Entenda porque Jay Ajayi pode fazer história no domingo

3 de novembro de 2016
Tags: dolphins, Notícias do Dia, Rafael Storone,

c8a973affbcbadc43925920749c0c12f

 

O running back do Miami Dolphins, Jay Ajayi, está em sua segunda temporada na NFL. Foi draftado em 2015 na 149º escolha geral e não ganhou destaque em seu primeiro ano como atleta profissional, alcançando 187 jardas em 49 tentativas durante nove jogos; além disso, conseguiu apenas um touchdown. Porém, o futuro tinha preparado uma reviravolta na carreira do atleta, que passou de um (quase) desconhecido em 2015, para um dos holofotes da nona semana de 2016. Mas por quê?

Após a lesão que culminou na aposentadoria de Arian Foster, Ajayi assumiu a titularidade da equipe, mais precisamente na semana cinco. Nas últimas três partidas, as que o atleta iniciou no time titular, alcançou 460 jardas e 4 touchdowns. Além disso, correu para mais de 200 jardas em cada um dos últimos dois jogos. Mas, como a “cereja do bolo” para essa boa fase do jogador, Ajayi está em busca de um feito inédito.

Nenhum atleta (nem mesmo quando os times, antes de 1990, tinham uma afinidade maior pelo jogo terrestre que pelo aéreo) conseguiu correr para 200 jardas em três partidas consecutivas; e apenas 4 conseguiram em 2 jogos seguidos, entre eles estão Jay Ajayi, Ricky William, Earl Campbell e O.J. Simpson. Na partida de domingo contra o New York Jets, o running back de apenas 23 anos tem a chance de ser o pioneiro.

“Isso seria para nós, para linha ofensiva e para mim mesmo um grande feito” disse Ajayi ao Miami Herald. “Mas, ao mesmo tempo, essa não é nossa prioridade e nosso foco, porque queremos ganhar o jogo. Eu sei o quanto é duro chegar a 100 jardas na NFL, por isso, conseguir jogos seguidos com 200 jardas é um crédito a todo esforço que colocamos nisso, a linha ofensiva, os recebdores, todos, incluindo eu mesmo. Então, se isso acontecer novamente, será algo maravilhoso, fantástico”.

Um dos colegas de equipe de Ajayi, o center Mike Pouncey, adoraria fazer parte de algo inédito para uma liga tão antiga. “Estamos sempre tentando ser parte dos livros” comentou o center. Porém, sabemos que há um excessivo esforço físico por parte de um running back, principalmente quando corre para 200 jardas, por isso, há a preocupação por parte da comissão técnica em relação à saúde de seu jogador. O técnico Adam Gase deu sua opinião a respeito do assunto. “Nós precisaremos ser espertos em tomar a decisão de continuar entregando a bola a ele muitas vezes. Eu acho que ele tem feito um grande trabalho e recuperando seu físico jogo após jogo. É que quando ele corre no estilo em que está fazendo, ou seja, de uma maneira física, ele recebe vários golpes, mas também quebra muitos tackles. Por isso, precisamos monitorá-lo durante o jogo mas, ao mesmo tempo, não podemos ser muito cautelosos porque, no College, ele carregava a bola muitas vezes e agora sabe como lidar com os contatos”.

Ajayi precisará superar a melhor defesa contra o jogo terrestre segundo o site da NFL. Os defensores do time de Nova Iorque cedem, em média, 74 jardas por partida e 3,3 jardas por tentativa.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

Postagens Relacionadas









Rafael Purcini Storone conheceu a NFL em 2010 e acompanha de perto desde 2012. Faz parte da equipe de redatores e escreve as Notícias e Resumo dos Jogos da rodada. No Twitter: @rafinhaps97