As cinco contratações que devem ter maior impacto em 2016

21 de junho de 2016
Tags: giants, jaguars, matérias, rafael dunaiski, raiders, texans,

malik-honest-90mil400

Com a Free Agency e o Draft já no passado e restando pouco tempo para o início do Training Camp, já é possível ter uma boa noção de como os elencos das equipes ficarão para a próxima temporada. Dessa forma, a essa altura, podemos fazer uma análise mais crítica de quais foram as contratações de jogadores que mais trarão impacto na próxima temporada. Para elaborar essa lista, fomos atrás de atletas que não necessariamente são os melhores, mas sim os que mais farão a diferença nos seus novos times:

LEIA MAIS: As dez melhores contratações da Free Agency
LEIA MAIS: Vencedores e Perdedores da Free Agency

Chris Ivory (Running Back) – Jacksonville Jaguars

FA_CP_Final_Ivory

O Jacksonville Jaguars ficou apenas na 27ª posição da liga em jardas terrestres no ano passado e mesmo assim Blake Bortles conseguiu os espetaculares números de 4.428 jardas, 35 TDs e 18 INTs. É uma necessidade da equipe retirar uma parte do peso do ataque das costas do jovem QB e é aí que Chris Ivory entra. O RB passou das 1.000 jardas ano passado com o New York Jets, mesmo com uma queda considerável de desempenho na reta final da temporada. Ele deve ser um bom complemento a T.J. Yeldon e, se utilizado da forma correta, pode ser um nome de peso para o ataque do Jaguars.

Kelechi Osemele (Offensive Guard) – Oakland Raiders

kelechi osemele

Derek Carr mostrou ser um QB competente e, com isso, foi capaz de fazer o torcedor em Oakland sonhar com dias melhores após vários anos amargando o fundo do poço na NFL. Porém, para que o jovem atleta consiga atingir todo seu potencial, vai precisar de mais do que apenas o 28º melhor ataque terrestre da liga. Latavius Murray passou das 1.000 jardas ano passado, mostrando que pode ser o líder desse ataque pelo chão. Então, uma ótima peça para essa unidade seria um bom bloqueador para corridas. O Raiders resolveu não poupar e foi atrás do melhor disponível: o OG Kelechi Osemele (ex-Ravens). A franquia da Califórnia prometeu pagar até U$ 60M nos próximos cinco anos para o jogador de 27 anos. Osemele pode jogar também de OT e deve ser uma melhora imediata para a linha ofensiva do Raiders.

Malik Jackson (Defensive End) – Jacksonville Jaguars

FA_CP_MalikJackson_Final

Se o ataque aéreo do Jaguars mandou bem no ano passado, o mesmo não se pode dizer da defesa contra o passe da equipe, a quarta pior da liga no mesmo período. Para corrigir isso, o time de Jacksonville se aproveitou do impressionante espaço que tinha em seu teto salarial e foi atrás de Malik Jackson, campeão do Super Bowl pelo Broncos. Para assinar um dos Free Agents mais desejados do ano o time teve que abrir a carteira e desembolsar absurdos U$ 90M pelos próximos seis anos. Apesar de não ter números expressivos, o ex-Broncos é um jovem que já provou que pode pressionar muito bem os QBs adversários e deve ser peça chave para tirar a defesa do Jaguars da lista de piores da liga.

Brock Osweiler (Quarterback) – Houston Texans

osweiler

O que o desespero por um QB não faz na NFL? Por vezes vemos times comprometendo o futuro atrás de um jogador no Draft ou vemos talentos de segunda ou terceira rodadas saindo cedo demais. Sem falar em casos como o do Houston Texans, onde um atleta com apenas sete jogos como titular de experiência e números regulares é contratado a preço de ouro. Osweiler surgiu para suprir a ausência de Peyton Manning em alguns jogos na temporada passada no Denver Broncos e, em oito partidas, conseguiu 1.967 jardas aéreas, 10 TDs, 6 INTs e mostrou um bom potencial. O contrato com o Texans é de quatro anos valendo U$ 74M. Por ser um QB, seu impacto na nova equipe será gigantesco, para o bem ou para o mal.

Olivier Vernon (Defensive End) – New York Giants

Olivier-Vernon

O New York Giants, após terminar como a pior defesa da liga no ano passado, foi atrás de um dos melhores Free Agents disponíveis no mercado. Após entrar em um “leilão” pelo Pass Rusher ex-Dolphins, o time conseguiu fechar um contrato monstruoso de cinco anos num valor total de U$ 85M, com impressionantes U$ 52,5M garantidos. A franquia decidiu pagar todo esse dinheiro porque é raro ver um defensor tão jovem e talentoso disponível no mercado. Em quatro anos com o Dolphins, Vernon somou 29 sacks, sendo 11,5 deles só na temporada de 2013. O jogador de 25 anos deve mandar muita pressão para cima dos QBs adversários e, com isso, vai provocar um impacto enorme na defesa mais frágil da liga em 2015.

Postagens Relacionadas









Rafael Dunaiski é apaixonado por NFL e brinca de jornalista nas horas vagas. Responsável pela edição e revisão de textos, além de escrever a coluna “Guia da rodada”, às sextas, com os destaques da próxima semana da NFL. Na offseason, a coluna aborda temas gerais.