sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Compartilhe

Novamente, como na temporada passada, as equipes com as melhores campanhas da AFC e NFC vão fazer o jogo mais importante da temporada da NFL. São dois times muito fortes, com vários jogadores excelentes e uma partida que tem tudo para ser bastante equilibrada. Confira nosso guia desse jogo excelente e não perca nada.

Histórico no Super Bowl

Nenhuma das duas equipes são novatas no Super Bowl, porém o Patriots é uma franquia com muito mais tradição no jogo mais importante do ano. New England venceu pela última vez na temporada passada, já Philadelphia nunca conseguiu vencer o Super Bowl.

New England Patriots

O Patriots é uma das franquias mais tradicionais da história da NFL, chegando a sua décima aparição no Super Bowl. Com todas essas chegadas nessa partida, já são 5 Super Bowls vencidos (2001, 2003, 2004, 2014 e 2016). A franquia foi fundada em 1960 como Boston Patriots, porém só trocou de nome para o atual a partir de 1971. Como acontece com todas as franquias da NFL, por causa do draft e do salary cap, a equipe tem seus altos e baixos, vencendo muito e perdendo também. Porém, com a chegada de Bill Belichick e de Tom Brady, o Patriots tem uma dinastia que parece que nunca vai acabar. Venceu seus primeiros Super Bowls no início da década de 2000 e continua vencendo até hoje, mostrando como esse técnico e QB conseguem se reinventar e liderar a franquia para vitórias e mais vitórias. Já são 5 títulos na história, todos com a dupla, e parece que New England não quer parar de vencer.

Philadelphia Eagles

O Philadelphia Eagles foi fundado em 1933 e venceu o título da NFL em três oportunidades (1948, 1949 e 1960). O time chegou na final da NFC sete vezes, vencendo em três oportunidades (1980 x Cowboys, 2004 x Falcons e 2017 x Vikings) e perdendo em outras quatro vezes (2001 x Rams, 2002 x Bucs, 2003 x Panthers e 2008 x Cardinals). É a terceira vez que o time consegue chegar ao Super Bowl, perdendo nas outras duas vezes que conseguiu estar lá, sendo uma vez contra o Raiders por 27 x 10 e outra contra o Patriots em 2004 por 24 x 21. É a segunda temporada de Doug Pederson como técnico da franquia, tendo a primeira não chegando nem nos playoffs, mostrando como uma continuação de trabalho ajuda em uma liga tão disputada como a NFL.

Duelo de QBs: Incontestável x Contestável

Tom Brady é um dos maiores QBs de todos os tempos, muitos o consideram o maior. Como todos sabem, Brady foi escolhido no Draft de 2000 na escolha de número 199 (sexto round), o que ninguém sabia é que dali sairia a principal arma, junto com Bill Belichick, para essa dinastia de New England. O QB já chegou ao Super Bowl em sete oportunidades, tendo vencido por cinco vezes (XXXVI, XXXVIII, XXXIX, XLIX e LI). Foi MVP do Super Bowl por quatro vezes (XXXVI, XXXVIIII, XLIX e LI). Já foi selecionado para o Pro Bowl 13 vezes (2001, 2004, 2005, 2007, 2009-2017), além de ter sido All-Pro em cinco oportunidades (2005, 2007, 2010, 2016 e 2017). Foi MVP da temporada regular duas vezes (2007 e 2010), além de liderar a NFL em jardas por três vezes (2005, 2007 e 2017) e quatro vezes em TDs lançados (2002, 2007, 2010 e 2015). Na atual temporada são 385 passes completos, 4.577 jardas, 32 TDs e 8 interceptações. Tudo isso aos 40 anos de idade, parece que Brady melhora à medida que fica mais velho. É mais um ano de candidato a MVP, de um jogador que é totalmente incontestável na história da NFL.

Nick Foles chegou a NFL em 2012 como a escolha de número 88 (3º round) selecionado pelo próprio Philadelphia Eagles. No primeiro ano de carreira, ele acabou ficando como reserva de Michael Vick, até o QB sofrer uma concussão em uma partida contra o Cowboys. Foles começou no jogo seguinte e foi titular até o final da temporada. Na temporada seguinte, novamente Nick perdeu a posição para Vick, mas acabou entrando após uma lesão do QB titular. 2013 foi o ano que Nick Foles empatou um recorde da história da NFL que dura desde hoje, são sete TDs em uma única partida contra o Raiders. Essa foi a melhor temporada da carreira do QB terminando o ano com 27 TDs e apenas 2 interceptações sendo selecionado para o Pro Bowl. Depois Foles foi trocado para o Rams e chegou a ir para o Chiefs, quando finalmente voltou para o Eagles, para ser reserva de Carson Wentz. Infelizmente, para a franquia, Wentz sofreu uma lesão que encerrou sua temporada, tendo a equipe que confiar no seu QB reserva. Apesar de um início preocupante, na pós-temporada, Foles mostrou qualidade e jogou muito, principalmente contra o Vikings. Esse jogo pode ser a consagração de um QB que vai voltar a ser reserva na próxima temporada.

Philadelphia Eagles (15-3) x New England Patriots (15-3) – Domingo, 04/02, 21:30 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Será o segundo entre as franquias em jogos de pós-temporada, sendo o primeiro a vitória do Patriots no Super Bowl XXXIX. Os times tiveram jogos bem diferentes nas finais de conferência, enquanto o Patriots teve muita dificuldade e teve que virar um jogo contra o Jaguars, o Eagles passou o carro por cima do Vikings, com Nick Foles fazendo um jogo incrível. New England está naquele mesmo esquema de sempre, com Tom Brady sendo o grande diferencial e um esquema muito bem organizado por Bill Belichick, já Philadelphia é um time com vários talentos, e mesmo com a lesão do seu QB Carson Wentz, Foles vem o substituindo muito bem, principalmente nos jogos de pós-temporada. Foram as duas equipes mais fortes da temporada regular, terminando com as melhores campanhas. As equipes não se enfrentaram nessa temporada regular.

O New England Patriots está no seu décimo jogo de Super Bowl, tentando repetir um bicampeonato seguido pela segunda vez na história da franquia (XXXVIII e XXXIX). New England já tem cinco vitórias em Super Bowl e com a vitória contra o Eagles, vai empatar com Pittsburgh Steelers como os maiores vencedores da história da liga. Bill Belichick continua batendo recordes e é o técnico com mais vitórias em pós-temporada com 28. O Patriots parece aquele time cascudo que todo mundo sempre pensa que naquele ano, eles não vão conseguir chegar e sempre chegam. É uma equipe muito forte, com um excelente ataque comandado por Brady, recebedores rápidos e um jogo terrestre bem decente. A defesa, que começou a temporada regular muito ruim, já mostra grande melhora. Isso só certifica como o trabalho de um técnico excepcional como Belichick faz diferença, que faz ajustes não só durante o ano todo, como também durante as partidas, como foi mostrado na final da AFC contra o Jaguars.

O Philadelphia Eagles avançou para o terceiro Super Bowl da história da franquia, as outras vezes foram em 1980 e 2004. A franquia também a final da NFL em quatro oportunidades. Philadelphia é o terceiro time da história a chegar ao Super Bowl a conseguir pelo menos 38 pontos contra o adversário da final de conferência. O Técnico Doug Pederson está 2-0 como técnico principal em playoffs na carreira. O Eagles era o time mais temido da NFL em boa parte da temporada regular, muito talento e um QB jogando em nível de MVP, porém depois da lesão de Carson Wentz, as dúvidas começaram a aparecer. Apesar de ter perdido seu principal jogador, Philadelphia conseguiu chegar ao Super Bowl, com Nick Foles jogando muito bem. A equipe tem ótimos recebedores, RBs de muita competência e uma defesa muito agressiva com muito talento em todas as posições.

O Philadelphia Eagles lidera o confronto histórico com 7 vitórias e 6 derrotas, porém o New England Patriots venceu 4 dos últimos 5 jogos. Além das duas equipes tiverem tido as melhores campanhas de suas conferências, o que mostra como são as duas melhores, esse é o terceiro Super Bowl da história em que os dois times envolvidos estão no Top 5 tanto em pontos feitos como em pontos cedidos, mostrando como tem qualidade em toda parte do campo nessa partida. O Eagles vai precisar de uma grande atuação novamente de Foles, como ele conseguiu contra o Vikings, que tem uma bela defesa. A defesa precisa conseguir pressionar Brady mandando o menor número de blitz possível, pois o QB é o que melhor queima blitz na NFL. O Patriots, no ataque, precisa cuidar muito bem da bola, muito por conta da agressividade que a defesa de Philadelphia tem e a defesa deixar Foles em posições desconfortáveis para o QB começar a sofrer TOs.

Principais Jogadores:

New England Patriots:

QB Tom Brady é o líder de todos os tempos no Super Bowl em jardas de passe (2.071), passes completos (207), tentativas de passe (309) e passes para TD (15). RB Dion Lewis liderou o time com 896 jardas terrestres. TE Rob Gronkowski tem 10 TDs de recepção em jogos de pós-temporada. LB Kyle Van Noy teve 9 tackles, sack e fumble forçado na final da AFC. LB James Harrison tem 11 sacks em pós-temporada, a quinta melhor marca da história da NFL.

Philadelphia Eagles:

QB Nick Foles completou 26 de 33 passes para 352 jardas com 3 TDs e nenhuma interceptação para um rating de 141.4 na final da NFC. RB LeGarrette Blount correu para TD terrestre nos jogos de playoffs nessa temporada. WR Alshon Jeffery teve 2 recepções para TD na final da NFC, incluindo um TD de 53 jardas. S Malcolm Jenkins teve uma interceptação para TD de 99 jardas na última partida contra o New England. CB Patrick Robinson teve uma interceptação para TD de 50 jardas na final da NFC contra o Vikings.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Leave A Reply