LeSean McCoy deixa o jogo contra o Dolphins mais cedo

24 de outubro de 2016
Tags: bills, fernando mossmann, Notícias do Dia,

buffalo-lesean-mccoy

Um dos RBs mais prolíficos desta temporada, LeSean McCoy deixou a partida contra o Miami Dolphins, neste último domingo (23), mais cedo. O atleta de 28 anos sentiu um desconforto no tendão e acabou perdendo mais de um quarto do jogo. Contudo, quando em campo, McCoy não jogou o quanto vinha jogando, tendo apenas 11 jardas conquistadas em 8 corridas com a bola oval, média pouco superior a 1.3 jardas por carregada, bem abaixo do que o jogador estava fazendo até então neste ano.

Após a partida, o Head Coach da equipe de Buffalo, Rex Ryan, definiu a lesão como um “tendão dolorido”. Mesmo não sendo algo tão preocupante, está sendo recorrente para LeSean McCoy este tipo de contusão, visto que durante os treinos da semana o atleta já havia reclamado de algumas dores no local, o que lhe fez ficar na lista de prováveis ausências do Bills no jogo deste fim de semana. Apesar disso, o jogador foi para a partida e, após o jogo, disse que estava sentindo-se incrível no aquecimento e que foi uma pena começar a sentir dores durante a disputa.

McCoy possui, no momento, alguns dos melhores números para um RB na liga. São 112 corridas para 598 jardas até aqui, o que resulta em uma excelente média de 5.3 jardas por tentativa, o que é a sua melhor marca na carreira. Além disso, o jogador já entrou na endzone seis vezes neste ano, marcando 6 TDs para o Bills. Também é uma arma a se considerar no jogo aéreo. Somando seus números de toda a carreira, McCoy já recebeu 2671 jardas, marcando 13 TDs, um deles nesta temporada.

Nos casos em que McCoy não possui condições para disputar uma partida, seu substituto imediato é Mike Gillislee, RB que foi selecionado no Draft de 2013 pelo Bills e que está jogando bem como um backup para o RB titular. Nesta temporada Gillislee já chegou a 137 jardas em 22 corridas, média de 6.2 jardas por tentativa, e 2 TDs. Sem dúvidas é uma grande perda para sua equipe quando não pode jogar, mesmo que Gillislee não esteja indo mal.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

Postagens Relacionadas









Fernando Mossmann teve seu primeiro contato com o futebol americano em 2010, e a partir de 2013 passou a acompanhar a NFL mais de perto. É apaixonado pelo esporte e a cada dia procura aprender mais sobre o jogo. Aqui, será responsável por escrever notícias, resumo dos jogos e o Rastreando Draftados. No Twitter: @f_mossmann