quarta-feira, 14 de Março de 2018

Compartilhe

Finalmente chegou a hora de lançar o meu primeiro mock do ano. Com o início da Free Agency, as principais intenções de boa parte das franquias começam a tomar forma e as necessidades de cada time consequentemente acabam se tornando mais bem definidas. Com isso em mente, vamos conferir minha primeira simulação da primeira rodada.

Aqui o debate é liberado, então sinta-se livre para comentar aqui no site, pelo Twitter ou Facebook.

  1. logo brownsCleveland Browns – QB Sam Darnold (USC)
    Essa é a melhor classe de quarterbacks nos últimos anos, o Browns tem a primeira escolha geral e uma necessidade na posição. Selecionar um quarterback é algo muito lógico. Após perder a oportunidade em dois anos seguidos, o Browns não pode repetir o mesmo erro. A vinda de Tyrod Taylor não muda muita coisa, aliás torna a situação ainda mais favorável para a vinda de um jovem quarterback como Sam Darnold. O ex-Trojans é o quarterback que eu enxergo com maior potencial da classe, mas ainda precisa ser melhor “lapidado” e se beneficiaria não sendo “jogado aos leões”.
    1. logo giantsNew York Giants – QB Josh Rosen (UCLA)

O Giants é outro time que precisa de um quarterback. Eli Manning já foi um grande jogador e o já tem o seu legado consolidado. Entretanto, a realidade atual é que o experiente quarterback já tem 37 anos, está visivelmente em decadência e vai ocupar US$ 22.2 milhões e US$ 23.2 milhões nos últimos dois anos do seu atual contrato. Davis Webb, escolhido na terceira rodada do último Draft, não deveria em hipótese nenhuma influenciar a possibilidade do Giants  escolher um quarterback com essa escolha. E exatamente isso que eu faria nesse cenário. Josh Rosen é meu QB #1 da classe e o que eu vejo como mais pronto em termos de mecânica de passe e trabalho de pés.

 

  1. logo coltsIndianapolis Colts – EDGE Bradley Chubb (NC State)

    O Colts precisa de talento em vários setores e se beneficiaria de uma troca com um time que precisa de quarterback para assim adquirir mais escolhas. Mas como não faremos trocas nesse mock, o melhor pass rusher da classe seria muito bem vindo na DL de Indianapolis. Além de muito atlético e produtivo, Chubb possui medidas muito boas para a posição, possui técnica para ter sucesso na NFL e ainda uma versatilidade que o torna capaz de atuar em um considerável número de posições no front seven.
  1. logo brownsCleveland Browns (via Houston Texans) – RB Saquon Barkley (Penn State)

    Esse seria o cenário ideal para o Browns. Após escolher o seu franchise QB, o time adiciona o melhor jogador do Draft ao seu backfield. O ex-RB de Penn St é o protótipo do RB ideal, com fantásticas capacidades físicas, como explosão e agilidade, e habilidade de contribuir de várias formas seja correndo com a bola, recebendo passes, retornando chutes e até mesmo protegendo o quarterback em blitzes.
  1. logo broncosDenver Broncos – QB Baker Mayfield (Oklahoma)

    A vinda de Case Keenum não deve influenciar muito os planos do Denver Broncos para a posição de quarterback, já que o jogador não tem muito a oferecer em questão de potencial e não passa de uma solução de curto prazo. Dito isso, Mayfield seria uma boa opção nessa escolha. O ex-Sooners possui características interessantes como capacidade de estender jogadas de dentro do pocket, precisão e habilidade de processar rapidamente o campo de jogo.
  1. logo jetsNew York Jets – QB Josh Allen (Wyoming)
    Resultado de imagem para josh allen
    Caso não consiga contratar Kirk Cousins, é quase certeza que o Jets irá atrás de um quarterback nesse Draft. Apesar de ser extremamente “cru”, Allen é visto como um jogador com bastante potencial por conta do seu porte físico, braço muito forte e personalidade, todas essas características bastante apreciadas pelo atual GM do Jets Mike Maccagnan.
  1. logo buccaneersTampa Bay Buccaneers – DB Minkah Fitzpatrick (Alabama)

Justin Evans parece ter um futuro promissor, mas a outra vaga de safety ainda é rodeada de incertezas. Chris Conte está longe de oferecer muita coisa e, julgando pelos comentários da última temporada, há poucas chances de TJ Ward renovar nessa offseason. Com isso em mente, Fitzpatrick seria um encaixe fácil na secundária do Bucs, proporcionando não só talento como também liderança para um setor que deixou bastante a desejar na última temporada.

  1. logo bearsChicago Bears – OG Quenton Nelson (Notre Dame)

O lado esquerdo da linha ofensiva do Bears parece definida, mas o lado direito ainda precisa de reforços. Com Josh Sitton não voltando em 2018, o Bears reforça sua OL com o melhor jogador de trincheira de toda a classe.  Ao lado de Kyle Long e Cody Whitehair, Nelson proporcionaria ao Bears um interior de OL muito promissor. Alto, extremamente forte e muito desenvolvido tecnicamente, o ex-Irish ajudaria bastante tanto na proteção ao quarterback como também na abertura de lacunas para o jogo corrido.

  1. logo 49ersSan Francisco 49ers – LB Tremaine Edmunds (49ers)

O 49ers precisa urgentemente de playmakers e Edmunds é uma ótima definição de um. Com 1,96m e 113 kg aos 19 anos, o versátil linebacker é um raro jogador que combina fantástico porte físico e atleticismo com uma absurda produtividade dentro de campo. Como esperado de um jogador tão jovem, Edmunds ainda precisa evoluir a parte mental do jogo e não possui instintos tão refinados para a posição, mas o seu potencial é gigantesco e, caso seja bem desenvolvido, pode ser um dos melhores da NFL por muitos anos.

  1. logo raidersOakland Raiders – CB Denzel Ward (Ohio State)

O grupo de cornerbacks do Raiders vive uma situação crítica. O único titular sob contrato é o segundo anista Gareon Conley, o qual jogou apenas 2 partidas no ano passado. Com isso em mente, faria sentido o Raiders escolher outro CB com sua escolha de primeira rodada. Ex-companheiro de Conley em Ohio State, Ward é o meu CB #1 da classe. O ex-Buckeyes é ligeiramente pequeno, mas é bastante rápido, ágil, sabe quando a bola está vindo em sua direção e também possui experiência como outside CB e nickel CB.  A presença de Ward ajudaria bastante a limitar alguns dos WRs velozes que deram bastante trabalho ao Raiders no ano passado como Tyreek Hill (KC) e Brandin Cooks (NE).

  1. logo dolphinsMiami Dolphins – LB Roquan Smith (Georgia)

O atual grupo de linebackers do Dolphins não inspira muita confiança e foi um dos principais motivos da vulnerabilidade do meio da defesa, especialmente contra TEs. Smith chegaria para ser o talentoso linebacker de três descidas que o time ainda não possui no elenco. O ex-Bulldogs é veloz, físico e bastante inteligente.

  1. logo billsBuffalo Bills (via Cincinnati Bengals) – QB Lamar Jackson (Louisville)

Essa é uma escolha que certamente não irá acontecer, visto que é certo que o Bills tentará subir no Draft atrás dos melhores quarterbacks da classe. Como não faremos trocas, o Buffalo poderia selecionar Lamar Jackson nesse cenário. Apesar de não ser um QB nos “padrões” da NFL, Jackson é um jogador que eu particularmente aprecio bastante. O ex-Cardinals é um playmaker de elite, capaz de castigar as defesas adversárias tanto com o seu forte braço como também como também com sua fantástica velocidade.

  1. logo redskinsWashington Redskins – DB Derwin James (FSU)

Todas as posições da secundária do Redskins precisa de reforços e nada melhor do que escolher um dos jogadores mais versáteis da classe nesse cenário. James se destaca por ser bastante talentoso do ponto de vista físico e mental, além de ser bastante polivalente, podendo atuar não só como safety (sua posição natural) mas também como nickel CB e até mesmo LB.

  1. logo packersGreen Bay Packers – CB Josh Jackson (Iowa)

A secundária do Packers é outra que precisa de uma infusão de talento, principalmente na posição de cornerback. Mesmo com Kevin King sendo a primeira escolha da equipe no último Draft, a equipe pode muito bem utilizar sua escolha em outro reforço para a posição, principalmente considerando a saída de Damarious Randall. Jackson é um jogador que, apesar da inexperiência e não ser um dos mais velozes, demonstrou bastante promessa pelos Hawkeyes no ano passado. O defensor é alto, possui braços longos e também tem a habilidade de perceber quando a bola vem em sua direção, o que resultaram em 8 interceptações no ano passado e 18 passes desviados.

  1. logo cardinalsArizona Cardinals – WR Calvin Ridley (Alabama)

Tendo Sam Bradford e Mike Glennon como seus possíveis quarterbacks para a próxima temporada, é óbvio que a posição é uma necessidade enorme para a franquia. Entretanto, acho muito cedo para selecionar o próximo quarterback do board e a equipe pode optar pelo WR #1 da classe para ser o eventual sucessor de Larry Fitzgerald como recebedor principal da equipe. Apesar de possuir uma altura média, o ex-Crimson Tide é rápido, ágil e executa com excelência vários tipos de rotas.

  1. logo ravensBaltimore Ravens – OT Mike McGlinchey (Notre Dame)

Com a saída de Austin Howard, a posição de RT pode receber um reforço logo na primeira rodada do próximo Draft. McGlinchey é o melhor Offensive Tackle da classe no meu board. O ex-Irish não é um dos jogadores mais fortes da classe, mas possui ótima técnica e agilidade, além de experiência nos dois lados da linha ofensiva.

  1. SD Los Angeles Chargers – DT Vita Vea (Washington)

Com Corey Liuget nunca correspondendo às expectativas do seu enorme contrato e Brandon Mebane em declínio,  Vita Vea seria uma escolha que faria muito sentido para o Chargers. O defensive tackle possui porte físico ideal para a posição, além de ser muito forte, podendo contribuir a melhorar a defesa do jogo corrido da equipe.

  1. logo seahawksSeattle Seahawks – OT Connor Williams (Texas)

Parece fazer anos que a linha ofensiva do Seahawks tem sido um problema. A franquia até se esforçou até certo ponto trazendo reforços, mas não foi suficiente. Williams é o meu OT #2 da classe e seria uma evolução em relação a Germain Ifedi, o qual teve muita dificuldade como RT no ano passado. Apesar de sofrer com algumas lesões no ano passado, o ex-Longhorns é bastante talentoso, possuindo um bom tamanho e porte físico, além de uma envergadura adequada e agilidade nos pés.

  1. logo cowboysDallas Cowboys – LB Rashaan Evans (Alabama)

O Cowboys precisa urgentemente reforçar seu grupo de linebackers. Sean Lee (que é um jogador fantástico) se machuca com frequência, Anthony Hitchens assinou com o Chiefs e ainda não é sensato concluir se Jaylon Smith terá capacidade ou não para ser titular na defesa da equipe. Então, a vinda de Evans ajudaria bastante uma defesa que caiu drasticamente de produção quando seu melhor jogador (Lee) não esteve em campo. O ex-Crimson Tide é um encaixe natural na posição de WLB, com potencial de ajudar a equipe não só na defesa do jogo corrido como também em situações de blitzes.

  1. logo lionsDetroit Lions – RB Derrius Guice (LSU)

Seja por falta de talento nas trincheiras ou no grupo de running backs, o ataque do Lions tem sido extremamente unidimensional há bastante tempo. Com um dos meus prospectos favoritos disponíveis, o backfield de Detroit ganharia um reforço considerável. Guice é um running back extremamente físico, explosivo, veloz e capaz de conquistar longos ganhos a qualquer momento.

  1. logo bengalsCincinnati Bengals (via Buffalo Bills) – C/G James Daniels (Iowa)

Russell Bodine nunca mostrou muita coisa como titular e agora está em fim de contrato, fazendo com que Daniels seja uma opção boa para essa escolha. O ex-Hawkeyes é um dos melhores prospectos da posição levando em consideração as últimas classes. Possui um porte físico muito bom e uma agilidade excelente, além de ser muito técnico no uso das mãos e também possuir um trabalho de pés muito bom.

  1. logo billsBuffalo Bills (via Kansas City Chiefs) – LB Leighton Vander Esch (Boise St)

Se o Bills realmente for subir no Draft, essa escolha deverá ser utilizada na compensação. Contudo, nesse cenário o time optaria por reforçar o “miolo” de sua defesa com um defensor muito intrigante. Vander Esch teve apenas um ano como titular em Boise State, mas foi absurdamente produtivo. Com ótimo porte físico e instintos, o defensor pode ter um pouco de dificuldade no início, mas tem um potencial muito elevado.

  1. logo ramsLos Angeles Rams – DE Marcus Davenport (UTSA)

Com a saída de Robert Quinn, a necessidade do Rams com relação aos pass rushers aumentou ainda mais. Apesar de muito “cru” tecnicamente, Davenport tem um potencial gigantesco. O defensor tem tudo que uma franquia procura em um defensive end: explosão, tamanho, envergadura e força. O esforço constante do jogador também é uma característica muito importante e apreciada, o qual permite que o jogador não só contribua como pass rusher mas também na defesa contra o jogo corrido.

  1. logo panthersCarolina Panthers – WR Courtland Sutton (SMU)

A vinda de Torrey Smith está longe de ser suficiente para reforçar o corpo de recebedores do Panthers e a franquia precisa adicionar mais talento ao grupo que prejudicou bastante a produtividade ofensiva da equipe na última temporada. Sutton é outro jogador que, apesar de precisar ser lapidado, é bastante talentoso. O recebedor possui uma ótima combinação de altura, porte físico e velocidade, além de ser bastante agressivo na disputa por bolas com defensores e ainda por cima possuir uma decente habilidade em conquistar jardas após a recepção.

  1. logo titansTennessee Titans – LB/DE Harold Landry (Boston College)

Tanto Brian Orakpo (31 anos) como Derrick Morgan (29) ainda formam uma boa dupla de pass rushers, mas ambos estão entrando na reta final da carreira e o Titans pode muito bem optar por adicionar um pouco de vitalidade ao setor. Landry é ligeiramente menor do que o padrão da posição, mas compensa isso com uma ótima envergadura e incrível explosão, sendo um encaixe natural para a atual formação defensiva da franquia.

  1. logo falconsAtlanta Falcons – OG Isaiah Wynn (Georgia)

A linha do Falcons, em sua maioria, é um setor bastante competente. Alex Mack é um dos melhores em sua posição e a dupla de OTs formada por Jake Matthews e Ryan Schraeder também é um dos pontos fortes do setor. Na posição de OG, as coisas mudam consideravelmente. Andy Levitre é bastante sólido, mas tem sofrido com lesões ultimamente, enquanto vários jogadores foram utilizados na posição de RG durante a temporada mas sem muito sucesso. Apesar de ter sido titular como OT na última temporada, Wynn deve ser utilizado como OG na NFL devido ao seu biótipo físico. O ex-Bulldogs possui mãos muito pesadas, é técnico e joga com uma mentalidade agressiva bastante apreciada pelos técnicos de OL.

  1. logo saintsNew Orleans Saints – TE Hayden Hurst (South Carolina)

O Saints até que se esforçou para “repatriar” Jimmy Graham, mas não obteve sucesso. Entretanto, a equipe pode optar por selecionar o melhor TE da classe e adicionar mais uma promissora ferramenta ao seu potente ataque. Após falhar na carreira como jogador de baseball, Hurst voltou a apostar no futebol americano e teve bastante sucesso na carreira universitária. O Tight End possui uma altura muito boa, além de boa agilidade e velocidade. Hurst também não foge do contato e suas mãos são bastante seguras, possibilitando que o jogador possa fazer recepções em todos os lados do campo.

  1. logo steelersPittsburgh Steelers – S Justin Reid (Texas A&M)

Com o Steelers planejando cortar Mike Mitchell, talvez seja a hora da franquia procurar um substituto para o limitado veterano. Reid é o protótipo de jogador que as franquias procuram em um defensor para marcar em profundidade. Possui uma boa cominação de altura, atleticismo e velocidade, além de conseguir localizar a bola com frequência.

  1. logo jaguarsJacksonville Jaguars – OG Will Hernandez (UTEP) 

O Jaguars é um time com poucas necessidades urgentes para a próxima temporada. Como Bortles não irá a canto nenhum, o Jaguars pode continuar reforçando a sua linha ofensiva. A vinda de Andrew Norwell foi uma ótima contratação, mas o Jaguars ainda pode conseguir uma opção mais talentosa que AJ Cann para a outra posição de OG com a escolha de Hernandez, o qual é absurdamente dominante bloqueando para o jogo corrido,

  1. logo vikings Minnesota Vikings – OG/C Billy Price (Ohio State)

Após semanas de especulações, a chegada de Cousins ao Vikings se concretizou e a equipe finalmente definiu o seu franchise QB para a próxima temporada. Dito isso, é hora do time focar em outra necessidade que é a linha ofensiva. Com dois ricos contratos distribuídos para a dupla de OTs e a posição de C estabelecida com Pat Elflein, a equipe pode também pode ir atrás de um OG na primeira rodada, levando em consideração também que os dois titulares da equipe na última temporada são Free Agents. Price é um jogador muito experiente tanto como OG como jogando de OC, tendo inclusive atuado por anos ao lado do atual center do Vikings em Ohio State. O ex-Buckeyes também é muito forte e explosivo, além de ser um bloqueador muito agressivo.

  1. Resultado de imagem para new england patriots logo pngNew England Patriots – DL Taven Bryan (Florida)

Se tem algo que o Super Bowl deixou claro é que o Patriots precisa de mais talento e vigor no setor defensivo, é exatamente isso o que Bryan poderia adicionar ao front seven. O ex-Gators é muito talentoso do ponto de vista físico e só não está cotado no Top 10 do Draft por ainda precisar ser melhor desenvolvido na parte mental do jogo. Apesar de ser inconsistente contra o jogo corrido, Bryan tem um potencial gigantesco como pass rusher, podendo dar muito trabalho aos defensores mesmo quando alinhado no interior da defesa.

  1. logo eaglesPhiladelphia Eagles – CB Donte Jackson (LSU)

Graças ao ótimo trabalho do GM Howie Roseman, o atual campeão do Super Bowl é um time com poucas necessidades nessa offseason, sendo a maior delas a posição de linebacker. Entretanto, ainda acho muito cedo para escolher um dos jogadores disponíveis na posição e optei por deixar uma decente secundária ainda melhor. Versatilidade é uma palavra chave quando o assunto é Donte Jackson. O defensor foi alinhado em muitas posições na última temporada e mesmo assim teve boas atuações. Jackson uma ótima combinação de atleticismo e velocidade, o que o permite ser um dos melhores jogadores da classe na cobertura.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe