Como o futebol americano se tornou o esporte número 1 dos EUA?

15 de agosto de 2016
Tags: a liga e a historia, colts, giants, nfl, rafael dunaiski,

colts-giants-1958

Atualmente quatro em cada dez americanos dizem que a NFL é sua liga esportiva favorita. Um em cada três assistiu ao Super Bowl XLIX no último mês de fevereiro. Fica claro que atualmente o futebol americano é o esporte mais popular dos EUA.

Leia Mais: As Lendas da Liga – Johnny Unitas.

Mas isso não foi sempre verdade. Durante décadas o passatempo favorito da América foi a MLB. Em parte isso se deve ao pioneirismo do baseball. As ligas que formam a MLB foram fundadas em 1875 (National League) e 1901 (American League), sendo que a primeira World Series do baseball foi disputada em 1903. Apenas 17 anos mais tarde aconteceria a reunião que fundaria a American Professional Football Association (APFA), precursora da NFL. Em 1933 foi jogada a primeira final entre os campeões das conferências AFL e NFL, e, apenas em 1967, o primeiro Super Bowl no formato que estamos habituados foi jogado.

Durante as primeiras décadas do século XX, grandes jogadores ajudaram a impulsionar o baseball como esporte mais popular dos EUA. Enquanto Ty Cobb, Lou Gehrig, Cy Young, Babe Ruth e muitos outros nomes históricos encantavam os torcedores nos campos e nos rádios, o futebol americano profissional dava apenas seus primeiros passos.

Hoje, amantes do baseball questionam o motivo de seu esporte ter perdido tanta popularidade perante ao football. Entre as causas mais comuns apontadas está a velocidade do jogo na MLB. Em gerações que estão acostumadas cada vez mais com agilidade, um esporte mais dinâmico como o futebol americano chama a atenção. Independentemente do motivo que levou à essa virada, houve um momento no século XX que por muitos é considerado o ponto onde o football superou o baseball. Essa é a história do Greatest Game Ever Played (“o maior jogo já jogado”).

Em 1958 a TV proporcionou a oportunidade para popularizar o futebol americano de vez. A final da NFL naquele ano entre Baltimore Colts e New York Giants, disputada no Yankee Stadium, foi um dos primeiros jogos transmitidos para todos os EUA. A partida, contando com equipe técnica e diretoria, teve um total de 17 futuros Hall of Famers em campo, incluindo os lendários QB Johnny Unitas pelo lado do Colts e os DC Tom Landry e OC Vince Lombardi pelo lado do Giants.

O jogo foi emocionante do começo ao fim, terminando apenas na prorrogação. Na semana anterior o Colts superou o San Francisco 49ers, do também HOFer QB Y.A. Tittle, após estar perdendo por 27-7. O time consolidou a virada e venceu por 35 a 27 garantindo vaga na final. Já o Giants era um time acostumado a vencer, tendo sido campeão da NFL em 1956. A expectativa para a partida era gigantesca.

O jogo começou melhor para o lado do Colts, que com uma grande apresentação de Unitas e do histórico WR Raymond Berry foi a intervalo liderando o jogo por 14-3. No segundo tempo o Giants voltou para o jogo com mais disposição, e com dois TDs consecutivos virou a partida para 17-14. Faltando pouco mais de dois minutos para o fim da partida o Colts perdia por 3 e tinha a bola na sua linha de 14 jardas. Johnny Unitas conduziu então um dos mais famosos drives da história do futebol americano – o two minute drill, na época pouco conhecido (tanto que não tinha nem esse nome). Baltimore levou a bola para a linha de 13 jardas do campo do Giants, proporcionando então o FG que empatou a partida com 7 segundos restantes.

Na prorrogação o Giants começou com a bola, mas após um 3 and out a equipe de New York foi para o punt. Unitas recebeu a bola e Baltimore percorreu 80 jardas em 13 jogadas, contra uma cansada defesa do Giants. Em uma 3ª para o gol na linha de 1 jarda o RB Alan Ameche conquistou seu segundo TD na partida e o campeonato para a equipe do Colts. Unitas conquistou 349 jardas em 40 tentativas de passes, números absurdos para a época. O WR Raymond Berry conquistou 187 jardas em 12 recepções, recorde da liga em finais até Demaryius Thomas conseguir 13 recepções no Super Bowl XLVIII em 2014.

O jogo foi assistido por 45 milhões de pessoas, 25% da população dos EUA na época. O número é mais impressionante sabendo que a partida não foi transmitida para New York, a maior cidade dos EUA. Para muitos, esse foi o primeiro jogo de futebol americano visto na televisão. A partida mostrou às redes de TV americanas que a NFL tinha muito a oferecer. A cobertura da liga se intensificou, cada vez mais jogos foram transmitidos nacionalmente. O interesse do público aumentou e gradualmente a NFL foi ocupando espaços que antes pertenciam ao baseball. Obviamente ainda há espaço para os dois esportes no coração dos americanos, mas a final de 1958 da NFL provocou uma mudança na preferência. O maior jogo já jogado é possivelmente um dos grandes motivos da popularização do esporte nos EUA e consequentemente no mundo. É um jogo pra ficar pra sempre na memória de todos os fãs do futebol americano.

Postagens Relacionadas









Rafael Dunaiski é apaixonado por NFL e brinca de jornalista nas horas vagas. Responsável pela edição e revisão de textos, além de escrever a coluna “Guia da rodada”, às sextas, com os destaques da próxima semana da NFL. Na offseason, a coluna aborda temas gerais.