sexta-feira, 9 de Março de 2018

Compartilhe

A Draft Season está a todo vapor na Liga dos 32! Durante a semana foi iniciado o período dos Mock Drafts e, após o sucesso da última temporada, novamente teremos o Mock com 5 opções para cada time. Nesse modelo, são apresentadas cinco opções de jogadores para cada franquia, levando em conta as respectivas necessidades das franquias e quais os jogadores estão cotados para cada escolha do Draft. Vamos conferir

1ª Escolha – logo browns Cleveland Browns

QBs Josh Rosen (UCLA), Sam Darnold (USC), Baker Mayfield (Oklahoma) e Josh Allen (Wyoming)

O Browns pegar um quarterback na primeira escolha geral seria a opção mais lógica. Cleveland está há anos procurando um signal-caller capaz de encerrar a bizarra sequência de fracassos na posição e a classe desse ano tem muitos jogadores talentosos e com características diferentes.

Rosen é o meu QB #1 dessa classe e o mais pronto para ser titular de imediato. O ex-Bruins é um clássico pocket passer com ótima mecânica, precisão nos passes e um ótimo trabalho de pés. Darnold é o meu QB #2 e o que eu vejo com maior potencial, possuindo bom braço, boa mobilidade, porte físico, precisão e uma habilidade avançada capacidade de fazer todas as leituras do campo de jogo durante as jogadas.

Mayfield foi o jogador mais eletrizante do College Football na última temporada e, apesar de não possuir um porte ideal para a posição, possui talento para ser franchise quarterback. O ex-Sooner pode ter a opção ideal em ataques que utilizam spread offense e tirem proveito de sua capacidade de estender jogadas de dentro do pocket, precisão e habilidade de processar rapidamente o campo de jogo.

Por fim, Allen é um dos jogadores mais polarizantes da classe e os motivos são óbvios. Fantásticas medidas para a posição, ótima personalidade, além de um braço extremamente forte e capaz de fazer passes fantásticos. Entretanto, o que vai realmente definir o quanto de sucesso Josh Allen terá na NFL é a parte mental do jogo, aspecto que ele ainda precisa evoluir bastante.

RB Saquon Barkley (Penn St)

Por si só, o fato de um running back ser uma opção para a primeira escolha geral em pleno ano de 2018 e em uma classe tão promissora já mostra o quão bom é Saquon Barkley. Na minha opinião, escolher Barkley na frente de um quarterback seria um erro, mas em talento o jogador é inquestionável. O ex-RB de Penn St é o protótipo do RB ideal, com fantásticas capacidades físicas, como explosão e agilidade, e habilidade de contribuir de várias formas seja correndo com a bola, recebendo passes, retornando chutes e até mesmo protegendo o quarterback em blitzes.

2ª Escolha –  logo giants New York Giants

QBs Josh Rosen (UCLA), Sam Darnold (USC) e Baker Mayfield (Oklahoma)

Tendo completado 37 anos em 2018, o peso da idade sobre Eli Manning tem sido cada vez mais evidente. Apesar de acreditar que o jogador ainda possua gás para ser titular por mais 1 ou 2 anos, a escolha de um sucessor possibilitaria uma transição rápida e sem sofrimento na posição mais importante do esporte.

Ser escolhido pelo Giants seria a situação mais favorável para um jogador da posição. O jovem quarterback não só teria a tutela de um experiente jogador como também trabalharia com o HC Pat Shurmur, que é conhecido por ter feito ótimos trabalhos com quarterbacks de características diferentes.

RB Saquon Barkley (Penn St)

A escolha de um não-QB na segunda escolha geral vai depender de como o novo regime enxerga a situação de Eli Manning e de Davis Webb, o qual foi escolhido na terceira rodada do último Draft. Se o time realmente acredita que Webb pode ser o sucessor de Eli (o que eu tenho minhas dúvidas), pode optar por adicionar o dinâmico RB ao seu backfield. A presença de Barkley ao lado de Odell Beckham Jr., Evan Engram e Sterling Shepard ofereceria um talentosíssimo e jovem conjunto de “armas” para o ataque do Giants.

OG Quenton Nelson (Notre Dame)

A qualidade da linha ofensiva do Giants já é um assunto recorrente há um bom tempo e algo que o novo GM Dave Gettleman tem frisado bastante é a necessidade de buscar mais talento para o setor. Caso opte por fazer isso com sua primeira escolha, o Giants pode ir atrás de Quenton Nelson.

Apesar de jogar em uma posição não tão valiosa, Nelson tem potencial para ser All-Pro e se tornar um dos melhores de toda a liga rapidamente. Alto, extremamente forte e muito desenvolvido tecnicamente, o ex-Irish ajudaria bastante tanto na proteção ao quarterback como também na abertura de lacunas para o jogo corrido.

3ª Escolha – logo coltsIndianapolis Colts

DE Bradley Chubb (North Carolina St)

Chubb é a escolha mais popular em vários mocks e por razões óbvias. O jogador é o melhor da posição na classe e joga em uma posição de necessidade para o Colts. Além de muito atlético e produtivo, Chubb possui medidas muito boas para a posição, possui técnica para ter sucesso na NFL e ainda possui uma versatilidade que o torna capaz de atuar em um considerável número de posições no front seven.

RB Saquon Barkley (Penn St)

No fim do ano passado, Jim Irsay falou sobre a possibilidade de conseguir Andrew Luck ter seu próprio “Edgerrin James”. Obviamente o dono do Colts não será o responsável pelo Draft do time, mas o ponto que Irsay tocou é válido. A presença de um jogador especial como Barkley no backfield ajudaria bastante a aliviar um pouco da responsabilidade em cima de Andrew Luck.

OG Quenton Nelson (Notre Dame)

O principal motivo do Colts estar escolhendo no Top 3 esse ano é a incapacidade de diminuir a quantidade de pancadas em cima de Andrew Luck.  Nessa offseason, o Colts deve ser bastante ativo na procura por melhorias para a linha ofensiva e uma das opções é utilizar a primeira escolha geral em Quenton Nelson.

LBs Tremaine Edmunds (Virginia Tech)

Edmunds é um nome que tem subido bastante nos boards recentemente e é fácil entender o porquê. Com 1,96m e 113 kg aos 19 anos, o versátil linebacker é um raro jogador que combina fantástico porte físico e atleticismo com uma absurda produtividade dentro de campo. Como esperado de um jogador tão jovem, Edmunds ainda precisa evoluir a parte mental do jogo e não possui instintos tão refinados para a posição, mas o seu potencial é gigantesco e, caso seja bem desenvolvido, pode ser um dos melhores da NFL por muitos anos.

DB Minkah Fitzpatrick (Alabama)

É meio improvável que o Colts selecione outro DB com a 3ª escolha após utilizar suas duas primeiras escolhas do último Draft em reforços para o setor, mas Minkah Fitzpatrick não deixa de ser uma opção. O ex-Crimson Tide é muito versátil, sendo capaz de atuar em qualquer posição da secundária apesar de ser mais naturalmente um Safety. Fitzpatrick tem uma considerável experiência, tendo sido titular desde o seu ano de calouro em Alabama, o que é um grande feito considerando o constante número de talentos a disposição de Nick Saban.

4ª Escolha – logo browns Cleveland Browns

QBs Baker Mayfield (Oklahoma) e Josh Allen (Wyoming)

Caso opte por selecionar Barkley na primeira escolha, provavelmente o Browns deve utilizar sua segunda escolha em um quarterback. Apesar de não ser impossível, é improvável que Rosen e Darnold ainda estejam disponíveis na 4ª escolha. Entretanto, nomes como Mayfield e Allen ainda devem estar nos boards.

RB Saquon Barkley (Penn St)

Sair do Draft com um combo de Rosen/Darnold e Barkley seria o cenário ideal para o Browns e proporcionaria um backfield extremamente promissor e capaz de trazer algum sucesso para a franquia de Cleveland por um bom tempo.

DB Minkah Fitzpatrick (Alabama)

A presença de Fitzpatrick ajudaria MUITO a secundária do Browns não só na questão de talento como também de liderança. A versatilidade do jogador também seria algo muito bem-vindo para um jogador como Jabrill Peppers, que poderia ser mais utilizado próximo a linha de scrimmage em uma função mais natural para suas características.

DE Bradley Chubb (Nprth Carolina St)

Defensive End deve ser uma das menores necessidades do Browns, mas Chubb merece sim ser uma opção para a 4ª escolha. Cleveland já conta com o ótimo Myles Garrett, além do sólido Emmanuel Ogbah e opções como Carl Nassib e Nate Orchard que proporcionam certa profundidade no elenco. Entretanto, Chubb é mais talentoso que todos os defensive ends do time com exceção de Myles Garrett. Outro fator crucial seria a versatilidade não só de Chubb como também dos jogadores atuais de Cleveland. Tanto Garrett como Ogbah são capazes de atuar no interior da linha em situações específicas. Times como o Giants, Texans e mais recentemente o Jaguars tiveram bastante sucesso recheando o elenco com pass rushers e utilizando-os inclusive de forma simultânea em situações de pass rush.

5ª escolha – logo broncos Denver Broncos

QBs Baker Mayfield (Oklahoma) e Josh Allen (Wyoming)

Particularmente acho o Elway um bom GM, mas se tem algo que ele tem falhado bastante é em achar um quarterback após a aposentadoria de Peyton Manning. Nem Siemian, nem Paxton Lynch e muito menos Brock Osweiller serão a solução para a posição e a essa altura todo mundo dentro da organização sabe disso. Caso o Broncos não consiga trazer Kirk Cousins, certamente o time deve ir atrás de um quarterback com a sua primeira escolha.

Assim como na escolha do Browns, acho bastante improvável que os dois melhores prospectos da posição estejam disponíveis depois da 3ª escolha, deixando o Broncos (caso o time opte por não subir no Draft) com Mayfield e Allen como opções mais realistas que, apesar de serem menos talentosas, ainda assim são bastante promissoras.

OG Quenton Nelson (Notre Dame)

Outro setor que tem dado bastante dor de cabeça recentemente é a linha ofensiva, então é meio óbvio que selecionar o melhor jogador de linha da classe seja também uma opção viável, ainda mais se o time conseguir trazer Kirk Cousins para ser seu franchise quarterback.

LB Tremaine Edmunds (Virginia Tech)

Apesar de ainda possuir um setor muito talentoso, foi visível a ligeira queda de produção da defesa do Broncos no ano passado e um dos motivos disso ter acontecido foi justamente a queda de produção dos linebackers. A vinda de Edmunds adicionaria ainda mais explosão ao front seven de Denver, sem falar que a habilidade do jogador em ser bastante efetivos em blitzes seria muito bem-vinda.

DE Bradley Chubb (North Carolina St)

A vinda de Chubb tornaria um pass rush que já é forte ainda mais intimidante. O jogador seria um encaixe natural na defesa de Vance Joseph e também contribuiria bastante na defesa contra o jogo corrido adversário.

6ª escolha – logo jetsNew York Jets

QB Baker Mayfield (Oklahoma) e Josh Allen (Wyoming)

A situação do Jets é similar ao do Broncos. Nenhuma das opções atuais do time oferecem muita coisa e a franquia deve ir forte atrás de um quarterback nessa offseason. Com bastante cap disponível, o Jets deve ir forte atrás de Cousins, mas caso não consiga convencer o quarterback a vir para NY, a franquia pode optar por escolher um quarterback com sua primeira escolha do Draft.

DE Bradley Chubb (North Carolina St)

Caso consiga contratar Kirk Cousins, as atenções para a primeira escolha do time devem ser direcionadas para outro setor como o pass rush. Jordan Jenkins e Lorenzo Mauldin não oferecem muita coisa e o corte de Mo Wilkerson foi justificado, deixando o time com uma urgente necessidade de adicionar jogadores capazes de pressionar o quarterback adversário.

LB Tremaine Edmunds (Virginia Tech)

Edmunds seria outra opção para reforçar o front seven e que também possui habilidade e pode ser bastante promissor como edge rusher no esquema defensivo de Todd Bowles.

CB Denzel Ward (Ohio State)

Apesar de ser uma opção menos talentosa que os dois nomes defensivos anteriormente citados, Ward atua em uma posição que também é uma grande necessidade para a franquia. Há muitas incertezas rodando o grupo de cornerbacks do time, com Claiborne indo para a Free Agency e Buster Skrine correndo risco de ser cortado. O ótimo desempenho de Ward no NFL Combine juntamente com sua ótima tape vai fazer o jogador subir bastante nos boards. O ex-Buckeyes é ligeiramente pequeno, mas é bastante rápido, ágil, sabe quando a bola está vindo em sua direção e também possui experiência como outside CB e nickel CB.

7ª Escolha – logo buccaneersTampa Bay Buccaneers

DB Minkah Fitzpatrick (Alabama)

Justin Evans parece ter um futuro promissor, mas a outra vaga de safety ainda é rodeada de incertezas. Chris Conte está longe de oferecer muita coisa e, julgando pelos comentários da última temporada, há poucas chances de TJ Ward renovar nessa offseason. Com isso em mente, Fitzpatrick seria um encaixe fácil na secundária do Bucs, proporcionando não só talento como também liderança para um setor que deixou bastante a desejar na última temporada.

CB Denzel Ward (Ohio St)

Apesar das ótimas atuações, Brent Grimes já possui 35 anos e ainda por cima terminou o seu contrato com o Bucs. Já Vernon Hargreaves tem tido bastante dificuldade como outside CB e deve continuar sendo mais utilizado como nickel CB. Sendo assim, o Bucs deve ir atrás de ajuda para posição de cornerback nesse Draft e pode escolher um jogador como Ward com sua primeira escolha.

RB Saquon Barkley (Penn St)

Pode até parecer bizarro um cenário que Barkley esteja disponível aqui, mas, levando em consideração a “Caça a QBs” que pode acontecer no Draft desse ano, há chances consideráveis de bons jogadores caírem no Draft. Após péssimos desempenhos e até mesmo suspensões, Doug Martin foi cortado dois anos depois de assinar um lucrativo contrato. Certamente o Bucs deve aproveitar a forte classe para reforçar a posição, mas caso Barkley ainda esteja disponível muito dificilmente a franquia não irá selecioná-lo.

OG Quenton Nelson (Notre Dame)

O mesmo que pode acontecer com Barkley também pode ocorrer com Quenton Nelson e a necessidade do Bucs na posição de guard é ainda maior. Kevin Pamphile e JR Sweezy têm tido atuações que variam de sólido para muito ruim e com toda certeza Nelson proporcionaria uma melhora considerável em pelo menos uma das posições.

DT Vita Vea (Washington)

Com exceção de Gerald McCoy, a linha defensiva do Bucs é cheia de interrogações. A presença de Vea daria ao Bucs um DT com ótimo porte físico, envergadura, rapidez e força, capaz de não só ajudar a defender contra o jogo corrido como também ocasionalmente causar colapso no pocket e absorver bloqueios duplos, facilitando assim a vida de outros jogadores da linha defensiva.

8ª Escolha – logo bearsChicago Bears

WR Calvin Ridley (Alabama)

Tendo apostado as fichas em Mitchell Trubisky no último Draft, uma das prioridades dessa offseason é conseguir novos alvos para o seu jovem quarterback. Kevin White não consegue se manter saudável e Cameron Meredith, apesar de sólido, não é uma opção muito promissora para ser WR #1 da equipe e ainda por cima perdeu toda a temporada passada por conta de uma lesão no joelho.

No momento, Ridley é o meu WR #1 da classe. Apesar de possuir uma altura média, o ex-Crimson Tide é rápido, ágil e executa com excelência vários tipos de rotas.

OG Quenton Nelson (Notre Dame)

O lado esquerdo da linha ofensiva do Bears parece definida, mas o lado direito ainda precisa de reforços. Com Josh Sitton não voltando em 2018, o Bears pode se ver em um cenário que o melhor OL da classe esteja disponível em sua escolha.  Ao lado de Kyle Long e Cody Whitehair, Nelson proporcionaria ao Bears um interior de OL muito promissor.

CB Denzel Ward (Ohio State)

Kyle Fuller teve um ótimo ano logo em seu último ano de contrato e o Bears fez o certo em impedir que o mesmo chegasse a Free Agency. Contudo, o time ainda precisa de reforços na posição de cornerback e pode optar por uma opção mais talentosa do que renovar com Prince Amukamara.

LB Tremaine Edmunds (Virginia Tech) e Roquan Smith (Georgia)

Com Jerrell Freeman sendo cortado após suspensão, Chicago também pode utilizar sua primeira escolha para reforçar o grupo de linebackers. Além do atlético Edmunds, a franquia também pode optar por Roquan Smith. Apesar de ser ligeiramente menos talentoso do posto de vista físico, Smith possui instintos melhores para a posição e também consegue contribuir mais na cobertura defensiva.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe