quinta-feira, 15 de Março de 2018

Compartilhe

A nossa  Draft Season já começou e está a todo vapor na Liga dos 32! Após o sucesso da última temporada, o Mock com 5 opções para cada time está de volta. Nesse modelo, são apresentadas cinco opções de jogadores para cada franquia, levando em conta as respectivas necessidades das franquias e quais os jogadores estão cotados para cada escolha do Draft. Vamos conferir

LEIA MAIS: Mock Draft com 5 opções – 1ª a 8ª escolha

9ª Escolha – logo 49ersSan Francisco 49ers
RB – Saquon Barkley (Penn State)

Com a tendência de sair vários quarterbacks no top 10 do Draft, o 49ers tem alguma chance, mesmo que seja muito pequena, de ter Saquon Barkley disponível em sua escolha, o que seria perfeito para a equipe da Califórnia já que Carlos Hyde está agora no Browns.

Barkley é um jogador especial em uma classe especial. Um dos melhores prospecto de RB que eu vi na vida, o ex jogador da Penn St. é a proporção perfeita de força, explosão, velocidade, agilidade (com a bola na mão ou correndo rotas), com ótimas mãos para receber passes e com muita inteligência, seja para achar espaços, pular adversários ou até proteger o QB dentro do Pocket.

LBs – Roquan Smith (Georgia) e Tremaine Edmunds (Virginia Tech)
Linebacker é a Need (necessidade) principal hoje do 49ers, e chegando na nona escolha a equipe poderá  escolher entre dois jogadores especiais e da mesma posição, porem com características diferente.

Se a equipe quiser um cara que pode jogar de Middle Linebacker ou Inside Linebacker, um jogador que será o líder de uma defesa principalmente chamando as jogadas defensivas e coordenando todas as ações de seus companheiros, com intensidade, velocidade e um instinto fora do comum, o 49ers irá escolher Roquon Smith de Georgia.

Se a equipe quiser um playmaker defensivo, uma máquina que poderá fazer uma jogada espetacular a qualquer momento do jogo, um “freak” físico com um porte de um pass rusher, mas que é especial jogando no campo inteiro, fazendo tackles, cobrindo passes ou destruindo o QB em Blitz, porém com uma técnica e instinto que ainda precisarão ser refinados, muito por conta de sua idade, apenas 19 anos, a equipe terá que escolher Tremaine Edmunds, de Virginia Tech.

OG – Quenton Nelson (Notre Dame)
A equipe perdeu a disputa para o Jaguars tentando adquirir o Guard All-Pro Andrew Norwell, e ainda busca um Guard titular, mesmo com a contratação do ótimo Center Weston Richburg. E chegando na nona escolha Quenton Nelson poderá está disponível, o que seria bastante difícil assim como Saquon Barkley.

Nelson é um jogador especial também, um dos melhores Guards das ultimas classes e que terá impacto de imediato em qualquer equipe, muito por conta de sua técnica totalmente refinada, e um porte físico invejável para um Guard.

S – Derwin James (Florida State)
Uma outra opção interessante para o 49ers é Derwin James. Com a saída de Eric Reid, o Safety de Florida State poderá ser uma aquisição muito valiosa defensivamente. Um S moderno, com uma explosão física muito grande combinado com uma velocidade impressionante, junte a isso com uma capacidade acima da média de fazer tackles, James é o jogador perfeito para qualquer equipe que tenha dificuldades em defender os novos métodos ofensivos, como a RPO.

LEIA MAIS: Mock Draft 2018: André Oliveira 1.0

10ª Escolha – logo raidersOakland Raiders
LBs – Roquan Smith (Georgia) e Tremaine Edmunds (Virginia Tech)

Assim como o Niners, o Raiders tem como LB a principal necessidade defensiva e poderá fazer a mesma escolha que o Niners ou apenas pegar o LB que sobrar, o ideal para essa defesa seria Roquan Smith, para liderar uma defesa que mesmo com Khalil Mack, precisa urgentemente de um líder.

CB – Denzel Ward (Ohio State)
Assim como LB, a secundária é uma necessidade obvia para o Raiders, Denzel Ward poderá reeditar a ótima dupla de CB de Ohio State com Gareon Conley e elevar de nível a posição para o Raiders. Ward é um CB que não é grande, porém joga alto, com muita velocidade, agilidade e sempre fazendo contato ao adversário, o jogador de Ohio é sem dúvidas o melhor da posição do Draft.

S – Derwin James (Florida State)
Reggie Nelson é Free Agency e pode não voltar a equipe e Obi Melifonwu está voltando de uma lesão no joelho, sobrando apenas Karl Joseph como safety. Isso pode fazer o Raiders virar os holofotes para o ótimo Derwin James, que faria uma dupla muito interessante com Joseph e ajudaria a melhorar muito a secundária da equipe.

DT – Vita Vea (Washington)
Outra grande opção para o Raiders, é realmente GRANDE. Vita Vea é o principal Defensive Tackle do Draft e fará qualquer DL subir de nível instantaneamente, principalmente defendendo o jogo terrestre adversário.
O jogador pode facilmente ser um Nose Tackle em uma DL de 3 jogadores ou um Defensive Tackle em uma DL de 4, contribui com o Pass Rusher empurrando bastante o Center e abrindo espaço para blitzes ou para seus companheiros da DL, e graças a suas ótimas medidas para posição e uma  técnica especial  o torna um jogador muito bom parando jogadas terrestres.

11ª Escolha –logo dolphinsMiami Dolphins

LBs – Roquan Smith (Georgia), Tremaine Edmunds (Virginia Tech)
O Dolphins cortou Lawrence Timmons que foi um vexame para a equipe, e assim como Raiders e 49ers estará procurando um LB no draft para liderar sua defesa e fazer companhia para Kiko Alonso, Raekwon McMillan (que se lesionou em sua primeira temporada) e Stephone Anthony.
Seja Tremaine Edmunds ou Roquan Smith a equipe se dará bem na escolha por ser dois jogadores especiais.

OG – Quenton Nelson (Notre Dame)
O Dolphins está claramente atrás de um Guard titular, e mesmo que consiga fechar com Josh Sitton na free agency, se Quenton Nelson estiver disponível a equipe não poderá deixar passar. Um jogador que fará a linha ofensiva da equipe subir muito de nível, seja no jogo terrestre ou protegendo Ryan Tanehill.
Nelson será importante também por sua capacidade de bloqueio em passes curtos, sua velocidade para um guard é muito acima da média, podendo fazer tackles no segundo ou no terceiro nível defensivo com facilidade e acompanhar um WR ou um RB até a end zone fazendo bloqueios, jogadas que o Dolphins utiliza muito.

RB – Derrius Guice (LSU)
Até o inicio da janela de transferência essa opção seria um Wide Receiver, com a chegada de Danny Amendola e Albert Wilson rsrsrsrs… a equipe não deverá escolher um WR logo na primeira rodada como Calvin Ridley. Com isso passamos a próxima necessidade do Dolphins que é ter um RB acima da média e Derrius Guice é muito. O Ex LSU é o segundo melhor RB do Draft, e um jogador que combina explosão física e velocidade muito bem, sendo capaz de ganhar muitas jardas em todos toques na bola.

DT – Vita Vea (Washington)
Com o corte de N.Suh, o Dolphins vira as atenções para um novo jogador de linha defensiva, e Vita Vea poderá ser o fit perfeito para atuar na posição e formar uma boa DL com Cameron Wake, Charles Harris e Robert Quinn. Com a saída de Suh, o Dolphins terá que buscar urgente a reposição, Jordan Phillips não é um jogador confiável  e sem Suh a tendência é que a defesa ao jogo terrestre caia bastante, com Vea isso seria facilmente solucionado.

12ª Escolha –logo billsBuffalo Bills

OT – Connor Williams (Texas) e Mike McGlinchey (Notre Dame)
Eu acredito que o Buffalo Bills não irá escolher aqui, por que acho que irão utilizar essa escolha para subir no draft e selecionar seu quarterback.
Porém como não aconteceu nada de troca ainda, voltamos a décima segunda escolha. Nessa Free Agency a equipe perdeu o ótimo Cody Glenn via trade com o Cincinnati Bengals, e existe a necessidade de repor o jogador.
Connor Willians de Texas é o meu OT#1 e possivelmente estará disponível nessa escolha, O jogador desfruta de uma envergadura invejável e uma técnica tanto com as mãos como com os pés bastante apurada.
O meu OT#2 está muito próximo a Willians, Mike McGlinchey é o Tackle mais técnico do Draft, com um teto de talento até mais alto que o jogador de Texas, porém a diferença de força física é um diferencial que não pode deixar de lado.

QB – Lamar Jackson (Louisville), Josh Allen (Wyoming) e Mason Rudolph (Oklahoma St.)
Mesmo com a contratação de AJ McCarron, o Bills deverá selecionar o tão sonhado QB da franquia nesse draft e tem muitas escolhas disponíveis para isso.
Escolhendo na décima segunda escolha, tanto Sam Darnold, Josh Rosen e Baker Mayfield dificilmente estariam disponíveis, com isso sobrará essas três opções.

Lamar Jackson de Louisville pode estar longe de ser o melhor QB do Draft, porém sem duvidas é a melhor arma ofensiva entre todos eles. Com uma força física muito grande, uma grande velocidade, força no braço e uma capacidade de criar jogadas com os pés muito acima da média entre os QBs.

Josh Allen é o mais cru entre todos os QBs desse draft, porém suas medidas fantásticas para um QB, uma força do braço fora do comum, por já atuar em Wyoming com um sistema de jogo parecido com o da NFL e um teto de talento relativamente alto, o Bills poderá fazer de Allen a escolha perfeita para a franquia.

Mason Rudolph é um QB que poucos depositam esperanças mas que eu não desconsidero nessa primeira rodada. O jogador tem problemas com sua precisão e a força do seu braço, mas é ótimo fazendo leituras em campo, tem um ótimo release, e em um time que possa dar tempo para seu desenvolvimento, poderá se tornar um QB confiável na NFL. Com a chegada de McCarron por 2 anos, seria o tempo suficiente para Rudolph chegar a um bom nível e ser o futuro do Bills.

LEIA MAIS: Mock Draft 2018: João Gabriel Gelli 1.0

13ª escolha –logo redskinsWashington Redskins

S – Derwin James (Florida State)
O Redskins precisa urgentemente melhorar sua secundária, não sabendo o futuro do SS/LB Su’a Cravens, a saída de Breeland para o Panthers, e a troca que levou Kendall Fuller para o Chiefs, James seria a escolha perfeita para a equipe de DC.
O Ex FSU possui uma capacidade física assim como um instinto muito acima da média, podendo atuar em praticamente todas as posições da secundária e em jogadas terrestres entrar dentro do Box como um LB hibrido.

CBs – Denzel Ward (Ohio State) e Josh Jackson (Iowa)
Ward poderia fácilmente substituir Breeland no outside da equipe ou até Kendall Fuller no Slot, é um jogador com bastante velocidade e facilidade para fazer tackles. Para uma equipe que necessita de talento na secundária, o Redskins não poderá passar Ward.

Josh Jackson atuou pouco no College, porém suas medidas fantásticas para um CB e sua alta capacidade de fazer grandes jogadas durante uma partida o tornam um jogador especial nesse draft. Dono de longos braços, e uma capacidade de marcar WRs mais altos, principalmente na red zone, o Redskins estará tranquilo se tiver Jackson em sua equipe.

DT – Vita Vea (Washington) e Da’Ron Payne (Alabama)
O Redskins precisa urgentemente de um DT para liderar o tão contestado centro de sua linha defensiva e definitivamente defender o jogo terrestre adversário.

Vita Vea seria o jogador ideal para ocupar esse espaço e fazer uma grande dupla com Jonathan Allen, mesmo sendo bastante pesado, o ex Washington, já está pronto para contribuir já na primeira semana.

Da’Ron Payne é um jogador que eu gosto muito, e sendo escolhido pelo Redskins irá reencontrar seu velho companheiro de Alabama, Josh Allen e formar uma DL que dominou o College Football.  Payne possui uma combinação perfeita de atleticismo e força bruta. Pode ser tanto um bom Run Stuffer (parando jogadas terrestre), como contribuir bastante no pass rusher utilizando sua força e destruindo o Center adversário.

14ª escolha –logo packers Green Bay Packers

CBs – Denzel Ward (Ohio State), Josh Jackson (Iowa)
Lá se foi mais um ano, e o Packers continuou sofrendo com sua secundária e ainda perdeu Damarious Randall para o Browns em uma trade. Para resolver isso a equipe poderá buscar um dos bons CBs do Draft.

Denzel Ward poderá chegar na décima quarta escolha, mesmo achando bastante difícil, seria a escolha perfeita para o Packers, adicionando velocidade ao setor e sendo o principal CB da equipe.

Josh Jackson é bem mais fácil estar disponível, e poderá fazer uma dupla de CB bem altos com Kevin King.  Dono de 8 interceptações na ultima temporada, Jackson não é o CB mais rápido, mas sempre está de olho na bola e com ajuda dos seus braços longos, consegue desviar muitos passes ou atrapalhar bastante os WRs adversários. Com a atual necessidade do Packers, Jackson seria uma escolha bastante interessante.

WR – Calvin Ridley (Alabama)
Com a saída de Jordy Nelson, o Packers poderá repor com o melhor WR da classe, e dar mais uma arma que nas mãos de Aaron Rodgers poderá se transformar em uns dos principais WRs da NFL, principalmente pela sua versatilidade. Ridley é um jogador muito rápido, ágil, com ótimas mãos e o principal, executa praticamente todas as rotas que um WR pode fazer. Com Devante Adams se tornando o principal recebedor de Rodgers, e Cobb entrando em seu ultimo ano de Packers, ter Ridley deixaria esse ataque mortal.

DE – Marcus Davenport (UTSA) e Harold Landry (Boston College)
Mesmo com a ótima aquisição de Mu Wilkerson, o Packers pode melhorar seu pass rusher que conta com Clay Matthews já em queda de produção.

Marcus Davenport é uma maquina física, com medidas espetaculares, e uma explosão e força que o diferencia para os outros jogadores da classe. É um jogador que poderá estar sempre em campo (nas 4 descidas) muito por conta de também ser bom em jogadas terrestres.

Harold Landry se assemelha mais a Clay Matthews por ser um EDGE puro, embora não tenha uma altura ideal para a posição, compensa isso com muita explosão, vontade, velocidade e força, sendo o terror para qualquer OT por nunca desistir de uma jogada, se movimentando muito. Um jogador que se mostrou especial em toda sua carreira em Boston College.

15ª Escolha –logo cardinalsArizona Cardinals

QB – Lamar Jackson (Louisville), Josh Allen (Wyoming) e Mason Rudolph (Oklahoma St.)
Mesmo apostando em Sam Bradford na free agency o Cardinals deverá escolher seu QB do futuro nesse draft e assim como o Buffalo Bills, poderá ter essas 3 opções disponível.

Josh Allen nesse caso seria o meu preferido para atuar em Arizona pelo seu estilo d jogo,  porém Lamar Jackson junto a David Johnson em um plano de jogo bem desenhado, poderá causar grandes estragos terrestres e aéreos.

WR – Calvin Ridley (Alabama)
O Cardinals perdeu John Brown na free agency, e futuro Hall da Fama, Larry Fitzgerald está em seu ultimo ano de NFL. Com Calvin Ridley a equipe de Arizona dará uma arma bastante rápida, ágil e versátil para Sam Bradford que gosta de passes rápidos. Uma grande necessidade para uma equipe que terá uma grande reconstrução de seu ataque com a saída do HC Bruce Arians.

OT – Mike McGlinchey (Notre Dame)
Linha ofensiva também é uma necessidade clara para o Cardinals que hoje possui em D.J. Humphries (meu deus), seu jogador mais confiável na posição de Tackle, ainda mais contando com Sam Bradford como QB…
MicGlinchey possui um grande talento, é o OT mais técnico do Draft e seria um upgrade muito grande e necessário para o Cardinals.

16ª Escolha –logo ravensBaltimore Ravens

RB – Darrius Guice (LSU)
Mesmo com a alta produtividade de Alex Collins no final da ultima temporada, o Ravens precisa de um RB que possa estar nas 4 descidas ofensivas e que seja uma grande ameaça a cada toque na bola, tirando o peso dos braços do limitado, as vezes patético, as vezes elite, o QB Joe Flacco. Guice seria fantástico no Ravens, muito por sua capacidade física e sua grande explosão.

WR – Courtland Sutton (SMU) e Calvin Ridley (Alabama)
Outro grande problema para o Ravens é em seus recebedores. A equipe contratou na free agency John Brown ex Cardinals que ajudará muito, porém cortou Jeremy Maclin e teve o bust confirmado de Breshad Perriman.
Ridley seria o WR perfeito para o Ravens, a versatilidade do jogador faria dele o principal jogador da posição, e possivelmente o alvo preferido de Joe Flacco, porém Courtland Sutton é certamente o WR dos sonhos de Joe Flacco. O jogador é alto, rápido e físico, conseguindo correr as rotas em profundidade e disputar a bola no alto com os CBs adversários

OT – Connor Williams (Texas), Mike McGlinchey (Notre Dame)
Com a saída de Austin Howard o Ravens terá que buscar um jogador para ser o oposto de Ronnie Stanley, e tanto como Connor Williams como Mike McGlinchey seriam ótimos jogadores para manter um ótimo nivel em uma linha ofensiva que já conta também com o ótimo Marshal Yanda.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe