Giants surpreende e bate o Denver Broncos

16 de outubro de 2017
Tags: giants, Giovani Natal, Notícias do Dia,

“Any Given Sunday!”. A máxima de que cada domingo na NFL deve ser visto de forma independente, nunca foi tão claro. Durante essa semana, era um consenso entre os amantes da NFL de que o Sunday Night Football (SNF) entre Denver Broncos e New York Giants seria uma verdadeira tragédia para a franquia de NY. E motivos para isso não faltam.

O Giants vinha de um catastrófico 0-5, condição que a franquia não ficava há longos anos. Além disso, a derrota pra o Chargers na semana passada deixou severas sequelas. De uma só vez, a franquia perdeu os WRs Odell Beckham Jr,. Brandon Marshall e Dwayne Harris, todos com lesões e fora da temporada. Além disso, durante a semana, Dominique Rodgers-Cromartie se desentendeu com o HC Ben McAdoo e foi suspenso pela direção da franquia.

Pra piorar ainda mais o cenário, vejamos a lista de inativos da franquia para o jogo: DE Olivier Vernon (tornozelo), RB Paul Perkins (costelas), LB Jonathan Casillas (pescoço), C Weston Richburg (concussão), WR Sterling Shepard (tornozelo) e DE Romeo Okwara (joelho). Ou seja, era o cenário perfeito para uma verdadeira tragédia em Denver.

Entretanto, o famoso upset ocorreu. Com um plano de jogo muito efetivo e com a primeira grande atuação de sua defesa, o Giants dominou totalmente o Denver Broncos e conseguir anotar sua primeira vitória na temporada, amenizando um pouco a turbulência na franquia da Big Apple. Sem mais delongas, vamos aos pontos que justificam o porquê dessa que pode ser considerada a grande zebra da temporada até o momento.

 

  • Efetividade do Jogo Corrido

Sim, a maior supresa do jogo foi a efetividade do jogo corrido do Giants. Inicialmente, esse era um duelo com um enorme favoritismo para Denver. Alias, estamos falando da melhor defesa contra o jogo corrido da liga, que em 4 jogos na temporada limitou Melvin Gordon, LeSean McCoy, Zeke Elliot e Marshawn Lynch a apenas 95 jardas. Um feito absurdo.

E foi justamente o insesperado Orleans Darkwa que deu conta do recado no jogo. O jogador teve a melhor noite de sua carreira e anotou 117 jardas terrestres em apenas 21 carregadas, com direito a uma corrida de 47 jardas. E isso atrás de uma linha ofensiva que vem sendo muitíssimo criticada e ainda encontrava-se desfalcada.

Como já mencionamos mais acima, o ótimo C Western Richburg não jogou, e com isso, a linha foi formada por: LT Ereck Flowers, LG John Jerry, C Brett Jones, RG Fluker, RT Justin Pugh. A linha teve um ótimo papel e o Giants conseguiu uma média de 4,6 jardas/carregada, e isso foi decisivo para dominar o tempo de posse, cansando assim a defesa adversária. Para a sequência da temporada, é fundamental que o jogo corrido continue sendo efetivo, tirando assim a obrigação de passe por parte de Eli Manning.

 

  • Defesa Agressiva

Ao que parece, a defesa do Giants encontrou a sua velha forma.

Pela primeira vez na temporada, vimos aquela que era considerada por muitos como uma das melhores defesas de toda a liga. Mesmo com os desfalques de Rodgers-Cromartie, Vernon e Casillas, a defesa se saiu muito bem e foi decisiva para a vitória da franquia.

Nos 4 jogos anteriores, o Giants conseguiu apenas 1 INT. Ontem, a franquia conseguiu 2 INTs, com destaque para uma pick six anotada por Janoris Jenkins. A mudança de comportamtemto da defesa é acalentador para a torcida.

A unidade pressionou muito o QB Trevor Siemian, tirando seu tempo de pocket e forçando a tomar decisões ruins. Outra prova disso, foram os 4 sacks anotados pela defesa, sendo 3 anotados por Jason Pierre-Paul, que teve sua melhor atuação no ano.

E se o jogo aéreo não funcionou, tampouco funcionou o jogo corrido. O jogo corrido que vinha funcionado bem até aqui, foi limitado a apenas 46 jardas terrestre. Mais uma prova do sucesso defensivo da franquia nessa partida.

 

  • Mudanças no Playcall

Há muitas razões pelas quais a ofensa dos Gigantes tem fracassado. A linha ofensiva tem sido pífia, o jogo corrido não consegue engrenar, além das baixas no corpo de WRs, em decorrência de lesões. Entretanto, uma coisa vinha prejudicando muito o ataque, e atende pelo nome de previsibilidade nas chamadas. O Giants se tornou um time pragmático, e com isso, fácil de ser lido e contido.

Ao finlmente enxergar isso, Ben McAdoo teve a acertada decisão de passar o comendo de chamadas ofensivas para o seu Coordenador Ofensivo, Mike Sullivan. E assim, conseguimos ver as melhorias que tanto eram desejadas.

A primeira certeira ação foi diminuir o peso do papel do Eli Manning no plano ofensivo. Jogando mais como um Game Mannager, Eli conseguiu fazer a bola caminhar melhor. Teve um jogo discreto do ponto de vista estatístico (11/19, 128 jardas e 1 TD), mas certeiro para o rumo do jogo.

Outra decisão acertada foi acionar mais o seu TE Evan Engram. No período pré-draft, Engram era muito elogiado pela sua performance ofensiva, se mostrando uma válvula de escape importante. Com as baixas supracitadas, Engram se tornou o alvo 1 do ataque, e mostrou que é confiábvel. Teve 5 recepções para 82 jardas, com direito a 1 TD. Sullivan e McAdoo terão que ajustar seu playbook de forma a aumentar a participação do novato no jogo. Além disso, caso Engram se firme, teremos um presságio de uma ótima dupla Odell/Engram.

Por fim, o último ponto a mencionar é o sucesso do jogo corrido. Tão criticando por n! pessoas pela sua ineficácia, o jogo corrido finalmente deu a sua cara e decidiu o jogo. Funcionando, o jogo corrido ajuda a diminuir o peso do jogo aéreo e por consequência, o peso de Eli Manning, que encontra-se em declínio. Vamos ver como se comportará esse setor nos próximos jogos.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Giovani Natal é o setorista da AFC OESTE. Analisa Chiefs, Chargers, Raiders e Broncos às quartas e quintas aqui no site. No projeto setoristas, falamos dos 32 times a cada duas semanas! Siga-o no Twitter para acompanhar mais da cobertura dessa divisão e debater sobre as matérias: @giovani_natal