segunda-feira, 25 de julho de 2016

Compartilhe

Muitos que estão lendo esta notícia podem não conhecer Josh Gordon. O jogador, que foi selecionado no draft suplementar de 2012 pelo Cleveland Browns, foi uma das mais gratas surpresas dentro de campo nos últimos tempos. Veja bem, dentro de campo. Logo na sua segunda temporada com o Browns (2013), Gordon foi responsável por uma marca extraordinária: 1646 jardas recebidas. Sim, você não leu errado, foram 87 recepções para 1646 jardas recebidas e 9 TDs. Tais números lhe renderam uma indicação ao Pro Bowl e ao All-Pro First Team 2013 (seleção da temporada naquele ano). Além disso, também se tornou o primeiro jogador a conseguir 200 ou mais jardas recebidas em duas partidas seguidas, e fixou o recorde de maior número de jardas recebidas em uma sequência de quatro jogos. O mais impressionante disso é que Gordon conseguiu alcançar todas essas marcas jogando com um time fraco, que contava com um QB fraco.

Leia Mais: O que é o Draft Suplementar?

Porém, como já disse anteriormente, ele foi uma das mais gratas surpresas dentro de campo, pois, fora dele, foi um desastre. O atleta que tinha tudo para se firmar como um dos principais, senão o principal recebedor da liga, acabou dando um rumo muito diferente a sua carreira, e sua vida. Em 2013, quando chegou aos números incríveis citados acima, Gordon disputou apenas 14 partidas, pois foi suspenso de dois jogos pela NFL, e na offseason seguinte só arranjou mais confusões. O atleta falhou em um teste anti-drogas realizado pela liga, o que, inicialmente, resultou em uma suspensão por toda a temporada de 2014, porém, posteriormente, a pena foi reduzida para 10 jogos. Mas não parou por aí, ainda durante a offseason, o jogador foi preso na Carolina do Norte por DWI (dirigir enquanto está sob efeito de drogas ou álcool).

Com o fim da temporada de 2014, Gordon havia disputado apenas 5 partidas naquele ano, já que o time lhe suspendeu do último jogo. E o que já estava ruim, só piorou. A NFL suspendeu o atleta por toda a temporada de 2015 por sua insistência em permanecer fora das regras estabelecidas pela liga quanto ao uso de substâncias. Gordon comentou sua suspensão em uma entrevista declarando: “Desde o dia em a suspensão foi anunciada, eu me senti meio aliviado”“Eu estava perturbado e envergonhado, mas eu estava tipo, ‘Cara, eu estou fazendo muita loucura, muito rápido’, eu precisava parar. Eu estou feliz que alguém me deu um pontapé pra me fazer ver o que é real e o que não é”, completou Gordon.

Casos como o de Gordon estão se tornando muito comuns na liga. Le’Veon Bell, discutivelmente o melhor RB da NFL na atualidade, irá perder quatro partidas neste ano devido ao não cumprimento das regras da liga quanto ao uso de substâncias. Além dele, Martavis Bryant, também do Steelers, e Justin Blackmon, do Jaguars, são outros exemplos de jogadores que podem estar botando tudo a perder devido ao vício. Nesta segunda-feira (25), a NFL decidiu dar uma outra chance à Josh Gordon, talvez sua última, e permitiu que o jogador voltasse a treinar com o Browns. Gordon está liberado para jogar a próxima temporada, contudo, está suspenso pelas quatro primeiras partidas. Agora, cabe somente ao atleta determinar o seu futuro.

Compartilhe

Comments are closed.