quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Compartilhe

geno-smith

Uma das grandes novelas da ultima intertemporada foi a disputa contratual entre Jets e o QB Ryan Fitzpatrick, que após ótima temporada de 2015, que incluiu 32 TDs (maior marca na história da franquia), queria ser pago como um dos top QBs da NFL. A disputa se arrastou até o começo do Training Camp, quando ambos os lados finalmente se acertaram e o contrato foi renovado por mais uma temporada. Porém, o desempenho de Fitzpatrick em 2016 não foi menos que desastroso até agora, sendo um dos motivos do time ter vencido apenas um jogo em seis disputados, além do fato do time amargurar a última colocação na AFC Leste. O HC Todd Bowles parece ter visto o suficiente de Fitzpatrick neste ano, e dará ao QB Geno Smith a chance de ser o titular, ao menos na próxima semana.

Recentemente, Smith declarou não entender o fato de não estar jogando, e sobre isso, Bowles foi enfático: “não tenho nenhum problema quando um reserva diz alguma coisa. Eles são reservas por uma razão, e quando lhes são dadas as oportunidades, é melhor que tirem proveito e mostrem que merecem ser mais do que isso, independentemente da posição em que atuam.” Smith teve sua chance no último Monday Night Football contra o Arizona Cardinals, porém foi tão inefetivo quanto Fitzpatrick, e o resultado foram apenas três pontos contra o time de Arizona no horário nobre. Bowles completou: “após o último jogo, tudo está sob análise a partir de agora, porém não vou dar nenhuma notícia antecipada através da mídia. Vou falar com o restante da comissão técnica e com meu GM em nosso encontro semanal para analisar qualquer tipo de mudança. Porém Geno fez um bom trabalho quando atuou recentemente, ele conhece e entende nosso esquema de jogo e demonstrou isso em um período de tempo limitado na última segunda-feira.”

Smith terá sua chance no próximo domingo, quando o Jets receberá o Baltimore Ravens em seus domínios, buscando recuperação na temporada que já não parece muito interessante para o time que era cotado a assumir o controle da divisão, após vencer 10 jogos em 2015 enquanto o Patriots não contaria com o QB Tom Brady por quatro semanas. Neste momento, o Patriots liderado por Brady controla tranquilamente a divisão e o Jets se colocará numa posição ínfima na busca por uma vaga de Wild Card caso Geno Smith não leve seu time à vitória no próximo domingo.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

Compartilhe

Comments are closed.