nigel Bradham

Saíram: DE Vinny Curry (Buccaneers), K Caleb Sturgis (Chargers), RB LeGarrette Blount (Lions), CB Patrick Robinson (Saints), TE Trey Burton (Bears), TE Brent Celek (dispensado), WR Torrey Smith (Panthers)

O Philadelphia Eagles segue em lua de mel após a vitória do Super Bowl, mas quem disse que isso signifique apenas a manutenção de seus jogadores? A equipe foi bastante agressiva no mercado e trocou por Michael Bennett, além de trazer Ngata e renovar com Bradham, formando um dos Front 7 mais temidos da Liga. No entanto, a equipe teve baixas consideráveis, como Vinny Curry, dispensado pra abrir espaço no cap, Trey Burton, um dos heróis do Super Bowl e Patrick Robinson vindo de uma boa temporada. O time da Philadelphia vem em 2018 com muitas mudanças, mas com a base campeã mantida. É um dos favoritos a brigar novamente pelo título.

NOTA: 9,0

 

Washington Redskins

Chegaram: QB Alex Smith (Chiefs), CB Orlando Scandrick (Cowboys), WR Paul Richardson (Seahawks)

Renovaram: ILB Zach Brown, WR Bryan Quick, K Dustin Hopkins

Saíram: QB Kirk Cousins (Vikings), OLB Tret Murphy (Bills), TE Niles Paul (Jaguars), OL Spencer Long (Jets), CB Kendall Fuller (Chiefs)

Uma das grandes novelas da Offseason teve fim com a saída de Kirk Cousins do Washigton Redskins, no entanto, a equipe não perdeu tempo e trocou por Alex Smith para assumir a titularidade da equipe. Kendall Fuller foi um dos envolvidos na troca pelo QB, uma baixa importante na equipe, para o posto, os Redskins trouxeram Orlando Scandrick. Outros bons movimentos foram à aquisição de Paul Richardson, que deve ser bem explorado por Smith, e a renovação de Zach Brown, grande jogador, porém, subestimado.

NOTA: 6,0

NFC OESTE

 

San Francisco 49ers

Chegaram: CB Richard Sherman (Seahawks), OLB Jeremiah Attaochu (Chargers), RB Jerick McKinnon (Vikings), OL Weston Richburg (Giants), P Jeff Locke (Colts)

Renovaram: QB Jimmy Garoppolo, WR Marquise Goodwin

Saíram: DE Cornellius Carradine (Raiders), DE Aaron Lynch (Bears), OL Daniel Kilgore (Dolphins), OL Brandon Fusco (Falcons), RB Carlos Hyde (Browns)

O San Francisco 49ers, apesar de contar com muito espaço no salary cap, não fez tanto barulho no mercado. O que não significa que a equipe não tenha ido bem. Contratações pontuais foram feitas e terão um impacto imediato na equipe. A vinda de Weston Richburg vai ser de grande proveito pra linha ofensiva que protegerá Jimmy Garoppolo, McKinnon ajudará bastante no jogo corrido e recebendo passes curtos no esquema de Shanahan e a manutenção de Goodwin que traz uma boa química do WR com seu QB. Sem falar na maior movimentação da equipe, a contratação de Richard Sherman, um dos jogadores mais polêmicos da Liga que chega pra somar muito a essa jovem defesa e frágil secundaria. O San Francisco 49ers é um dos times mais promissores da Liga e vem forte para buscar uma vaga nos playoffs.

NOTA: 9,0

 

Seattle Seahawks

Chegaram: TE Ed Dickson (Panthers), DE Barkevious Mingo (Colts), WR Marcus Johnson (Eagles)

Renovaram: RB J. D McKissic, DE Dion Jordan, CB Justin Coleman

Saíram: CB Richard Sherman (49ers), Michael Bennett (Eagles), DT Sheldon Richardson (Vikings), CB Deshawn Shead (Lions), TE Jimmy Graham (Packers), WR Paul Richardon (Redskins), CB Jeremy Lane (dispensado)

O Seattle Seahawks é um dos grandes perdedores da Free Agency. A equipe viu alguns pilares de sua histórica defesa saírem praticamente de graça. Michael Bennett e Richard Sherman não fazem mais parte do elenco e o momento é de reestruturação em Seattle. Como se já não bastasse a defesa, o ataque da equipe também perdeu peças importantes. Jimmy Graham, principal alvo de Russel Wilson na Redzone e Paul Richardson, ótimo alvo em profundidade também deram adeus. O plano pro ataque parece ser molda-lo ao redor de Wilson e melhorar a linha ofensiva, enquanto na defesa, o jogador da vez deverá ser Bobby Wagner. Vamos ver como Pete Carroll lidará com a equipe daqui pra frente.

NOTA: 1,0

 

Los Angeles Rams

Chegaram: CB Marcus Peters (Chiefs), CB Aqib Talib (Broncos), CB Sam Shields (Packers)

Renovaram: OL John Sullivan, DT Dominique Easley, FS Lamarcus Joyner

Saíram: CB Trumaine Johnson (Jets), ILB Alec Ogletree (Giants), DE Robert Quinn (Dolphins), OLB Cameron Lynch (Buccaneers), FS Cody Davis (Jaguars), TE Derek Carrier (Raiders), WR Sammy Watkins (Chiefs)

O Los Angeles Rams foi um dos times mais ativos nessa intertemporada. Pivô de varias trocas, a equipe trouxe ótimos reforços para a secundaria. Peters e Talib chegam para ser os novos brinquedos de Wade Phillips, substituindo Trumaine Johnson, além de abrir mão do sólido Alec Ogletree no miolo da defesa. Outro movimento interessante foi a manutenção de Lamarcus Joyner via Franchise Tag, o que garante pelo menos mais um ano do ótimo safety na unidade. Já no ataque, a equipe perdeu Sammy Watkins, que não fez uma boa temporada com a equipe e até agora não correu atrás de um substituto. Apesar de reformulado, o Rams vem forte pelo segundo ano seguido e com seu elenco jovem um ano mais experiente, a expectativa é que a equipe brigue forte nos playoffs.

NOTA: 8,5

 

Arizona Cardinals

Chegaram: QB Sam Bradford (Vikings), OL Justin Pugh (Giants), OL Andre Smith (Bengals), QB Mike Glennon (Bears)

Renovaram: OL Vinston Painter

Saíram: QB Carson Palmer (aposentadoria), CB Tyron Mathieu (Texans), WR Jaron Brown (Seahawks), DE Josh Mauro (Giants), OLB Kareem Martin (Giants), WR John Brown (Ravens), RB Adrian Peterson (dispensado)

O Arizona Cardinals viu seu QB titular e Head Coch aposentarem juntos, e o momento agora é de reconstrução. Para isso, a equipe trouxe Sam Bradford e Mike Glennon para brigar pela vaga, no entanto, a chegada de um calouro ainda não está descartada. Já presente no elenco ou não, o futuro Quarterback titular da equipe vai precisar ser melhor protegido que Carson Palmer no último ano. Para isso a equipe trouxe Justin Pugh e Andre Smith, fortalecendo o miolo da linha. Já na defesa, o Cardinals perdeu seu coordenador, e com ele, diversas peças do seu esquema, o mais famoso, Tyron Mathieu, que apesar de não ter feito uma boa temporada em 2017, era uma das faces da franquia. 2018 vai ser um ano complicado pra equipe e os torcedores precisarão de paciência.

NOTA: 3,0

NFC NORTE

 

Chicago Bears

Chegaram: QB Chase Daniel (Saints), QB Tyler Bray (Chiefs), WR Allen Robinson (Jaguars), WR Taylor Gabriel (Falcons), TE Trey Burton (Eagles), LB Aaron Lynch (49ers), K Cody Parkey (Dolphins)

Renovaram: WR Cameron Meredith, TE Daniel Brown, OL Bradley Sowell, LB Sam Acho CB Prince Amukamara, CB Kyle Fuller, P Pat O’Donnell

Sairam: QB Mike Glennon (Cardinals), QB Mark Sanchez (Free Agent), WR Kendall Wright (Free Agent), G Josh Sitton (Dolphins), DL Mitch Unrein (Buccaneers), LB Christian Jones (Lions), K Cairo Santos (Jets)

O mantra do Chicago Bears para esta offseason era cercar Mitchell Trubisky de talento. E assim foi feito. O General Manager Ryan Pace agiu de maneira agressiva, e trouxe três novos recebedores, e todos com características bem distintas, que dão várias opções para o técnico Matt Nagy encorpar seu playbook. São eles Allen Robinson, que chega com um grande contrato para ser o principal alvo de Trubisky; Taylor Gabriel, que tentará ser a ótima opção de velocidade que ele era sob Kyle Shanahan e não se manteve após a saída do técnico para San Francisco; e o tight end Trey Burton, que ocupará a vaga de Zach Miller, que sofreu uma gravíssima lesão no joelho em 2017. Na defesa, o time aposta na continuidade, com as renovações de Kyle Fuller, Prince Amukamara e Sam Acho. A saída de mais peso foi a do pass rusher Pernell McPhee, que será substituído pelo ex-49er Aaron Lynch, um jogador de muito talento bruto, mas que até hoje ainda não correspondeu as expectativas criadas para ele. Destaque também para a saída do kicker brasileiro Cairo Santos, que será substituído por Cody Parkey.

Nota: 7,0

 

Detroit Lions

Chegaram: RB LeGarrette Blount (Eagles), OL Kenny Wiggins (Chargers), LB Devon Kennard (Giants), LB Christian Jones (Bears), CB DeShawn Shead (Seahawks)

Renovaram: RB Zach Zenner, DE Ziggy Ansah (Franchise Tag), LB Nick Bellore, CB Nevin Lawson, S Tavon Wilson, LS Don Muhlbach

Sairam: TE Eric Ebron (Colts), TE Darren Fells (Jaguars), DT Haloti Ngata (Eagles), LB Tahir Whitehead (Raiders), CB DJ Hayden (Jaguars)

A notícia mais importante vinda de Detroit nessa Free Agency já havia chegado antes mesmo da abertura do mercado: a aplicação da Franchise Tag no DE Ziggy Ansah. Assim, ele e o técnico Matt Patricia ganham um ano trabalhando juntos, antes de as partes resolverem sobre uma extensão contratual mais longa. Depois disso, o Lions focou mais em peças de apoio do que em novos protagonistas para o time. Devin Kennard chega para ajudar Ansah no pass rush, enquanto a renovação de Nevin Lawson e a contratação de DeShawn Shead buscam fortalecer a secundária. No ataque, a principal novidade é a chegada do veterano RB LeGarrette Blount, campeão dos 2 últimos Super Bowls com Patriots e Eagles, que chega para ser uma alternativa mais física em relação a Ameer Abdullah e Theo Riddick. Quem saiu foi o TE Eric Ebron, escolha de primeira rodada que nunca rendeu o que se esperava dele.

Nota: 6,0

 

Green Bay Packers

Chegaram: QB DeShone Kizer (Browns, via troca), TE Jimmy Graham (Seahawks), DL Muhammad Wilkerson (Jets)

Renovaram: ninguém

Sairam: WR Jordy Nelson (Raiders), G Jahri Evans (Free Agent), LB Ahmad Brooks (Free Agent) DB Damarious Randall (Browns, via troca), S Morgan Burnett (Free Agent)

Foram “apenas” duas contratações na Free Agency. E faço questão de colocar a palavra apenas entre aspas porque, após os muitos anos de abordagem extremamente conservadora de Ted Thompson, as chegadas de Jimmy Graham e Muhammad Wilkerson podem representar o começo de uma mudança de paradigma em Green Bay. Graham vem para ser o principal alvo de Aaron Rodgers na red zone, algo que passou a ser muito necessário após o corte de Jordy Nelson. Wilkerson não andava lá muito motivado após assinar uma gorda renovação contratual no Jets, mas o acordo de apenas 1 ano em Green Bay deve  mante-lo perto da sua melhor forma sempre. Se isso acontecer, o Packers ganha um DL ótimo contra a corrida e que facilitará muito o trabalho do pass rush. Destaque também para a troca que trouxe DeShone Kizer, que poderá desenvolver seu grande potencial sem a pressão que tinha por ser titular em Cleveland. Na mesma negociação, foi embora Damarious Randall, o que deixou um buraco na secundária. O time tentou contratar Kyle Fuller, mas não conseguiu. Reforços para o setor terão que vir no draft.

Nota: 7,0

 

Minnesota Vikings

Chegaram: QB Kirk Cousins (Redskins), QB Trevor Siemian (Broncos, via troca), DL Sheldon Richardson (Seahawks)

Renovaram: RB Mack Brown, S Anthony Harris

Sairam: QB Case Keenum (Broncos), QB Teddy Bridgewater (Jets), QB Sam Bradford (Cardinals), RB Jerick McKinnon (49ers), CB Tramaine Brock (Broncos)

Veio do Vikings a contratação mais impactante de toda a Free Agency: Kirk Cousins. Deixando de lado tudo o que essa contratação pode representar para o mercado de QBs no futuro, dentro de campo o Vikings ganha um QB mais talentoso que Case Keenum e sem os problemas físicos de Teddy Bridgewater e Sam Bradford – todos eles deixaram Minnesota. O reserva de Cousins será Trevor Siemian, que veio em uma troca com o Denver Broncos. Além do QB, chegou outro reforço de peso, só que para a defesa: Sheldon Richardson, que tem tudo para formar uma linha defensiva dominante junto com Everson Griffen e Linval Joseph. Além dos QBs, quem também deixou o time foi o versátil running back Jerick McKinnon. Seu espaço no time provavelmente será preenchido por Dalvin Cook, que passou boa parte de sua temporada de calouro lesionado.

Nota: 8,0

NFC SUL

 

Atlanta Falcons

Chegaram: G Brandon Fusco (49ers)

Renovaram: OT Austin Pasztor, DB Leon McFadden, K Matt Bryant

Sairam: WR Taylor Gabriel (Bears), DT Dontari Poe (Panthers), DE Adrian Clayborn (Patriots)

Com pouco espaço no teto salarial, e ainda vivendo a expectativa pelo impacto no teto da bolada que em breve será destinada a Matt Ryan, o Atlanta Falcons agiu de maneira bem discreta no mercado. A única contratação foi o irregular guard Brandon Fusco, que estava no 49ers. Não bastasse isso, jogadores importantes ainda deixaram o time, como Taylor Gabriel e, especialmente, Dontari Poe e Adrian Clayborn, figuras que – ainda que talvez não fossem titulares absolutos caso continuasse no time – seriam importantes na rotação da linha defensiva. A principal renovação foi a do veteraníssimo kicker Matt Bryant, de 42 anos, e que assinou por mais 3 temporadas.

Nota: 4,5

 

Carolina Panthers

Chegaram: WR Torrey Smith (Eagles, via troca), OT Zach Banner (Browns), DT Dontari Poe (Falcons)

Renovaram: DE Julius Peppers, K Graham Gano

Sairam: RB Jonathan Stewart (Giants), TE Ed Dickson (Seahawks), G Andrew Norwell (Jaguars), DT Star Lotulelei (Bills), CB Daryl Worley (Eagles, via troca), DB Teddy Williams (Giants), S Kurt Coleman (Saints)

O Panthers foi outro time que até aqui perdeu mais do que ganhou. A saída mais sentida foi a do guard Andrew Norwell, que foi ganhar uma fortuna em Jacksonville. O talentoso porém inconstante defensive tackle Star Lotulelei foi se reencontrar com Sean McDermott em Buffalo – para o seu lugar chegou Dontari Poe, do rival Falcons. Houve até o curioso caso da “perda” de um jogador recém contratado: o CB Bashaud Breeland tinha tudo acertado com o Panthers, mas seu contrato foi anulado após ele ser reprovado nos exames físicos devido a uma lesão no pé sofrida nas férias. Breeland viria para ocupar o lugar do CB Daryl Worley, trocado para o Philadelphia Eagles pelo WR Torrey Smith, que chega para ser o alvo em profundidade para Cam Newton que estava em falta desde a saída de Ted Ginn. As principais renovações foram a do ainda muito eficiente DE Julius Peppers e do kicker Graham Gano.

Nota: 5,0

 

New Orleans Saints

Chegaram: QB Tom Savage (Texans), G Jermon Bushrod (Dolphins), LB Demario Davis (Jets), CB Patrick Robinson (Eagles), S Kurt Coleman (Panthers)

Renovaram: QB Drew Brees, DE Alex Okafor, DE George Johnson

Sairam: QB Chase Daniel (Bears), G Senio Kelemete (Texans), CB Delvin Breaux (Free Agent), DB Rafael Bush (Bills), S Kenny Vaccaro (Free Agent)

O New Orleans Saints tinha uma missão bem específica: renovar o contrato de Drew Brees. Demorou um pouco, a torcida com certeza ficou assustada, mas no fim tudo deu certo e o maior jogador da história da franquia continuará por lá pelos próximos 2 anos. Além disso, Mickey Loomis e Sean Payton trouxeram reforços pontuais para substituir jogadores que saíram, e eles agiram muito bem: na secundária, Patrick Robinson e Kurt Coleman entram nos lugares de Delvin Breaux e Kenny Vaccaro. Na linha ofensiva, Jermon Bushrod ocupará a vaga de Senio Kelemete. Outra contratação interessante é a do veterano LB Demario Davis. Boas peças de apoio para complementar o grupo liderado por Brees e pelo ótimo núcleo de jovens jogadores.

Nota: 7,5.

 

Tampa Bay Buccaneers

Chegaram: C Ryan Jensen (Ravens), DL Beau Allen (Eagles), DE Vinny Curry (Eagles), DE Mitch Unrein (Bears), K Chandler Catanzaro (Jets)

Renovaram: QB Ryan Fitzpatrick, RB Peyton Barber, WR Mike Evans, TE Cameron Brate, DE Will Clarke, LB Adarius Glanton, CB Brent Grimes, S Keith Tandy

Sairam: RB Doug Martin (Raiders), DT Chris Baker (Bengals), S T.J. Ward (Free Agent)

A primeira ação do Bucs na Free Agency foi garantir as renovações contratuais dos dois alvos favoritos do QB Jameis Winston: Mike Evans e Cameron Brate. O mesmo foi feito na secundária, com o interminável CB Brent Grimes. As principais novidades na defesa são dois linhas defensivas que foram campeões do Super Bowl por Philadelphia: Beau Allen, que chega para dar um suporte na defesa contra o jogo terrestre e Vinny Curry, que vem para melhorar um dos piores pass rushes de 2017. No ataque, Ryan Jensen, center ex-Ravens que ganhará um dos maiores salários da posição em toda a NFL, e que deve fazer Ali Marpet se deslocar para a função de guard. Além deles, chega também Chandler Catanzaro, que tentará finalmente fazer o torcedor parar de se preocupar com kickers.

Nota: 7,5

Concorda com as notas? Vê alguma grande diferença? Não deixe de comentar através das mídias sociais ou mesmo usando a caixa de texto abaixo. COMENTE!

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe