Comparando os elencos da AFC Sul. Por que o Titans leva vantagem?

9 de agosto de 2017
Tags: colts, jaguars, Notícias do Dia, Rafael Storone, texans, titans,

Resultado de imagem para titans team nfl

Há alguns anos a AFC Sul vinha apresentando baixa competitividade com apenas um time com chances reais de briga por vaga no Super Bowl: o Indianapolis Colts. Dois anos se passaram e Houston Texans e Tennessee Titans apareceram para fazer frente ao Colts, deixando a equipe de fora, inclusive, dos Playoffs da temporada passada. Mesmo com o título da divisão, o Texans não conseguiu fazer frente ao Patriots no jogo de pós-temporada por conta de falhas no elenco. Para 2017, a equipe do Titans traz um ótimo elenco e você entenderá abaixo o porquê de ele ser o melhor da AFC Sul e um dos melhores da NFL.

A começar pela posição mais importante do time, a de quarterback, vemos Marcus Mariota adentrando em seu terceiro ano na liga com muita consistência ao longo das partidas. No ano passado foi o melhor quarterback da liga em porcentagem de passes completados na red zone, passou para 3426 jardas, 26 touchdowns e nove interceptações, além de correr para 349 jardas e 2 touchdowns o que rendeu o prêmio de melhor jogador ofensivo da AFC no mês de novembro. Vem apresentando bons números e boa produtividade, Resultado de imagem para mariota titansalém de consistência, o que não é visto em nenhum dos outros três times da divisão nessa posição. O Jaguars conta com um Bortles extremamente inconsistente e pouco produtivo; Colts tem o melhor quarterback da divisão, mas que apresentou problemas sérios com lesões nos últimos anos, perdendo boa parte das partidas e não dando continuidade aos treinamentos e trabalho dos técnicos; Texans vive o dilema para encontrar um franchise QB e ainda não sabe quem será o titular (Savage ou Watson) após o fiasco de Osweiler na temporada passada.

LEIA MAIS: Jogo terrestre do Titans alavancou a equipe em 2016.

Entre os recebedores, Corey Davis e Eric Decker chegaram à equipe. Ao longo de sete anos como profissional, Decker atingiu 385 recepções, 5253 jardas e 35 touchdowns. Foi muito efetivo em 2016 como slot receiver, anotando sete touchdowns. Corey Davis é um recebedor explosivo e será uma arma poderosa para Mariota e conseguiu 1500 jardas e 19 touchdowns em 96 recepções em seu último ano de College. Em comparação com os outros times da divisão, podemos ver um certo equilíbrio em relação ao Colts que tem um dos melhores recebedores da liga: T.Y. Hilton e companheiros decentes como Moncrief. O Texans tem DeAndre Hopkins e Will Fuller como principais jogadores, que também forma um bom grupo de atletas. Já o Jaguars conta com Allen Hurns, Allen Robinson, Dede Westbrook e Marqise Lee, outro bom grupo de atletas que devem ser bons alvos para Bortles. Assim, vemos um equilíbrio no corpo de recebedores dentro da divisão, porém o quesito quarterback também influencia no poder de ação dos alvos, o que dá vantagem ao Titans.

DeMarco Murray foi um dos melhores running backs da liga, figurando no top 3 em número de jardas e promovendo uma reviravolta nesse setor da equipe que também conta com as corridas de Mariota, abrindo um leque muito grande de jogadas no playbook. Nenhum outro time da liga tem tanta eficiência terrestre quanto o Titans na divisão (e possivelmente na AFC), nem mesmo Jaguars com Fournette – que ainda não se sabe como serão suas atuações – ou Colts com Frank Gore principalmente pelo fato de que para que haja produtividade no jogo corrido, uma equipe precisa contar com uma boa linha ofensiva.

LEIA MAIS: Houve erro de estratégia para lidar com a lesão de Luck?

DefensivameResultado de imagem para jj wattnte, o grupo de linebackers do Titans é bom e, liderado por Orakpo que conseguiu 10,5 sacks no ano passado, dará dor de cabeça ao quarterback adversário devido ao esquema de jogo utilizado ser o 3-4. Nessa posição o Jaguars leva vantagem na divisão principalmente pelo entrosamento e experiência do trio Jack, Posluszny e Smith, além da óbvia qualidade dos mesmos. O Texans com todo seu poder defensivo também leva vantagem sobre o Titans. Isso não faz com que esse setor da equipe de Tennessee seja ruim, apenas “pior” em comparação com o Jaguars. O Colts tem jogadores regulares na posição e apresenta desvantagem em relação aos três outros times.

Não é necessário discutir sobre linha defensiva por dois motivos: Jadeveon Clowney e J.J. Watt.

A secundária do Titans ganhou um upgrade com a chegada dos CBs Logan Ryan e Adoree Jackson. O primeiro já foi duas vezes campeão com o Patriots e líder em tackles entre os jogadores da posição no ano passado; o segundo foi eleito o melhor defensive back do país no College Football em 2016. Ambos chegam para fazer companhia a LeShaun Sims. Para a posição de free safety foi contratado Johnathan Cyprien que deverá ser o titular ao lado de Searcy. Dentre os backfields, vejo vantagem a favor do Jaguars por causa da contratação de A.J. Bouye que, junto com Jalen Ramsey, formam uma belíssima dupla de cornerbacks. Vontae Davis é um ótimo cornerback, mas seus companheiros de secundária fazem com que o Colts fique atrás desses dois times.

LEIA MAIS: Tudo indica que Tom Savage será o titular no Texans.

Com jogadores jovens e decentes, o Titans conseguiu arrumar todos os setores do time e precisa apenas de entrosamento entre os mesmos para que possa reinar na divisão. As falhas nos outros times, principalmente na posição de quarterback, colocam a equipe de Tennessee como favorita para o título da AFC Sul.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Rafael Purcini Storone é redator da Liga dos 32 e escreve uma matéria de tema livre às terças-feiras, além do Bizarro Mundo Oval às quartas. No Twitter: @Rafastorone