quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Compartilhe

A liga explica - L32

O futebol americano cresce a cada ano no Brasil, segundo diversas pesquisas realizadas, e tem sempre gente nova interessada em compreender o funcionamento de um jogo da NFL. A Liga dos 32 criou então essa seção “O Jogo” (no menu basta passar o mouse sobre ‘NFL’ e lá estará ‘O Jogo’ no sub menu) para que você possa se apaixonar definitivamente pelo esporte, até porque quem assiste um jogo da NFL entendendo o que está se passando na TV, nunca mais deixa de acompanhar. Você pode mandar o link desse guia para seus amigos e conquistar novos fãs dessa maravilha que é o futebol da bola oval.

Primeiramente, vamos frisar que o futebol americano é um esporte extremamente inteligente, tático e encantador; se aproxima muito mais de um jogo de xadrez que de uma luta de UFC por mais que à primeira vista possa não parecer. Você só vai conseguir perceber esse aspecto mais interessante após conhecê-lo melhor. E aqui vamos nós.

OBS: Produzimos um “Curso de Futebol Americano” gratuito e em vídeo no Youtube baseado nesse texto. Vale conferir para melhor fixação das informações aqui contidas. São 4 partes e você pode começar a ver a parte 1 aqui.

Leia Mais: Dicionário de Futebol Americano

– O campo de jogo

campo futebol americano

Como podem ver na imagem acima, o campo de futebol americano possui 100 jardas de comprimento e vai de uma end zone à outra – end zones são as extremidades do campo, uma na cor azul e outra na cor vermelha, no caso dessa foto. É chegando até lá que um time marca o touchdown.

São 53 jardas de largura, a título de curiosidade. Observe que o campo é bem sinalizado a cada 5 jardas com uma linha horizontal branca de um lado a outro e a cada 10 jardas a sinalização inclui a linha horizontal e o número indicando as jardas. Entre elas – entre a linha de 10 jardas e a de 15, por exemplo – você pode ver tracinhos brancos curtos que são chamados de hash marks e o espaço entre eles indica uma jarda.

– Duração

Um jogo de futebol americano possui quatro quartos, cada um com duração de 15 minutos. Entre o segundo e o terceiro quarto se dá o intervalo do jogo que dura 12 minutos. Em caso de empate, haverá prorrogação.

Cada time possui três pedidos de tempo no primeiro tempo (primeiro e segundo quartos) e mais três no segundo tempo (terceiro e quarto quartos) e eles servem não apenas para orientar os jogadores e pensar melhor uma jogada chave, mas especialmente para parar o relógio quando a equipe está correndo contra o tempo para pontuar. Além dos pedidos de tempo, faltando dois minutos para o fim do segundo quarto – pré-intervalo de jogo – e também no último quarto, há o two minute warning que é um tempo para a TV fazer seu comercial e que, obviamente, também para o cronômetro.

Outras formas de pausar o tempo de jogo é através de um passe incompleto (jogador não consegue receber a bola e ela bate no chão); quando um jogador recebe a bola mas sai do campo antes de sofrer o tackle (ser derrubado); com a marcação de uma falta, dentre outros. Fato é que nunca um jogo de futebol americano irá durar apenas 60 minutos, pois as pausas fazem parte do jogo e da estratégia envolvida para vencer uma partida.

Cada equipe tem até 40 segundos para colocar a bola em jogo e esse tempo serve justamente para que possam armar a próxima jogada. Isso mesmo! Cada jogada em um jogo de futebol americano é pensada e debatida pelos técnicos em conjunto com seu quarterback ou capitão da defesa, no caso das unidades defensivas.

– Início da partida

kickoff

O kickoff dá início ao jogo de futebol americano. Nele, o kicker (chutador) chuta a bola oval posicionada no chão sobre a linha de 35 jardas em direção à extremidade do campo do adversário. O retornador da equipe que recebe o chute segura a bola e avança correndo, tentando chegar até a melhor posição de campo possível – ou seja, corre o mais para frente que conseguir – antes de ser derrubado. Seu time começará a atacar do ponto que o retornador for derrubado (sofrer o tackle). Caso o chute do kickoff caia na end zone (veja a imagem no tópico “o campo de jogo”), o retornador pode resolver não retornar com a bola e apenas ajoelhar por lá, assim seu time começará a atacar automaticamente na linha de 20 jardas de seu campo de defesa.

 

-Funcionamento do Futebol Americano

A primeira coisa que se deve entender é que o futebol americano é um jogo de conquista de território com o objetivo maior de chegar até a extremidade do campo adversário (end zone). O time que está no ataque tem quatro tentativas (“downs” ou descidas) para conquistar 10 jardas. Essa é a regra base do futebol americano. Quando, em até quatro tentativas, a equipe que ataca conquista pelo menos as 10 jardas necessárias, chama-se isso de “first down” e ela ganha mais quatro tentativas para conquistar, no mínimo, mais 10 jardas. E assim vai caminhando pelo campo e conquistando o território adversário rumo a end zone.

O primeiro down (tentativa) é também chamado de primeira descida nas transmissões da TV. Então, quando o time está na sua primeira tentativa para conquistar pelo menos 10 jardas, diz-se que é a primeira descida para dez. Caso nessa primeira tentativa, a equipe conquiste duas jardas, por exemplo, irá para a segunda tentativa para conquistar, no mínimo, as oito que faltam para completar dez. Será, então, a segunda descida para oito. Ou segunda tentativa (down) para conquistar as oito jardas necessárias.

futebol americano regras

Acompanhando pela TV uma partida de futebol americano, o placar sempre sinaliza em qual tentativa (down ou descida) o time está e quantas jardas faltam para que ele consiga o objetivo de pelo menos 10 jardas com suas quatro tentativas e assim conquiste o first down (explicado no primeiro parágrafo desse tópico). Dessa forma, o placar da TV sinaliza 1st & 10 – isso significa primeira descida para 10 jardas. É a primeira tentativa das quatro a que tem direito para conseguir pelo menos 10 jardas. Se tem a indicação 3rd & 3 como no placar da imagem ao lado, isso nos diz que a equipe que está atacando vai para sua terceira descida (tentativa) e precisa ganhar, no mínimo, três jardas. Caso consiga as três jardas que necessita, conquistou o first down, ou seja, ganhou mais quatro descidas (tentativas) para garantir pelo menos mais 10 jardas. Como dissemos no início, essa é a regra mais básica do jogo e que dá o tom do mesmo. Note que na transmissão retratada na imagem, existe uma linha amarela que facilita ainda mais para quem está começando a acompanhar agora. Essa linha amarela é exatamente a marca que o time precisa chegar para garantir o first down.

Outros exemplos de sinalização no placar:

2nd & 2 – Será a segunda tentativa e o time precisa de pelo menos duas jardas.

4th & 1 – Será a quarta tentativa e o time precisa de pelo menos uma jarda.

Normalmente, os times utilizam apenas três das quatro tentativas. A quarta é utilizada ou para o punt – onde a equipe chuta a bola no estilo tiro de meta de um goleiro para que o adversário inicie sua série de ataque no outro extremo do campo, o mais longe possível da end zone do time que chutou o punt – ou para o Field Goal, onde o chutador do time que ataca vai tentar colocar a bola entre as traves. O que determina se o time vai para o punt ou para o Field Goal é a sua posição de campo naquele momento, já que para chutar o Field Goal normalmente é preciso estar da linha de 35 jardas do campo de ataque para frente – antes disso normalmente devolvem a bola com o punt.

Vídeo de um excelente punt em jogo de futebol americano universitário:

Nele, observe que se a equipe arriscasse a quarta tentativa e não conseguisse o first down, o adversário começaria na linha de 19 jardas do campo de ataque, já muito próximo da end zone – exatamente há 19 jardas de um touchdown. Com o punt, irão começar a série de ataque na linha de uma jarda do campo de defesa e se quiserem um touchdown, terão que atravessar 99 jardas! Bem mais difícil que atravessar apenas 19, não é mesmo?

futebol americano entenda regras jogo

Imagine a situação do quadro ao lado, onde o “time A”, que está atacando, se posiciona na linha de 10 jardas de seu campo de defesa, com 90 jardas a percorrer para chegar ao touchdown. Caso ele arrisque a quarta tentativa e não atinja a marca necessária para o first down (conquista de pelo menos 10 jardas em até quatro tentativas para que siga atacando com novas quatro tentativas para mais 10 jardas), o adversário começará sua série de ataque do ponto onde o “Time A” parou, ou seja, já vai estar à beira da end zone para anotar um Touchdown. Arriscar a quarta descida é, portanto, uma chamada perigosa que comumente é feita por times desesperados e que não têm outra alternativa senão ir pro tudo ou nada.

– Formas de atacar

A jogada se inicia com um snap, onde o “center” (jogador central da linha ofensiva – explicamos as posições mais à frente) passa a bola oval por baixo das pernas para o quarterback – o cérebro do time – que, com a bola em suas mãos, terá duas alternativas ou formas de atacar para avançar jardas:

  • Jogo Terrestre: O quarterback entrega a bola nas mãos do corredor do time (running back) para que ele corra com ela procurando espaços entre os defensores para avançar ou o próprio QB (quarterback) pode correr, tentando surpreender a defesa do oponente.
  • Jogo aéreo: A outra opção para avançar é pelo ar. Aqui, o quarterback lança a bola para algum recebedor e, caso ele consiga segurar a bola, o passe é completo e a equipe avança até o ponto em que o recebedor foi derrubado ou saiu de campo. Caso ele não consiga segurar a bola e ela caia no chão, o passe é incompleto e a jogada seguinte começa do mesmo ponto da anterior, sem avanço.

– Pontuação em jogo de Futebol Americano

Vencerá o jogo quem tiver mais pontos ao seu final, obviamente. Listamos aqui as quatro formas de se pontuar em um jogo de futebol americano:

  • Touchdown: É a forma de pontuar que mais rende pontos, é aquela que faz a torcida gritar e comemorar muito no estádio ou em casa. O TD (touchdown) acontece quando a bola ultrapassa a linha inicial da end zone. Há duas formas de isso acontecer – ou o jogador já vem com a posse de bola em suas mãos e chega até a end zone ou um recebedor que está dentro da end zone recebe a bola lançada pelo quarterback (que está fora da end zone, claro) e a segura. Vale seis pontos.

Veja exemplos de Touchdown:

moss  

 

Nos exemplos, você observa que o jogador recebe o lançamento do quarterback e avança até entrar na end zone. Touchdown!

  • Ponto Extra ou conversão de dois pontos: Após marcar um touchdown, a equipe que conseguiu o feito recebe como bônus uma nova jogada para pontuar de novo. A bola oval é colocada a 15 jardas da end zone e o time que pontuou com o TD (touchdown) pode chutar o ponto extra – que é o que acontece na imensa maioria das vezes – e colocar mais um ponto no placar ou realizar a conversão de dois pontos que vale, por óbvio, dois pontos. Caso opte pelo ponto extra, o kicker (chutador) irá chutar a bola entre as traves, com o snap sendo feito da linha de 15 jardas. Se acertar, são sete pontos para o time (seis do touchdown e um do ponto extra). A outra opção é a conversão de dois pontos, saindo a apenas duas jardas da end zone. O time precisa entrar novamente na end zone e anotar um “mini touchdown”; mini porque é uma jogada bônus que já começa à beira da end zone após um touchdown da equipe. Caso entre nela, são mais dois pontos, totalizando oito (seis do touchdown e dois da conversão de dois pontos). A conversão de dois pontos normalmente é tentada quando o time está muito atrás e o jogo vai chegando ao fim ou quando matematicamente não há vantagem em anotar um ponto (com o ponto extra) se comparar com a pontuação do adversário. Abaixo um exemplo de uma conversão de dois pontos:
marshawn-lynch-game-winning-touchdown-against-green-bay-nfc-championship

Seattle anota um touchdown terrestre, deixando o jogo em 19×20.

conv

Em seguida, optam pela conversão de 2 pontos para deixar o jogo em 19×22, impedindo que um Field Goal do Packers desse a vitória a eles.

 

O detalhe aqui do exemplo é o seguinte, o Seattle após anotar o TD vencia por 20 x 19. Caso chutasse o ponto extra e marcasse mais um ponto, o placar ficaria 21 x 19, ou seja, dois pontos de diferença e o time de Green Bay precisaria apenas de um Field Goal – que vale 3 pontos e é mais fácil de conseguir que um touchdown – para passar à frente. Resolveram então arriscar a conversão de dois pontos porque, caso desse certo como deu, o jogo ficaria 22 x 19 e com um Field Goal a equipe de Green Bay apenas empataria. Caso não desse certo, permaneceria 20 x 19 e um Field Goal do Packers daria a vitória a eles mesmo que o Seahawks tivesse chutado o ponto extra e não arriscassem a conversão. Como não mudaria nada para Seattle, valeu à pena tentar a conversão de dois pontos para evitar uma possível derrota graças a um Field Goal do Packers  no fim do jogo.

  • Field Goal: Lembra das quatro tentativas para conquistar pelo menos 10 jardas, né? O Field Goal é a jogada ideal para quando o time avança no campo, passa da metade rumo ao território do oponente, mas para em algum lugar entre as 35 jardas do campo de ataque e a end zone. Veja na imagem abaixo a área ideal para chutar um Field Goal – antes dessa região, normalmente vão para o punt:
campo futebol americano regras entenda jogo

Essa área azul mostra a região viável para chutar um Field Goal. Até 35 jardas do campo de ataque.

Mas por que chutar um Field Goal e não continuar avançando ou chutar o punt? O punt é chutado muitas vezes da linha de 40 jardas do ataque para trás, é uma jogada para devolver a bola quando o time está muito longe para conseguir chutar um Field Goal e não quer arriscar a quarta descida (tentativa). Tem momentos que a equipe chega ao campo de ataque na área em azul da imagem acima, mas não pode avançar mais, isso porque esgotou suas tentativas (descidas) sem ganhar o mínimo de 10 jardas necessárias. Exemplo: “Time A” está na linha de 30 jardas do campo de ataque – dentro da área azul da imagem, portanto – e tentou a terceira descida (tentativa) para 6 jardas (nas outras duas tentativas havia conquistado 4), porém não avançou nada. Assim, iriam para a quarta e última tentativa precisando de pelo menos 6 jardas. Exceto em situação de desespero, não vale arriscar porque se não conseguem as seis jardas, saem de campo sem pontuar e o time adversário começa a atacar daquele ponto do campo. Então, em uma quarta tentativa (descida), se o time está em área de Field Goal – área em que o chutador tem força suficiente para chutar bem – é interessante anotar os pontos da jogada e ir pro chute.

Obs: Um Field Goal chutado por um time que estava na linha de 30 jardas será um Field Goal de 47 jardas, isso porque devemos somar as 10 jardas da end zone – é o comprimento daquela área – com as 7 jardas pós snap, já que a bola é jogada para trás para que o kicker a chute. Não se preocupe em calcular isso, a TV faz por você. Apenas para entender que a distância é maior para o chutador graças a esses acréscimos.

O kicker (chutador) deve colocar a bola entre as traves e, caso consiga, seu time marca três pontos com o Field Goal. Touchdown, ponto extra e Field Goal são as pontuações mais comuns em um jogo de futebol americano. Vídeo de um Field Goal recorde:

  • Safety: Essa jogada é rara e mais difícil para iniciantes. Nela, um jogador de ataque que tem a bola em mãos é derrubado dentro da sua própria end zone (não a do adversário, onde ele anota um touchdown, aqui é a end zone de defesa, às costas do time que ataca) ou há uma falta dentro da própria end zone do time. Vale dois pontos para a defesa que forçou o safety.
dolphins-safety

Aqui podemos ver o Quarterback do Bengals sendo derrubado dentro de sua própria end zone pela defesa do Dolphins. Resultado: Safety e 2 pontos para a equipe de Miami.

– Mudança da posse de bola

A posse de bola é importante e a proteção dessa posse mais ainda. E como ela pode mudar de mãos? Através de uma pontuação – o time que pontuou devolverá a bola ao oponente por meio de kickoff -; com o intervalo – o time que chutou o kickoff para iniciar o jogo, receberá o kickoff após o intervalo –; após tentativa de Field Goal mal sucedida; punt; perda em downs (tentativas) – quando o “Time A” arrisca as quatro tentativas e não consegue as 10 jardas, o adversário começa seu ataque do ponto que iniciou a última jogada fracassada do “Time A”- ;  e da forma mais legal de todas, aquela que muda o rumo de uma partida com frequência: turnover. O turnover é quando a defesa consegue recuperar a posse de bola e trazer seu time de ataque para o campo. Ele se dá de duas formas:

  • Interceptação: jogada em que um atleta de defesa agarra a bola lançada pelo quarterback no ar, impedindo que ela chegue no recebedor do adversário e recuperando a posse de bola. Veja abaixo uma interceptação:

jameispick

  • Fumble: um jogador de ataque que tem a posse da bola oval, deixa a bola cair dos braços por descuido ou devido a um tackle (ato de derrubar o jogador). Quando a bola cai das mãos de quem tinha posse da mesma, é bola viva e se a defesa do “Time A” a recupera, a posse de bola é do “Time A” que mandará seu ataque a campo do ponto que o jogador que recuperou a bola foi derrubado. Tanto na interceptação quanto no fumble, o jogador de defesa que recupera a bola pode correr até a end zone adversária e anotar o touchdown caso ninguém o derrube. No vídeo, um fumble clássico que resultou em touchdown da defesa:

– Posições do Futebol Americano

Vamos às posições de ataque e de defesa, lembrando que são onze jogadores titulares de ataque e onze de defesa. Não há limite de substituições. Temos ainda o Special Teams que são os times especiais para situações específicas de jogo: Kickoff, Field Goal e Punt. Começamos com as posições de ataque.

ATAQUE

HB entenda como RB - Running Back

Uma formação de ataque. T pode ser LT (o da esquerda) ou RT (direita) e G da mesma forma – RG e LG. HB entenda como RB – Running Back

Quarterback (QB) – Normalmente o jogador mais famoso e importante do time. É o cérebro da equipe. Orienta todo o sistema ofensivo, posiciona os companheiros, chama as jogadas, lê a defesa adversária e é o responsável por entregar a bola ao corredor, lançá-la ou correr ele mesmo com ela.

Running Back (RB) – É o corredor da equipe. Recebe a bola das mãos do QB e busca conquistar as jardas necessárias atravessando a defesa pelo meio (passando pela área chamada trincheiras) ou pela lateral. Também pode receber a bola por meio de lançamento, servindo como válvula de escape para o QB quando pressionado.

Wide Receiver (WR) – É o recebedor. Responsável por correr a rota pré-determinada na jogada e agarrar a bola quando lançada em sua direção pelo QB.

Tight End (TE) – Tem dupla função: Ajudar a linha ofensiva a bloquear a defesa para a corrida do RB ou para que o QB tenha tempo de lançar a bola sem ser pressionado ou servir como recebedor a depender da jogada escolhida.

Linha Ofensiva (OL) – Composta por cinco jogadores, da esquerda para a direita de quem ataca: Left Tackle (LT), Left Guard (LG), Center (C), Right Guard (RG) e Right Tackle (RT). Sua função é segurar a defesa através de bloqueios para dar tempo suficiente para o QB lançar a bola ou bloquear a defesa para abrir espaço para o corredor (RB) quando a jogada é terrestre. Note que a linha ofensiva sempre bate de frente com a linha defensiva e quem assiste pela primeira vez na TV tem a impressão de que “eles estão brigando” e já pensa que o futebol americano é violento. Nada disso. A linha defensiva está tentando derrubar o QB ou o RB e a linha ofensiva os protege sem murros e pontapés, até porque nenhum desses artifícios é permitido, tão somente o empurrão com as mãos espalmadas. Não pode nem segurar.

DEFESA

ojogodefesa

A área vermelha é o chamado box, onde joga o front seven (Sete jogadores – Linha defensiva mais linebackers)

Linha defensiva (DL) – é composta por defensive ends (DE) e defensive tackles (DT). Batem de frente com a linha ofensiva do oponente e buscam conseguir um sack no QB (Sack é quando um jogador de defesa dá um tackle – derruba – o quarterback. A próxima jogada se inicia do ponto onde o QB caiu), atrapalhar seu lançamento ou derrubar o corredor, caso seja uma jogada de corrida.

Linebackers (LB) – Tem uma função híbrida. Em jogadas de passe, ajudam a cobrir os recebedores e em jogadas de corrida auxiliam na perseguição ao RB. Linebackers + Linha defensiva são chamados de front seven (sete jogadores de frente da defesa). Na imagem, WLB, MLB e SLB são siglas usadas para determinar em qual posição cada LB joga. Os linebackers também são usados para pressionar o QB.

Cornerbacks (CB)  – São os jogadores que ficam nas pontas cobrindo os recebedores (WR) adversários para não deixar que recebam os lançamentos ou ainda tentar interceptar a bola.

Safeties (S) – Temos o Strong Safety (SS) e o Free Safety (FS). O SS joga mais no box – região vermelha na imagem acima – marcando a corrida e cobrindo um TE mais forte como recebedor. O FS é o jogador que fica mais recuado de toda a defesa e cobre passes em profundidade. É o famoso último homem.

-Conclusão

Após toda essa explicação básica para te dar uma boa noção do funcionamento de um jogo de futebol americano, podemos dizer que você não vai aprender tudo com uma leitura nem duas. Favorite essa página; imprima; consulte enquanto você assiste a um jogo; assista três, quatro, cinco jogos; se gosta de video game, jogue madden e assim você vai entender cada vez mais o esporte e, quando menos esperar, será mais um entre milhões de apaixonados. Vale muito conhecer o futebol americano porque, podemos garantir, será um de seus melhores programas de lazer – senão o melhor.

Qualquer dúvida sobre o texto ou uma pergunta que não foi respondida nele, use a caixa de comentários abaixo.

Compartilhe

Comments are closed.