Josh McCown será o quarterback titular do Jets

1 de setembro de 2017
Tags: carlos massari, jets, Notícias do Dia,

Christian Hackenberg só confirmou que está longe de pertencer à NFL. Bryce Petty foi bem, mas se lesionou na terceira partida da pré-temporada. Com isso, não sobrou outra opção à comissão técnica do New York Jets além de nomear o veterano Josh McCown como quarterback titular.

Aos 38 anos de idade, McCown é a denominação completa de um journeyman: o atleta que roda por diversos times durante sua carreira sem nunca alcançar destaque. Ele serve para ocupar lugares para os quais não há opções melhores, mesmo quando todas as suas limitações são bastante claras. Essa é a situação exata da franquia novaiorquina no momento.

Selecionado na terceira rodada do draft de 2002, ele ficou quatro anos com o Arizona Cardinals antes de começar uma peregrinação pela NFL. Passou por Detroit Lions, Oakland Raiders, Carolina Panthers, Chicago Bears, Tampa Bay Buccaneers e Cleveland Browns antes de chegar ao Jets. Foi com sua equipe inicial que teve o maior número de jogos como titular em uma temporada: treze, em 2004.

Na carreira, são 79 touchdowns e 69 interceptações, proporção bastante ruim, como também são os números de jardas por tentativa (6,9) e a porcentagem de passes completados (59,1). Em 2016, participou de cinco partidas com o Browns, três delas como titular, e postou números ainda abaixo disso, demonstrando talvez já estar em declínio.

Ainda assim, com o fracasso do experimento Christian Hackenberg, que foi um dos piores quarterbacks em ação nessa pré-temporada – cometeu mais turnovers do que lançou touchdowns, demonstrou muita falta de noção espacial dentro do pocket, sofreu sacks evitáveis e completou menos da metade dos seus passes.

McCown poderia usar a experiência ao seu favor para comandar um ataque talentoso, mas o problema é que não existe muito material humano ao seu redor. Provavelmente será obrigado a passar muito mais a bola do que o desejável. Com running backs pouco confiáveis e recebedores inexperientes, além de uma linha ofensiva com apenas um jogador de qualidade, será muito difícil que ele obtenha sucesso em mover as correntes com tranquilidade.

É provável que vejamos Petty e/ou Hackenberg em ação com a camisa do Jets na temporada regular. McCown é um quarterback que tem tendência a sofrer lesões, perdendo tempo devido a elas na maioria das temporadas nas quais teve a titularidade. Além disso, quando o time estiver fora de qualquer chance de alcançar alguma coisa em 2017 – o que não deve demorar para acontecer – não haverá motivos para que o veterano tome tempo que poderia ser usado para tentar desenvolver os seus jovens substitutos.

O torcedor do New York Jets provavelmente tem muitas expectativas para ver sua defesa em ação – o trio da linha defensiva e os jovens da secundária podem proporcionar bonitos espetáculos. Infelizmente, devem ser muito poucos os momentos positivos quando a unidade ofensiva tomar o campo.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Carlos Massari é o setorista da AFC LESTE. Analisa Patriots, Jets, Bills e Dolphins às quartas e sextas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @massaricarlos