A melhor equipe da história da NCAA

18 de maio de 2017
Tags: a liga e a historia, andre oliveira, miami hurricanes, mundo college, ncaa,

Miami-Hurricanes

Se você acompanha a NFL há algum tempo e gosta de ler muito sobre, deve conhecer alguns times históricos e considerados os melhores da história, como o Bears de 1985, o Patriots de 2007 e o Dolphins de 1972. E no College Football, qual foi o melhor time da todos os tempos? Assim como com os times da liga profissional, não existe uma resposta unânime para essa pergunta, no entanto, um time em especial certamente está no meio dessa discussão e foi a equipe mais dominante na história recente do futebol americano universitário: O Miami Hurricanes de 2001.

Comandados por Larry Coker, a universidade entrou para a história após marcar 512 pontos (42.6 pontos por jogo), sofrer apenas 117 (9.75 por jogo), somar 12 vitórias, nenhuma derrota e vencer o BCS National Championship Game. Durante toda a temporada, a equipe de Miami ficou atrás do placar apenas DUAS vezes e detém o recorde de maior número de pontos marcados contra times ranqueados em dois jogos seguidos, anotando 124 pontos e sofrendo apenas 7 nos jogos contra Syracuse e Washington.

A TEMPORADA

O ano do Hurricanes começou no jogo contra Penn State, fora de casa, em horário nobre. No intervalo de jogo, Miami já vencia por 30 a 0 e o treinador Coker decidiu poupar os titulares; o resultado final foi 33 a 7. Após vitórias elásticas contra Rutgers (61 a 0), Pittsburgh (43 a 21) e Troy State (38 a 7), a equipe visitou o seu eterno rival, Florida State (na época com uma sequência de 47 jogos invictos em casa). O resultado? Sonoros 49 pontos marcados contra 27 sofridos em pleno território rival.

Após outros massacres contra West Virginia (45 a 3) e Temple (38 a 0), o time se dirigiu a Massachussetts, onde enfrentou Boston College, o jogo mais difícil até então. Mesmo com um bom início de jogo (9 a 0), o ataque tinha dificuldades em movimentar a bola com o QB Ken Dorsey – lançou 4 INTs – no entanto, a forte defesa do Hurricanes conseguiu limitar o adversário a apenas 7 pontos nos três primeiros quartos. No último período, Miami liderava por 12 a 7 quando o ataque de Boston College chegou até a linha de 9 jardas e ficou muito perto da vitória. Porém, em uma tentativa de passe, a bola ricocheteou no CB Mike Rumph, foi interceptada pelo DT Matt Walters e o S Ed Reed pegou a bola para partir em alta velocidade por 80 jardas e marcar o TD que selou a vitória por 18 a 7 do ainda invicto Miami Hurricanes. Depois do duelo complicado, a equipe voltou a mostrar toda a sua força quando massacrou dois times ranqueados – Syracuse e Washington – por 59 a 0 e 65 a 7, respectivamente. O somatório de pontos foi a maior margem de vitórias consecutivas contra oponentes ranqueados na história da NCAA.

miami-hurricanes 3

A última parada antes do sonhado jogo do título seria contra Virginia Tech “Hokies”. O jogo parecia se encaminhar para mais uma tranquila vitória de Miami após o primeiro tempo terminar 20 a 3, porém, as emoções estavam guardadas para o final. Com uma sequência de um TD, uma conversão de dois pontos e um punt bloqueado retornado para TD, a universidade de Virginia Tech conseguiu diminuir a diferença no placar para apenas 2 pontos. Quase no fim da partida, o Hokies teve a chance da vitória quando teve a posse da bola perto da metade do campo e precisava apenas de um Field Goal. Porém, lá estava o lendário Ed Reed novamente com uma interceptação crucial que selou a vitória do time e a viagem para enfrentar Nebraska, no Rose Bowl, valendo o título nacional.

O Nebraska Cornhuskers, do então vencedor do Heisman Trophy Eric Crouch, era o #2 do ranking da NCAA e vinha embalado de uma forte temporada com 11 vitórias e 2 derrotas. Entretanto, não se mostrou páreo para o Hurricanes, vantagem de 34 a 0 para Miami no intervalo. Administrando o placar até o fim do jogo, a equipe histórica chegou ao seu 5º titulo nacional com uma vitória de 37 a 14. O QB Ken Dorsey (362 jardas aéreas e 3 TDs) e o WR Andre Johnson (7 recepções, 199 jardas recebidas e 2 TDs) foram eleitos os MVPs do jogo, enquanto a defesa limitou Eric Crouch a 200 jardas a menos que sua média da temporada e nenhum TD lançado. O título foi a cereja no bolo da temporada de uma equipe que teve o ataque alcançando 5.475 jardas totais, enquanto a defesa causou 48 turnovers e derrubou os QBs adversários 42 vezes.

OS JOGADORES

miami-hurricanes-2001-players

Ao fim da temporada, seis jogadores do Hurricanes foram selecionados para o All-American Team, 13 para o All-Conference Team, 4 venceram prêmios universitários e outros 10 foram indicados. A produção de estrelas para NFL também foi uma das maiores características do time: foram 17 futuras escolhas de primeira rodada, 38 escolhas de Draft e incríveis 43 participações totais no Pro Bowl. A seguir, a lista dos principais nomes do time, suas conquistas na NCAA e na liga profissional:

Quarterbacks

Ken Dorsey

Maxwell Award (2001)
2x Archie Griffin Award (2001 e 2002)
2x NCAA QB of the Year (2001 e 2002)
Finalista do Heisman Trophy (2001)
Selecionado pelo San Francisco 49ers na 7ª rodada do Draft de 2003 (escolha #241)

Running Backs

Clinton Portis

Selecionado pelo Denver Broncos na 2ª rodada do Draft de 2002 (escolha #51)
2x Pro Bowl (2003 e 2008)
All-Pro (2008)
Offensive Rookie of the Year (2003)

Willis McGahee

All-American (2002)
Selecionado pelo Buffalo Bills na 1ª rodada do Draft de 2003 (escolha #23)
2x Pro Bowl (2007 e 2011)
Comeback Player of the Year (2004)

Frank Gore

Selecionado pelo San Francisco 49ers  na 3ª rodada do Draft de 2005 (escolha #65)
5x Pro Bowl (2006, 2009, 2011, 2012 e 2013)
Campeão da NFC (2012)
Líder em jardas terrestres e TDs terrestres da história do 49ers

Wide Receivers

Andre Johnson

Hall da Fama da Universidade de Miami
Selecionado pelo Houston Texans na 1ª rodada do Draft de 2003 (escolha #3)
7x Pro Bowl (2004, 2006, 2008, 2009, 2010, 2012 e 2013)
2x All-Pro (2008 e 2009)
2x Líder da NFL em jardas recebidas (2008 e 2009)
Líder em recepções, jardas recebidas e TDs recebidos na história do Texans

Tight Ends

Jeremy Shockey

All-American (2001)
Finalista do John Mackey Award (2001)
Selecionado pelo New York Giants na 1ª rodada do Draft de 2002 (escolha #14)
2x Campeão do Super Bowl (XLII e XLIV)
4x Pro Bowl (2002, 2003, 2005 e 2006)
All-Pro (2002)
Offensive Rookie of the Year (2002)

Kellen Winslow Jr.

All-American (2003)
John Mackey Award (2003)
Selecionado pelo Cleveland Browns na 1ª rodada do Draft de 2004 (escolha #6)
Pro Bowl (2007)

Linha Ofensiva

Bryant McKinnie

2x All-American (2000 e 2001)
Outland Trophy (2001)
Jim Parker Award (2001)
Selecionado pelo Minnesota Vikings na 1ª rodada do Draft de 2002 (escolha #7)
Campeão do Super Bowl (XLVII)
Pro Bowl (2009)

Chris Myers

Selecionado pelo Denver Broncos na 6ª rodada do Draft de 2005 (escolha #200)
2x Pro Bowl (2011 e 2012)

Defensive Tackles

Will Joseph

All-Conference (2001)
Selecionado pelo New York Giants na 1ª rodada do Draft de 2003 (escolha #25)
Campeão do Super Bowl (XLII)

Vince Wilfork

All-Conference (2003)
Selecionado pelo New England Patriots na 1ª rodada do Draft de 2004 (escolha #21)
2x Campeão do Super Bowl (XXXIX e XLIX)
5x Pro Bowl (2007, 2009, 2010, 2011 e 2012)
All-Pro (2012)

Linebackers

Jonathan Vilma

All-Conference (2001)
Selecionado pelo New York Jets na 1ª rodada do Draft de 2004 (escolha #12)
Campeão do Super Bowl (XLIV)
3x Pro Bowl (2005, 2009 e 2010)
Defensive Rookie of the Year (2004)
Lider da NFL em tackles (2005)

Cornerbacks

Antrel Rolle

Finalista do Jim Thorpe Award (2004)
Finalista do Chuck Bednarik Award (2004)
Finalista do Bronko Nagurski Trophy (2004)
All-American (2004)
Selecionado pelo Arizona Cardinals na 1ª rodada do Draft de 2005 (escolha #8)
Campeão do Super Bowl (XLVI)
3x Pro Bowl (2009, 2010 e 2013)

Safeties

Ed Reed

Co-Jogador Defensivo do Ano na Big East (2001)
2x All-American (2000 e 2001)
Selecionado pelo Baltimore Ravens na 1ª rodada do Draft de 2002 (escolha #24)
Campeão do Super Bowl (XLVII)
8x All-Pro (2003, 2004, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011)
9x Pro Bowl (2003, 2004, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012)
Defensive Player of the Year (2004)
3x Líder da NFL em interceptações (2004, 2008 e 2010)
Recorde da NFL em mais jardas de retorno de interceptações na carreira (1.590 jardas)

Sean Taylor

Jogador Defensivo do Ano na Big East (2003)
All-American (2003)
Selecionado pelo Washington Redskins na 1ª rodada do Draft de 2004 (escolha #5)
2x Pro Bowl (2006 e 2007)
Hall da Fama do Washington Redskins

Confira como foi a temporada da melhor equipe da história da NCAA:


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









André Oliveira acompanha NFL desde 2007 e NCAA Football desde 2012. É fã da estratégia e rivalidade envolvida no esporte. Responsável pela cobertura do College Football na coluna Mundo College, todo sábado. No twitter: @AndreO_NFL