5 motivos para você não perder os jogos do Divisional Round

9 de janeiro de 2017
Tags: Arthur Murta, matérias,

GTY 461346220 S SPO FBN USA WI

Amigos e amigas, depois de tanta empolgação pela chegada dos playoffs, confesso que fiquei um pouco frustrado com os jogos da semana de Wild Card. Eu considerava os times mandantes favoritos nas 4 partidas, mas em momento algum imaginava que os visitantes seriam tão inofensivos. Os mandantes venceram por uma média de 19 pontos cada partida, onde a menor vantagem foram 13 pontos na vitória do Texans sobre o Raiders. Essa semana a tendência é que tenhamos 3 jogos extremamente disputados e aquele confronto entre Patriots e Texans que só os mais ousados apostariam num tropeço do time de New England. Não devem faltar motivos para que você fique ligado na tela da TV no próximo final de semana, mas ainda assim vou citar 5 curiosidades que podem atiçar ainda mais nossas expectativas para essa rodada:

1) Teremos uma semana de reencontros

brissetttd

Todos os jogos dessa semana serão reedições de algum confronto dessa temporada:

New England recebeu e envergonhou o Houston Texans na semana 3, vencendo por 27 a 0, mesmo tendo Jacoby Brissett como QB;

Na semana 4 foi a vez do Steelers receber e envergonhar o Kansas City Chiefs com uma vitória por 43 a 14, dessa vez o jogo é em Kansas City e deveremos ter uma partida muito mais equilibrada;

Cowboys e Packers se enfrentaram em Green Bay na semana 6 e os visitantes venceram por 30 a 16, dessa vez o jogo é em Dallas;

A semana 6 também contou com uma viagem do Atlanta Falcons à Seattle, onde perderam uma partida recheada de polêmica por 26 a 24. Essa é mais uma vez os times inverterão os domínios em que se enfrentaram na temporada regular.

 

2) Há feridas de outros Divisional Rounds para serem curadas na NFC

yjpnfc-jumbo

Lembranças de playoffs passados sempre vêm à tona essa época do ano, e na NFC teremos duas delas bem frescas na memória dos torcedores:

No próximo dia 11 de janeiro completará 2 anos do último jogo do Dallas Cowboys na pós-temporada, foi em um confronto vencido pelo Packers por 26 a 21 e que é amplamente lembrado pela polêmica sobre a recepção (ou não) de um TD por Dez Bryant nos minutos finais. O Packers veio a perder o jogo seguinte para o Seattle Seahawks, que acabou decidindo o SB daquele ano contra o New England Patriots. Apesar do revés no último confronto em Playoffs, Cowboys foi uma grande pedra no sapato de Green Bay na década de 90, os texanos eliminaram os nortistas dos playoffs por 3 temporadas seguidas entre 1993 e 1995.

O Atlanta Falcons também tem lembranças bem vivas do Seattle Seahawks. A última vez que o Falcons chegou aos playoffs foi na temporada de 2012, ano em que ficaram com a melhor campanha da NFC e receberam o time de Seattle no Divisional Round. Nos 6 jogos da carreira de Matt Ryan em pós-temporada, aquela foi a  sua única vitória. Russell Wilson era um calouro naquele ano e voltou aos playoffs em todas as suas temporadas até aqui. Sem dúvidas a primeira vitória ou derrota nos playoffs a gente nunca esquece. O time de Seattle viaja para Atlanta querendo cobrar uma dívida de 4 anos. Earl Thomas certamente não se esqueceu.

3) O maior mistério do ano na AFC será revelado

20151025pdsteelerssports19

Estamos o ano todo nos perguntando quem será o time capaz de encarar o New England Patriots. Os torcedores do Texans que me desculpem,  mas tenho que concordar com Las Vegas que atualmente coloca o Patriots vencendo por mais de dois TDs de vantagem. Do jeito que chegamos nos playoffs só restaram duas opções capazes de desafiar New England: Kansas City Chiefs e Pittsburgh Steelers. Essa semana os dois se enfrentam em Kansas para o que eu considero o 2º jogo mais importante do ano na conferência.  Chiefs joga em casa credenciado pela segunda melhor campanha da AFC, mas o Steelers chega muito embalado com uma sequência de 8 vitórias consecutivas.

4) Ave Maria, Cowboys!

dak-prescott

O torcedor do Cowboys estava entre a cruz e a espada assistindo o jogo entre Packers e Giants.  Por um lado a eliminação do Giants deveria estar no topo da lista de preferências dos torcedores, não só por ser um rival de divisão, mas também por ser o time que bateu o Cowboys duas vezes esse ano. Mas por outro lado como se empolgar para enfrentar o time de Aaron Rodgers em uma sequência de 7 vitórias consecutivas? Dak Prescott por sua vez tem jogado como um veterano e pode fazer história o primeiro QB calouro a conduzir seu time à final da NFC (Ben Roethlisberger, Joe Flacco e Mark Sanchez fizeram isso na AFC). Em um jogo dessa magnitude, com 9 Super Bowls envolvidos, temos todos elementos para mais um confronto histórico.

5) Os discípulos tentarão suplantar seus mestres

danquinn

Bill Belichick já passou mais de 20 temporadas como HC da NFL desde que assumiu o Cleveland Browns em 1991, mas apesar de seus coordenadores sempre terem um grande apelo nessa época de renovação das comissões técnicas, apenas um deles conseguiu algum sucesso caminhando com as próprias pernas na NFL: Bill O’Brien, treinador  do Texans. Em 3 anos comandando os texanos ele fez uma campanha 9-7 em todas as oportunidades e acabou de conseguir sua primeira vitória nos playoffs. O’Brien que tem a defesa que menos cedeu jardas esse ano enfrenta o Patriots que menos cedeu pontos. O Texans já venceu o seu “Super Bowl” na semana passada, a torcida não tem muito o que esperar dessa partida, mas um jogo bem disputado pode dizer muito sobre o futuro de O’Brien e principalmente Osweiler comandando o Texans.

Já Dan Quinn, treinador do Falcons, foi o Coordenador Defensivo do Seahawks quando este foi campeão do SB na temporada 2013 e ajudou a montar uma das melhores defesas da história. Um dos pais da Legion of Boom agora recebe os seus criadores na partida mais importante da sua breve trajetória como HC. Ele vai precisar usar todo o seu conhecimento da defesa de Seattle para conseguir vencer o seu ex-chefe e os seus ex-comandados. Ajuda o fato de Earl Thomas estar fora do jogo e o Falcons ter o melhor ataque da NFL no ano, mas não existe jogo fácil quando se recebe o Seahawks em janeiro.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Postagens Relacionadas









Arthur Murta conheceu a NFL em 2005 e, desde que pisou no Ralph Wilson Stadium, nunca mais foi o mesmo. Além de uma matéria semanal, também é responsável pela coluna Dicas de Fantasy e co-apresenta o Podcast Liga dos 32. Arthur gosta de fantasy football mais do que gosta de sorvete. Twitter: @murtaarthur