De onde vem a renda dos times da NFL?

21 de junho de 2017
Tags: a liga explica, dinheiro, rendas, rodrigo perrotta, televisao,

0101374001443904731_filepicker

Você provavelmente já escutou que a NFL é a liga mais rica entre todos os outros esportes. Você também sabe que a audiência das transmissões dos jogos se mostra cada vez maior nos Estados Unidos e aqui no Brasil. Outro fato conhecido pelos amantes da bola oval é que os salários dos atletas estão ficando sempre maior a cada ano que passa. Mas você já se perguntou de onde vem a renda dos times e esse dinheiro todo? Para explicar isso, vamos separar em três as principais fontes de rendas das equipes da liga profissional de futebol americano: Televisão, vendas e lucro no estádio, e produtos licenciados.

TELEVISÃO

A NFL deve muito de seu sucesso à televisão. Bem antigamente, as vendas de ingressos eram de longe a maior fonte de renda para os times da liga, mas desde a invenção da televisão tudo isso mudou e as franquias encontraram sua galinha dos ovos de ouros nesse meio de comunicação. As pessoas que sentam em seus sofás durante todo o domingo são as chaves para o sucesso econômico do esporte.

Em 1964, o comissário Pete Rozelle, apontado por muitos como o principal responsável pela NFL ser a máquina de dinheiro e investimentos que é hoje em dia, foi o primeiro a fechar contrato com uma emissora de televisão. Na época, a CBS pagou U$28,2M para ter os direitos de transmissão da NFL por dois anos. Com o retorno bastante positivo, as coisas só melhoraram e hoje em dia envolvem valores que ultrapassam os 20 bilhões de dólares.

nfl-on-tv

“Por que as empresas estão dispostas a gastar tanto dinheiro pela NFL?” A resposta para essa pergunta é bem simples: porque todo mundo assiste! Domingo é o dia da semana em que as pessoas se reúnem com a família e se divertem com um churrasco ou almoço especial. Com a maioria dos jogos passando na televisão, é quase inevitável que a NFL não seja o programa preferido nas casas norte-americanas. Para ter uma noção do que estamos falando, as oito transmissões mais assistidas da história da televisão dos Estados Unidos são jogos de futebol americano.

Sucesso total de audiência, investir em comerciais nas emissoras que transmitem a NFL é um negócio que tem 99% de chances de dar o retorno desejado pela empresa. A sociedade americana é a que mais consome produtos em todo o planeta, então os anunciantes veem as partidas da liga de futebol americano como a maneira perfeita de vender desde carros até batatas fritas. Além disso, é um esporte com muitas pausas ao longo do jogo, então não faltam ótimos espaços para que possam “vender” seus produtos. Para efeito de comparação, um comercial de trinta segundos no primeiro Super Bowl em 1967 custava U$ 42.000, já um outro para o mesmo período de tempo na televisão em 2012, o interessado precisava desembolsar U$3,5M.

Só para deixar claro, todo o dinheiro que a NFL recebe das emissoras de televisão é repartido de forma igual entre as 32 franquias que compõem a liga. Não existe diferença entre o New England Patriots e o Cleveland Browns, todos merecem e recebem a mesma quantia de dinheiro para continuarem trabalhando. Dessa forma, não existe uma desigualdade tão grande em termos financeiros. Não podemos deixar de destacar também o incansável trabalho de marketing da NFL para divulgar sempre mais a liga e o futebol americano ao redor dos EUA e do mundo, de forma que são várias ações, promoções e atividades que ajudam a levar o nome da empresa mais longe.

VENDAS E LUCRO NO ESTÁDIO

49ers-levis-stadium

Outra forma das franquias da NFL ganharem dinheiro é com o seu estádio, e isso quer dizer de todas as maneiras possíveis, inclusive com os ingressos que não são nada baratos, os serviços de garçons nos camarotes, venda desses camarotes, manobristas no estacionamento e até lavagem de carros são divididos entre a empresa e o time. Isso sem contar os lucros dos restaurantes e lanchonetes dentro do estádio, e todos nós sabemos que os americanos amam comer um hambúrguer, batatas fritas ou um cachorro quente durante os jogos. Às vezes tudo junto.

Porém, a maior fonte de lucro das franquias dentro de seus estádios não vem do consumo dos torcedores dentro dele. Nas últimas décadas, os “naming rights” se tornaram o grande gerador de receita para as equipes com suas instalações. Hoje em dia, praticamente todos os 32 times possuem nomes de empresas em seus estádios, como é o caso do San Francisco 49ers com o “Levi’s Stadium”, do Indianapolis Colts com o “Lucas Oil Stadium” e de várias outras franquias da NFL. O Houston Texans, por exemplo, recebe U$10M por ano para ter o nome da NRG (empresa de veículos elétricos) em sua arena.

PRODUTOS LICENCIADOS

tapete-panthers

Essa talvez seja a maneira mais curiosa que os times da NFL ganham dinheiro. A venda de camisas dos jogadores é de longe a maior fonte de renda com os produtos licenciados, mas existem outras coisas bem interessantes que as franquias colocam sua própria marca. Além dos bonés e casacos, a maioria das equipes aposta em produtos do dia a dia para serem vendidos. Acredite, nas lojas oficias físicas ou virtuais, você pode encontrar absolutamente tudo com a logo do seu time, desde canecas até torradeiras, chapas para pães, panos de chão, cordões e até lenço para cachorros. Por incrível que pareça, a venda desses produtos gera bem mais do que milhões de dólares para os 32 envolvidos. Portanto, fique sabendo que até as menores coisas podem ser um alvo da NFL e dos times para fazer dinheiro, a liga e as franquias cuidam muito bem de suas marcas e as exploram da melhor maneira possível.

Ainda tem alguma dúvida sobre como os times da NFL conseguem ganhar dinheiro? Deixe aqui nos comentários ou entre em contato conosco pelo Twitter ou Facebook!

Postagens Relacionadas









Rodrigo Perrotta teve seu primeiro contato com a NFL em 2006, mas só em 2010 começou a se interessar por tudo ao redor da liga. A cada ano fica mais fascinado pelo esporte. Responsável pela edição e revisão dos textos publicados no site e por uma matéria semanal. No Twitter: @roddperrotta