Como um ‘buraco’ nas regras deu 40 jardas e a vitória ao Green Bay Packers

27 de setembro de 2016
Tags: Gabriel Plat, lions, matérias, packers,

capturar

A Semana 3 da NFL finalmente chegou ao fim e eu poderia falar de trocentos assuntos aqui. Que tal o Patriots dominando o até então invicto Texans jogando com o quarterback reserva do reserva? Ou Todd Gurley finalmente despontando, pra alegria da galera do fantasy? E que tal o Monday Night Football, um show de pontos pros dois ataques?

Todos seriam ótimos assuntos para se abordar aqui, mas minha escolha foi por algo inusitado que aconteceu no domingo — e não estou falando do Odell Beckham Jr. apanhando para a rede de treino do kicker. O lance foi no jogo entre Green Bay Packers e Detroit Lions, ótimo duelo de divisão que acabou na vitória do Packers por 34 a 27. Dentre os quatro passes para touchdown de Aaron Rodgers, das mais de 200 jardas recebidas de Marvin Jones — por sinal, sua melhor marca da carreira — e dos dois sacks de Nick Perry, uma jogada em específico me chamou atenção.

O responsável pelo lance foi o wide receiver Ty Montgomery, do Green Bay Packers. Mas não estou falando do seu desempnho no ataque do time, onde não teve nenhuma recepção e uma corrida para perda de jardas, e sim do time de especialistas.

Antes de falar sobre a jogada, quero que você preste bem atenção na jogada (vídeo abaixo):

 

Somente pelo vídeo, o que você acha que aconteceu depois?

A) Touchback, já que a bola quicou dentro da endzone primeiro

B) Bola na linha de duas jardas, onde Montgomery recuperou a bola

C) Falta do Montgomery por ter saído de campo e ter sido o primeiro a tocar na bola

D) Falta do Lions por ter chutado a bola para fora do campo

Confesso que ao ver de primeira o vídeo dessa jogada, eu pensei logo na opção B e, depois de ver a flanela sendo lançada, na opção C sem dúvidas. Não se pode sair de campo assim e pegar a bola, é completamente injusto! Não é mesmo? Bom… não é.

Do extenso livro de regras da NFL que somente os árbitros devem conhecê-lo completamente (e olhe lá), essa jogada específica entra em uma regra que muda completamente tudo. De acordo com a regra, se uma parte do corpo do jogador está fora de campo no momento que ele faz o contato com a bola, ele está considerado como out of bounds (fora de campo). E sabe o que acontece quando um chute de kickoff sai pela lateral do campo? Isso mesmo, uma falta. E a penalidade dela não é nada leve: o time adversário tem a opção de começar a campanha já na linha de 40 jardas do campo de defesa. A ideia da regra se aplica igualmente para casos de fumble: se um jogador que faz contato com a bola tem alguma parte de seu corpo fora de campo, a bola também é considerada fora de campo, por mais que ela esteja dentro.

Perceba a inteligência de Montgomery na jogada. Ele sai de campo e, esforçando-se para manter os pés fora de campo, ele encosta na bola para gerar a falta e dar ao Green Bay Packers 40 jardas de graça. Agora pense quantos kickoffs seu time já recebeu, todas aquelas tentativas de retorno fracassadas e as lesões desnecessárias que isso acabou gerando. E se o retornador do seu time conhecesse as regras tão bem quanto Ty Montgomery? Se algumas jardas já são suficientes para fazer um kicker errar ou acertar um chute, imagina o que 40 jardas a mais em uma campanha não poderiam fazer? O Packers não só sabe como fez e ainda anotou um touchdown na campanha. Sabe por quantos pontos o Packers venceu o jogo? Sete. Um touchdown de diferença.

E não adianta vir dizer que o Montgomery não fazia ideia da regra, deixou a bola quicar achando que conseguiria um touchback e quando viu que não ia dar ele pegou a bola somente para o Lions não recuperar já na linha de duas jardas — lembre-se, depois da bola viajar 10 jardas em um kickoff, a bola é de quem pegar (assim como no onside kick). Essa ideia já é furada ao ver o vídeo do lance, onde dá para perceber claramente que Montgomery faz a jogada de forma consciente. Mas se isso não te convence, é melhor ver a jogada abaixo.

6isvf

 

Percebeu a semelhança? Essa jogada aconteceu em 2012, quando o Packers recebeu o Titans na Semana 16. Ao ver a bola indo para a linha lateral, Randall Cobb fez exatamente o que Ty Montgomery fez: colocou uma parte do corpo fora de campo (no caso o pé) e encostou na bola, ocasionando a mesma falta. Nesse jogo, esse lance acabou não sendo tão impactante quanto o feito no último domingo, já que o Packers venceu por 55 a 7. Mas se podemos tirar algo disso, é que a jogada não foi acidental.

O fato de Cobb e Montgomery terem feito a mesma jogada inusitada mostra que a comissão técnica do Green Bay Packers consegue repassar ao seus jogadores as regras de forma clara o suficiente que acaba se transformando em vantagem para o time no jogo. Por mais que o coordenador do time de especialistas tenha mudado, de Shawn Slocum para Ron Zook, o trabalho desse tipo de jogada parece vir do técnico principal, Mike McCarthy.

Tratando-se de uma liga tão equilibrada e competitiva como é a NFL, um simples conhecimento a mais nas regras faz toda a diferença. Azar do Detroit Lions, que aprendeu da pior maneira.

 


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook.

Postagens Relacionadas









Gabriel Plat acompanha a NFL desde 2009 e se tornou completamente obcecado pelo esporte. Editor da Liga dos 32 e também editor-chefe do portal Blue Star Brasil. Responsável por uma matéria semanal e revisão. Está no twitter como @gabrielplat.